PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Mercados

Bolsa de NY reage após cinco dias de perdas com fala de Powell

Afirmações do presidente do Fed trouxe alívio e permitiu recuperação dos ativos de risco

Tempo de leitura: 2 minutos

Bloomberg — Os mercados de ações tiveram alta nesta terça depois que Jerome Powell garantiu aos investidores que o Federal Reserve vai conter a inflação, conforme a economia se recupera, sinalizando que o banco central provavelmente começará a reduzir o seu balanço patrimonial em 2022.

O S&P 500 (SPX) interrompeu uma sequência de cinco dias de perdas, o Nasdaq 100 (NDX) superou os principais benchmarks e o dólar recuou em relação aos pares globais. O chefe do Fed disse ao Comitê Bancário do Senado que as autoridades não hesitarão em agir se necessário para conter as pressões de preços. “Se tivermos que aumentar mais as taxas de juros ao longo do tempo, nós o faremos”, disse ele. Observando que a economia estava em uma posição muito mais forte do que da última vez que o banco central reduziu seu balanço, Powell disse que nenhuma decisão foi tomada, mas seria mais rápido desta vez.

PUBLICIDADE

“Já me referi a Powell antes como Cachinhos Dourados de terno e, até certo ponto, acho que ele desempenhou esse papel mais uma vez”, disse Steve Sosnick, estrategista-chefe da Interactive Brokers. “Embora ele tenha feito os ruídos certos sobre restringir o balanço patrimonial e combater a inflação, ele foi muito cuidadoso em equilibrar isso com um tom geral que indicava, em última análise, ‘Sim, estou preocupado com a reação do mercado a todos esses planos que temos ‘.”

As observações de Powell seguem comentários de outras autoridades que favorecem o início da redução do balanço de US$ 8,77 trilhões do Fed logo após começarem a aumentar as taxas. A experiência passada mostra que a forma como o Fed gerencia seu balanço é importante, embora o banco central dos EUA também tenha se adaptado e, em julho de 2021, tenha criado duas linhas de recompra permanentes para ajudar a aliviar as pressões do mercado monetário em momentos de estresse.

Entre as notícias corporativas, a CVS Health Corp. (CVS) disse que seus ganhos ajustados para o ano inteiro para 2021 estariam em uma faixa mais alta do que o esperado pelos analistas. O American Airlines Group Inc. (AAL) reportará uma receita maior no quarto trimestre do que os analistas esperavam, já que as principais operações da transportadora escaparam do pior dos cancelamentos de férias de inverno. A International Business Machines Corp. (IBM) foi rebaixada para venda pelo UBS Group AG (UBS).

PUBLICIDADE

Sem se incomodar com o início de ano instável do mercado de ações, estrategistas do Goldman Sachs Group Inc. (GS) ao UBS Global Wealth Management reiteraram suas apostas otimistas sobre as apostas de que as ações podem resistir a taxas mais altas em meio aos rendimentos crescentes da renda fixa.

“O sell-off de alguns nomes de duration longo e alta qualidade pode ser exagerada em breve”, escreveram estrategistas do Goldman liderados por Cecilia Mariotti. Com a expectativa de que os rendimentos reais não subam muito, “é improvável que os valuations se tornem um limite obrigatório para as ações”.

Aqui estão alguns eventos importantes desta semana:

PUBLICIDADE
  • Relatório de estoques de petróleo bruto da EIA, na quarta-feira;
  • China: PPI e CPI, na quarta-feira;
  • EUA: CPI, Fed Beige Book, na quarta;
  • Pedidos iniciais de seguro-desemprego nos EUA e PPI, na quinta-feira;
  • Audiência do Comitê Bancário do Senado dos EUA para Lael Brainard, nomeada vice-presidente do Fed na quinta-feira;
  • O presidente do Fed de Richmond, Thomas Barkin, o presidente do Fed da Filadélfia, Patrick Harker;
  • O presidente do Fed de Chicago, Charles Evans, fala na quinta-feira;
  • Decisão de política monetária e briefing do Banco da Coreia, na sexta-feira;
  • Wells Fargo, Citigroup, JPMorgan devem reportar resultados, na sexta-feira;
  • Estoques dos EUA, produção industrial, sentimento do consumidor da Universidade de Michigan, vendas no varejo, na sexta-feira;
  • O presidente do Fed de Nova York, John Williams, fala sexta-feira.

Alguns dos principais movimentos nos mercados:

Ações

  • O S&P 500 (SPX) subiu 0,9% no fechamento dos negócios em Nova York;
  • O Nasdaq 100 (SDX) teve alta de 1,5%;
  • O Dow Jones Industrial (INDU) subiu 0,5;
  • O MSCI World (MWLH) subiu 0,9%;

Moedas

  • O Bloomberg Dollar Spot Index (DXY) recuou 0,3%;
  • O euro (EUR) subiu 0,4% para US$ 1,1366;
  • O iene japonês (JPY) estava estável em 115,30 por dólar;

Renda fixa

  • O rendimento dos títulos do Tesouro de 10 anos (GT10) estava em 1,74%;

Commodities

  • O petróleo bruto West Texas Intermediate (WTI) subiu 4,2%, para US$ 81,48 o barril;
  • O ouro (XAU) subiu 1,3% para US$ 1.822,40 a onça.

Veja mais em bloomberg.com

Leia também

PUBLICIDADE