Negócios

Nubank: Ações fecham em baixa de 14,5% após resultado superar expectativa

Analistas veem

Ações caem até 11% um dia após resultado superar expectativa
23 de Fevereiro, 2022 | 06:36 pm
Tempo de leitura: 2 minutos

Bloomberg — As ações do Nubank (NU) tiveram forte baixa nesta quarta-feira, um dia após a instituição financeira divulgar resultados do quarto trimestre de 2021 que superaram as projeções médias dos analistas. Os papéis chegaram a recuar até 14,8% para US$ 7,50 nesta tarde.

  • No fechamento em Nova York, os papéis do Nubank terminaram com baixa de 14,55%, negociados a US$ 7,52;
  • Nos últimos dias, as ações do Nubank têm sofrido forte volatilidade, sendo que chegaram a subir 37% apenas na semana passada. Desde o IPO, os papéis acumulam perdas de 15,5%.

Na noite da terça, a Nu Holdings (NU), controladora do Nubank, registrou um lucro líquido ajustado de US$ 3,2 milhões no quarto trimestre do ano passado, resultado 79,2% menor do que o ganho de US$ 15,4 milhões obtido no mesmo período do ano anterior. O resultado positivo ficou acima das projeções de perdas de US$ 30 milhões dos analistas ouvidos pela Bloomberg e as ações subiram 7,7% logo depois da divulgação no aftermarket de Nova York.

  • Na avaliação do Citi, o Nubank surpreendeu com métricas fortes de receitas e gastos com clientes que surpreenderam o consenso dos analistas. O banco manteve a recomendação de compra e o preço alvo de US$ 12.
  • Já o Itaú BBA considerou os resultados mistos, citando como positivo o avanço do volume de empréstimos, puxado pelo crédito pessoal. Como ponto negativo, os analistas destacam que as receitas de serviços ficaram aquém das expectativas e que houve um aumento relevante das despesas operacionais. “Esperava-se que as receitas melhorassem neste trimestre, mas terminaram um pouco abaixo das previsões”, disseram.

No último trimestre do ano passado, a receita total somou US$ 635,9 milhões - expansão de 224,3% em relação ao mesmo período de 2020, já livre de efeitos cambais. As receitas com comissões e serviços somou US$ 196,4 milhões - 74% superior ao do mesmo trimestre do ano anterior.

Segundo o Nubank, houve um crescimento contínuo da base de clientes, que atingiu 53,9 milhões em dezembro (62% superior ao visto um ano antes). Ao mesmo tempo, ocorreu uma expansão de 75% nas receitas médias mensais com clientes. Essa receita saltou de US$ 3,2 mensais para US$ 5,6 do último trimestre de 2020, na comparação com o último trimestre de 2021.

PUBLICIDADE

Na divulgação de resultados, o Nubank destacou que somou 5,8 milhões de clientes no último trimestre, atingindo um total de 53,9 milhões de clientes no Brasil, México e Colômbia. Segundo a instituição, mais de 55% dos clientes ativos mensais que já eram clientes da companhia há mais de um ano adotaram o Nu como seu “relacionamento bancário principal”.

O Nubank apresentou uma série de métricas de receitas e de custos por clientes que difere das normalmente divulgadas pelos bancos tradicionais. Uma delas é a que mede o custo médio mensal de atendimento por cliente ativo, que diminuiu 20,4% para US$ 0,9 no quarto trimestre na comparação com o mesmo período do ano anterior.

(atualizado às 18h35 com posição de analistas e cotações do fechamento)

Leia também

PUBLICIDADE

Marfrig tem crédito de US$ 200 mi engavetado em meio a dúvidas sobre desmatamento

Dólar bate em R$ 4,99 com fluxo externo e inflação acima do esperado

Minério de ferro avança com apoio da China ao setor imobiliário

Toni Sciarretta

Toni Sciarretta

News director da Bloomberg Línea no Brasil. Jornalista com mais de 20 anos de experiência na cobertura diária de finanças, mercados e empresas abertas. Trabalhou no Valor Econômico e na Folha de S.Paulo. Foi bolsista do programa de jornalismo da Universidade de Michigan.

PUBLICIDADE