Negócios

Round 6 foi um sucesso, mas a equipe responsável foi recompensada?

Modelo de remuneração da Netflix não leva em conta o sucesso após o lançamento de uma produção

Série coreana é o maior sucesso da gigante de streaming
Por Lucas Shaw
27 de Novembro, 2021 | 09:03 am
Tempo de leitura: 2 minutos

Bloomberg — Nas últimas semanas, a Netflix entregou à equipe da série “Round 6″ um bônus único como recompensa por seu trabalho no programa mais popular da história da empresa.

Não foi uma grande quantia que vai mudar a vida dessas pessoas. O elenco recebeu menos do que as estrelas de “Succession” receberam por um episódio. Os bônus são um reconhecimento do lucro que “Round 6″ trouxe para a Netflix. Estima-se que o programa, que custou apenas US$ 21 milhões, tenha gerado mais de US$ 900 milhões para a Netflix.

A maior parte do dinheiro vai para a Netflix, não para os produtores ou o elenco. O criador, Hwang Dong-hyuk, disse à imprensa que não recebeu muito na primeira temporada. Isso gera uma pergunta interessante: como recompensar o talento por um sucesso inesperado?

A Netflix paga bônus por prêmios; contudo, assim como valor pago à equipe de “Round 6″, eles são relativamente baixos. A empresa nunca favoreceu a remuneração baseada em desempenho quando se trata de talento. Todo o seu modelo de negócios é baseado em limitar os lucros de seus sócios.

PUBLICIDADE

O modelo da Netflix difere de como a maioria dos estúdios de cinema e televisão se comportaram nas últimas décadas. Os atores e cineastas recebem uma parcela do lucro do filme ou série como parte do acordo inicial.

A Netflix já pressupõe que o projeto será bem-sucedido e paga adiantado. “Se fizermos um filme, pagamos com o sucesso”, disse o diretor de cinema da Netflix, Scott Stuber, em 2019.

A Netflix justifica o modelo dizendo que nenhum programa é responsável por seu sucesso em um determinado trimestre. O fato de você ter assistido a “Alerta Vermelho” após assinar o serviço não significa que a produção foi o motivo da assinatura. E certamente não é o motivo pelo qual você continuou sendo cliente da empresa.

O modelo da Netflix é mais popular em Wall Street porque, teoricamente, a Netflix pode obter lucro à medida que cresce. O modelo também beneficia a maioria de seus parceiros porque a maioria dos projetos de cinema e televisão não fazem sucesso.

PUBLICIDADE

Veja mais: Round 6: Um mergulho profundo no mundo da desigualdade da Coreia

A maneira mais simples de serviços como Netflix e HBO recompensarem as pessoas por seus sucessos é pagarem mais pelas próximas temporadas. Os criadores de “Game of Thrones” não ficaram ricos com a primeira temporada. Mas ao fim da série, as coisas eram diferentes.

Graças ao contrato que a Netflix assinou com os produtores da série “Round 6″, ela tem os direitos para fazer uma segunda temporada. Uma das vantagens de trabalhar em mercados fora dos Estados Unidos é que a Netflix pode gastar menos para criar programas. Os grandes atores sul-coreanos não recebem um milhão de dólares por episódio como os norte-americanos.

Todos os envolvidos em “Round 6″ estão estupefatos com o resultado. O criador pode fazer o que quiser em seu próximo projeto. Produtores e talentos podem usar o programa para conseguir outros trabalhos.

Mas eles também têm alguma influência no momento e vão usá-la quando conversarem com a equipe da diretora global de televisão da Netflix, Bela Bajaria, na Ásia. Embora a Netflix não precise pagar muito mais por uma segunda temporada (pelo menos no papel), ela sabe que não deve entrar em nenhuma briga com os produtores de seu programa de maior sucesso.

Veja mais em Bloomberg.com

PUBLICIDADE

Leia também

Com faturamento de R$ 120 milhões, Boca Rosa agora quer um ‘império’

Black Friday: 5 medidas para não cair em golpes usando Pix

PUBLICIDADE