Mercados

Minério de ferro avança com apoio da China ao setor imobiliário

Contratos futuros em Singapura chegaram a subir 3,5%; preços futuros de vergalhões de aço também avançaram em Xangai

Preços em Dalian avançaram quase 5% no início do pregão, mas reduziram o ganho e fecharam pouco abaixo de 700 yuans por tonelada
Por Annie Lee
23 de Fevereiro, 2022 | 10:30 am
Tempo de leitura: 1 minuto

Bloomberg — Os contratos futuros de minério de ferro voltaram a subir na China, diante da melhora da perspectiva da demanda graças às medidas de apoio ao conturbado mercado imobiliário do país.

Os preços em Dalian avançaram quase 5% no início do pregão, mas reduziram o ganho e fecharam pouco abaixo de 700 yuans por tonelada depois de a Comissão Nacional de Desenvolvimento e Reforma informar que se reuniu com operadores portuários para discutir possíveis aumentos de custos, a fim de impedir o acúmulo proposital de estoques para influenciar os preços.

O escritório do banco central em Xangai pediu que instituições financeiras comerciais acelerem empréstimos imobiliários e garantam o crescimento do crédito para compra de imóveis residenciais e para incorporadoras nos próximos meses, segundo pessoas com conhecimento do assunto.

Os movimentos sinalizam que a flexibilização de políticas públicas em cidades com economias mais fracas está começando a se espalhar para os maiores centros urbanos, em meio aos esforços das autoridades para proporcionar um pouso suave do mercado imobiliário.

PUBLICIDADE

Algumas siderúrgicas perto de Pequim pretendem retomar a produção após o fim dos Jogos Olímpicos de Inverno, impulsionando a perspectiva de consumo de minério de ferro.

“A flexibilização das políticas imobiliárias em mais cidades ajudou a animar o mercado”, afirmou a Holly Futures em relatório. No entanto, os níveis de estoque permanecem elevados e a demanda de fato pode demorar para vir. Segundo o estudo, “o minério de ferro ainda é pressionado por políticas de supervisão dos preços”.

A Comissão Nacional de Desenvolvimento e Reforma afirmou em comunicado que potenciais medidas contra o acúmulo predatório de estoques incluem a redução dos períodos de armazenamento gratuito e a elevação dos custos de armazenamento. Este é mais um passo dentro dos esforços das autoridades para esfriar os preços da matéria-prima siderúrgica, que já sofreu perda de 16% este mês.

Os contratos futuros em Singapura chegaram a subir 3,5%. Os preços futuros de vergalhões de aço e de bobinas laminadas a quente também avançaram em Xangai.

PUBLICIDADE

Veja mais em bloomberg.com

Leia também

Ucrânia quer declarar estado de emergência nacional

PUBLICIDADE