Começam os jogos de inverno

Também no Breakfast: Atenção dos mercados se divide entre balanços e giro de discurso do BCE; Meta e PayPal dão ‘choque de realidade’ em quem só via crescimento e Preço do aluguel explode: veja os bairros mais caros em SP e Rio

Tempo de leitura: 6 minutos

Bom dia! Este é o Breakfast - o seu primeiro gole de notícias. Uma seleção da Bloomberg Línea com os temas de destaque no Brasil e no mundo.

O momento mais político dos Jogos Olímpicos de Inverno de 2022 está chegando.

PUBLICIDADE

A cerimônia de abertura, que começa hoje (4), às 9h, horário de Brasília (20h em Pequim), dará ao presidente Xi Jinping sua melhor chance de usar os jogos para polir a imagem de seu país. Quase imediatamente depois, as competições assumirão os holofotes, mas por algumas horas nesta sexta-feira a China terá para si a atenção de uma audiência mundial.

O evento de abertura deste ano também acontecerá no Estádio Nacional de Pequim, conhecido como Ninho de Pássaro, que sediou o evento em 2008. Por outro lado, será “simples, seguro e esplêndido”, disseram os organizadores, pouco mais de uma hora e meia com apenas 3.000 participantes.

Internamente, Pequim fará seu apelo a um público exausto pelas rígidas restrições da covid e preocupado com a piora da economia. O mercado imobiliário, onde muitos chineses têm a maior parte de sua riqueza pessoal, está em declínio, justamente em um momento em que Xi se prepara para um congresso do Partido Comunista no final deste ano, onde espera-se que ele garanta um terceiro mandato que desafia os precedentes.

🟢 Mesmo com a vantagem da empolgação e entusiasmo geral dos espectadores, Pequim tem uma batalha árdua. Relatos de abusos de direitos humanos na região de Xinjiang do país, a supressão da dissidência em Hong Kong e a agitação sobre Taiwan levaram as opiniões sobre a China a mínimos históricos no Ocidente, alimentando a oposição à sua ascensão como potência global. O presidente Xi Jinping receberá 21 líderes mundiais nas Olimpíadas de Inverno, a maioria deles preside regimes não democráticos.

Xi Jinping em visita a instalações das Olimpíadasdfd

Na trilha dos Mercados

Depois da derrocada de ontem, os mercados de renda variável podem querer regressar à senda positiva. Prevalece a alta entre os futuros de índices dos Estados Unidos, movimento amparado pelos caçadores de barganhas e pela Amazon, que superou amplamente as expectativas com seu balanço e anunciou um aumento de preços das assinaturas Prime. Na Europa, as bolsas abriram positivas, mas algumas há pouco mudavam de rumo, num movimento bastante instável.

O que move o mercado

Há duas variáveis importantes movendo os mercados. A primeira são os resultados financeiros das empresas, sobretudo as de tecnologia, que ontem arrastaram bruscamente as bolsas, interrompendo uma sequência de quatro altas sucessivas.

💸 Balanços decepcionantes como os da Meta, dona do Facebook, chacoalharam as bolsas e levaram a fortuna de Mark Zuckerberg a desabar US$ 31 bilhões em um único dia.📈 Também balizam as negociações as previsões de que os principais bancos centrais elevem o custo do dinheiro. O Federal Reserve (Fed) já deixou claro que esta será sua arma contra a inflação. Ontem, o Banco da Inglaterra elevou sua taxa de juros e sinalizou que começaria a reduzir o balanço patrimonial com títulos.

Pouca convicção

Enquanto isso, o BCE manteve inalteradas as suas taxas na reunião de ontem. Porém, a presidente Christine Lagarde mostrou uma mudança de tom em seu discurso, vista como mais agressiva pelo mercado. Ela evitou afirmar de modo incisivo, como o fez em dezembro, que elevações dos juros são improváveis em 2022.

🧐 A dirigente deixou de defender a transitoriedade da inflação, admitindo que há risco de alta dos preços, embora tenha observado que o cenário central do BCE é de que, no decorrer do ano, os preços se orientem à meta, ajudados pela melhora do custo da energia e também dos gargalos nas cadeias de abastecimento.

🆙 O discurso pouco convincente, com um viés mais “hawkish”, levou os preços dos títulos do Tesouro alemão a subirem com força – os prêmios dos bônus de cinco anos ficaram positivos pela primeira vez desde 2018.

Uma instantânea dos principais mercadosdfd
🟢 As bolsas ontem: Dow (-1,45%), S&P 500 (-2,44%), Nasdaq (-3,74%), Stoxx 600 (-0,55%), Ibovespa (-0,18%)

Uma debandada das ações de tecnologia fez desabar os índices de ações dos EUA, interrompendo uma sequência de recuperação de quatro dias. As perdas ocorreram enquanto os investidores também digeriram as preocupações sobre a inflação persistentemente alta do Banco Central Europeu com comentários mais agressivos de Christine Lagarde.

No radar

Esta é a agenda prevista para hoje:

• Bolsa fechada na China pelo Ano Novo Lunar.

Bancos centrais: Pronunciamentos de Broadbent e Pill, do Banco da Inglaterra

Ao redor do globo: Indicadores de Serviços e PMIs compostos (Alemanha e Reino Unido)

EUA: Variação nas folhas de pagamento não-agrícolas (Jan), Taxa de Desemprego, Média de ganhos por hora

Europa: Zona do euro (Vendas no varejo/Dez), Alemanha (Encomendas à Indústria/Dez), França (Produção Industrial/Dez), Espanha (Confiança do Consumidor)

Balanços do dia: Bristol Myers Squibb, Sanofi, Aon

América Latina: México (Investimento Fixo Bruto/Nov)

Destaques da Bloomberg Línea

Meta e PayPal dão ‘choque de realidade’ em quem só via crescimento

Nintendo muda perspectiva novamente com problemas de logística

Lula diz que não manterá ‘preço dolarizado’ na Petrobras

Maior ETF de commodities atrai aporte recorde com escalada da inflação

Tribal anuncia transferências em cripto entre PMEs e chegada ao Brasil

Também é importante

Vila Olímpia foi o bairro com aluguel mais caro na cidade de São Paulo em janeiro, segundo o QuintoAndardfd

Preço do aluguel explode em janeiro; veja bairros mais caros em SP e Rio. O valor do aluguel em São Paulo, cidade mais populosa do Brasil, não para de subir. Em janeiro, o preço médio dos novos aluguéis residenciais subiu pelo sexto mês consecutivo e bateu recorde, com a maior alta (2,16%) registrada em um mês desde junho de 2019, início da série histórica do Índice QuintoAndar de Aluguel. •

Bolsonaro e Castillo reúnem-se para tratar de integração regional. Os presidentes do Brasil, Jair Bolsonaro, e do Peru, Pedro Castillo, reuniram-se em Porto Velho, no norte do Brasil, para tratar da relação bilateral entre os dois países. É a primeira vez que os dois chefes de Estado se encontram.

Biden diz que líder do Estado Islâmico foi morto em ataque na Síria. O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, afirmou que uma “grande ameaça terrorista” foi eliminada durante uma operação dos EUA no noroeste da Síria, na qual o líder do Estado Islâmico, Abu Ibrahim al-Hashimi al-Qurayshi, foi morto.

Farmacêutica Roche vê diminuição da covid e de demanda por teste. Roche, uma dos maiores fabricantes mundiais de testes para diagnóstico, disse que a covid-19 provavelmente começará a diminuir no próximo trimestre, o que significa que a demanda por seus testes diminuirá. Siemens Healthineers, concorrente que foi menos impulsionada pelo atual boom de exames, também apontou para uma provável desaceleração durante o verão e outono no Hemisfério Norte.

Opinião Bloomberg

Retorno à vida normal após a ômicron exigirá vigilância

Pela primeira vez em muito tempo, há boas notícias sobre a covid-19. A onda ômicron atingiu o pico nos Estados Unidos e em muitos estados já está recuando. Um respiro do SARS-CoV-2 seria muito bem-vindo. E se eventualmente surgirem novas variantes, talvez seja possível conviver com elas – ou seja, sem fechar comércio, sempre usando máscaras e distanciamento social.

Pra não ficar de fora

Parque de diversão Fundado em 1999, o Hopi Hari, em Vinhedo, no interior de São Paulo, quer investir em novas atrações após aprovação de plano de recuperação judicial dfd

O Hopi Hari, maior parque temático de diversões do Brasil, recebeu o sinal verde dos credores para seu plano de recuperação judicial, depois da tentativa de um grupo de concorrentes de assumir a empresa, situada em Vinhedo, no interior paulista.

A reunião entre os representantes legais dos administradores do parque e os advogados dos credores, realizada na quarta-feira (2), durou nove horas.

“A presença de credores como o BNDES, SLW, Prevhab e Mirai, antes alijados do processo pela administração anterior, demonstrou a confiança no plano apresentado pela atual gestão”, informou o Hopi Hari em comunicado.

O presidente do parque, Alexandre Rodrigues, disse que a companhia aguarda que o plano seja homologado pelo juiz responsável pelo processo de recuperação judicial.

🎢 Em 2016, o Hopi Hari entrou em recuperação judicial com uma dívida estimada em R$ 500 milhões.

Quer receber o Breakfast por e-mail? Registre-se gratuitamente no nosso site. E aqui você encontra as edições anteriores de nossa newsletter.

Edição: Michelly Teixeira | News Editor, Europe

Por hoje é só. Bom dia e obrigado por ler nossa newsletter!