Breakfast

Também no Breakfast: Mercados voltam a cair com prognósticos corporativos e lockdowns na Ásia; Biden e Georgieva rebatem medo de recessão que dá o tom em Davos e Como a cúpula tucana inviabilizou a candidatura de João Doria


Também no Breakfast: Mercados em alta em semana com ata do Fed e macro forte; Airbus vê aumento nas vendas de jatos executivos apesar de guerra e Covid e Brasil tem cerveja entre as mais baratas do mundo



Também no Breakfast: Mercados se dirigem a rota de perdas na Europa e nos EUA; Chefe do BID vê janela para mais investimentos na América Latina e Privatização da Eletrobras ganha sinal verde do TCU



Também no Breakfast: China dá motivos para manhã positiva nos mercados; 50 ações e fundos favoritos dos investidores de alta renda e Alta de juros favorece bancos tradicionais, diz presidente do Itaú


Também no Breakfast: Dados macro de China trazem desconfiança às primeiras operações nos mercados; US$ 11 trilhões e contando: a queda global das ações pode não ter acabado e BlackRock diz que investidores em ações podem ganhar durante a inflação


Também no Breakfast: Manhã de calmaria nos mercados; Verdadeiro ou falso: Colapso das cripto é um risco real para El Salvador? e Por que XP, Nubank e BTG vão oferecer negociação de cripto agora?


Também no Breakfast: Mercados em declínio e avessos ao risco; Queda de ações tech perto do fim? SPX altera estratégia e Sem novos dados e com inflação, país atravessa crise de insegurança alimentar às escuras


Também no Breakfast: Inflação dos EUA é o destaque do dia nos mercados; É hora de comprar dólar? Bancos de Wall Street acham que sim e As 5 startups da América Latina reconhecidas pelo Fórum Econômico Mundial



Também no Breakfast: Mercados em terreno negativo, com foco em preços, economia e geopolítica; FIFA chega ao mundo cripto com acordo para blockchain da Copa do Catar e Em lançamento de chapa com Alckmin, Lula diz que vencerá ameaça autoritária


Também no Breakfast: Mercados seguem curso de queda após “choque de realidade” com inflação; Musk levanta US$ 7,1 bi em novo financiamento para o Twitter e pode ser CEO e Cerveja e carros mais caros? Consumidores parecem numa boa com isso



Também no Breakfast: Dia de agenda cheia promete volatilidade às bolsas; BC mata sede de dólar, mas mercado quer novas altas da Selic e Bancos brasileiros lideram ranking por ativos da América Latina em 2022


Também no Breakfast: Mercados voláteis à espera de decisões sobre juros; Traders do Goldman ganharam US$ 100 mi ao dia em parte do 1º tri e Marca Itaú é avaliada em US$ 8 bi, a mais valiosa do país


Também no Breakfast: Mercados em descompasso nos EUA e na Europa, com foco em política de juros; 7 pontos relevantes da reunião anual liderada por Warren Buffett e Venezuela deve crescer mais que o resto da América do Sul em 2022



Também no Breakfast: Balanços dão injeção de ânimo aos mercados, que avançam; Saque em moeda estrangeira cresce em caixas eletrônicos no Brasil e Seguros dos carros mais vendidos do país custam até R$ 18,3 mil


Também no Breakfast: Mercados tentam recuperação enquanto aguardam balanços e indicadores; A briga do ano: Goldman Sachs e JPMorgan contrariam Citigroup sobre futuro do Fed e Por que os unicórnios brasileiros estão demitindo


Também no Breakfast: Mercados internacionais descompassados em dia de macro forte; Mundo arrisca mais choque de preços com falta de óleo de cozinha e Conheça as brasileiras entre as 50 Mulheres de Impacto da América Latina em 2022


Também no Breakfast: Semana começa no vermelho nos mercados internacionais; Itaú ganha tração no agro com aquisição de marketplace bilionário de insumo e As 50 Mulheres de Impacto da América Latina em 2022


Também no Breakfast: Bancos centrais sinalizam senda de aperto monetário e mercados recuam; Bilionário perde US$ 435 mi em 3 meses con aposta em Netflix e Musk defende liberdade de expressão no Twitter enquanto silencia críticos



Também no Breakfast: Expectativa com balanços e mercado de bônus esfriam ânimo da renda variável; Rússia aprende a viver com situação econômica após quase dois meses de guerra e BC arrisca reunião às cegas sem dados


Também no Breakfast: Tom é negativo nos mercados por guerra e expectativa quanto a previsões econômicas; Alta dos fertilizantes ameaça suprimentos de arroz de até 500 mi de pessoas e ‘In careca we trust’: Analista de câmbio vira sensação no Brasil


Também no Breakfast: Mercados dos EUA voltam do feriado sem Europa e inclinados à baixa; Substituição no campo das lideranças do SoftBank Latin America Fund e Cannabis no Uruguai, as lições para a América Latina sobre uma lei histórica


Também no Breakfast: Decisão do BCE e balanços roubam a cena nos mercados; Indústrias serão dominadas por empresas de tecnologia, diz Vélez, do Nubank e Como Buffett decidiu acordo de US$ 11,6 bi em um jantar em NY


Também no Breakfast: Após três pregões em queda, futuros nos EUA esboçam ganhos; Corrida ilegal do ouro avança na Amazônia sobre terras Yanomami e Mercado de seguros cresce em SP com salto no roubo de celulares


Também no Breakfast: Inflação e trajetória de bônus conduzem renda variável à queda; É hora de realizar lucros nos EUA, diz JPMorgan e Mercado vê novas altas da Selic após surpresa de Campos Neto com inflação


Também no Breakfast: Mercados começam no vermelho semana que será curta e agitada; Investidor de emergente tem que entender que Brasil é volátil, diz General Atlantic e Você abriu seu e-mail fora do expediente? Isso pode estar fazendo mal


Também no Breakfast: Mercados em alta, apesar da escalada da guerra e nova onda de sanções; OMS se prepara para possível ataque de armas químicas na Ucrânia e Banco Mundial diminui projeção de crescimento da AL


Mercados hesitam enquanto avaliam sinais de bancos centrais; Goldman Sachs mantém ceticismo com ‘bull market’ da bolsa brasileira e Por que a conectividade entre metaversos será o próximo passo da Web 3.0


Também no Breakfast: Discurso de Brainard incendeia mercados, que caem à espera de ata do Fed; Juros altos do Brasil alimentam o melhor carry trade do mundo e Bilionária que doou US$ 12,4 bi mira projeto no RJ


Também no Breakfast: Futuros de índices dos EUA vão de mais a menos com incertezas no front; Alta de juros e da inflação dificulta vida de fintechs no Brasil e Alemã Formel Skin mira o mercado de skincare do Brasil


Também no Breakfast: Mercados atentos à nova onda de sanções contra a Rússia e ata do Fed; Empresas aéreas ignoram fim da exigência de teste para entrar no Brasil e Estudo sinaliza perigo escassez de arroz no mundo


Também no Breakfast: Mercados se recuperam enquanto aguardam dados macro; Bolsonaro defende ditadura e ataca STF e América Latina tem melhor início de ano em três décadas na bolsa


Também no Breakfast: Mercados sem rumo por incertezas sobre guerra e dimensão de danos às economias; Por que a Tesla fez ‘acordo secreto’ com a Vale para suprimento de níquel e McDonald’s é pressionado por ligação com desmatamento da Amazônia


Também no Breakfast: Renda variável volta a cair com investidores embolsando ganhos e analisando macro; Bolsas nos EUA continuarão subindo? JPMorgan acha que sim e Bitcoin vira pauta do Greenpeace


Também no Breakfast: Enquanto o petróleo cai, renda variável encadeia novas altas; Guerra na Ucrânia abre portas para mercados emergentes e Por que a estatueta de ouro do Oscar custa menos que uma xícara de café?


Também no Breakfast: Semana com o peso de dados macro e da guerra na Ucrânia sobre os mercados; Um ‘ovo’ de US$ 30 milhões na Christie’s e O vencedor foi... “No Ritmo do Coração” (CODA)


Também no Breakfast: Sobe e desce intenso nos mercados ante incertezas sobre guerra e expansão econômica; Juros de 1.500%: BMG é condenado por taxas ‘inimagináveis’ a idosa e Brasil é o que mais favoreceu empreendedoras mulheres na AL


Também no Breakfast: Mercados sobem, mas reuniões sobre guerra fomentam prudência e tensão; Guerra muda cara do comércio global de commodities agrícolas e Grifes internacionais procuram ‘couro sustentável’ no Brasil


Também no Breakfast: Bolsas, prêmios de bônus e petróleo em baixa. Bateria de indicadores e bancos centrais dão o tom; Gradiente se manifesta sobre disputa com Apple sobre marca “iphone” e As 7 melhores cidades para empreender fora do eixo Rio-São Paulo


Também no Breakfast: Mercados em alta nesta manhã, apesar de cenário incerto; Pesquisa FSB/BTG aponta Bolsonaro como culpado por alta dos combustíveis e Por que é missão quase impossível acabar com supremacia do dólar