PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Tech

Kaszek lidera rodada de US$ 4 mi na insurtech mexicana Crabi

EXCLUSIVO: Empresa facilita a contratação de seguros e criou um processo mais transparente para tanto

Rodada seed da startup foi de US$ 4 milhões
Por Marcella McCarthy (Brasil)
07 de Outubro, 2021 | 08:00 am
Tempo de leitura: 3 minutos

Miami — A Crabi, seguradora de automóveis mexicana, encerrou uma rodada de investimentos de capital semente (seed) de US$ 4 milhões liderada pela Kaszek Capital. A Tuesday Capital, empresa de venture capital de San Francisco e que também investiu no Uber e no Airbnb, e a Redwood Ventures, que concentra seus investimentos em empresas latino-americanas, também participaram da rodada.

PUBLICIDADE

Existem mais de 50 milhões de carros no México e apenas 30% deles são segurados – em comparação com 50% no resto da América Latina, afirmou a empresa.

Diferentemente de outras startups no setor, a Crabi é licenciada pela Comissão Nacional de Seguros e Fianças do México (CNSF), o que, portanto, lhes permite comercializar e subscrever seguros, o que significa que pode deter todo o processo de obtenção do seguro.

PUBLICIDADE

“A Crabi é a primeira startup no México a obter a licença para ser uma seguradora de automóveis full-stack com todos os seus riscos”, disse Javier Orozco, fundador e CEO da Crabi.

Até agora, a Crabi comercializava seguros, mas a consolidação real era realizada por um terceiro. Os usuários podem acessar o site da Crabi ou baixar seu aplicativo e solicitar o seguro em cinco minutos, disse a empresa. Com sua nova licença e US$ 4 milhões na conta, a Crabi planeja deter todo o processo e desenvolver ainda mais suas operações.

Veja mais: US$ 190 mi em capital, novo produto e sede em Miami? A Jeeves tem tudo isso

“Planejamos deter o relacionamento com os reguladores e os usuários. As seguradoras detêm o relacionamento com os reguladores, mas não com os usuários. Startups como a Guros têm usuários, mas não têm relacionamento com os reguladores”, disse Orozco. A Guros é um marketplace de seguro automóvel on-line no México que arrecadou US$ 5,8 milhões no início deste ano.

Na prática, o plano da Crabi significa poder projetar e sustentar a apólice, permitindo que a empresa simplifique, personalize e agilize o processo de contratação de seguros. A empresa tem atualmente 13 mil usuários, 60 funcionários e uma taxa de crescimento anual de 110% (até agora em 2021).

PUBLICIDADE

“Há muito espaço para inovação no mercado mexicano de seguro automóvel, e a Crabi é a única startup a oferecer um produto de seguro full-stack pertencente e operado inteiramente pela empresa. Estamos orgulhosos de liderar esta rodada e estamos entusiasmados em apoiar a inovação da Crabi neste mercado principal com seu seguro automóvel honesto, justo e personalizado”, disse Nicolas Berman, da Kaszek Ventures.

A empresa foi fundada em 2017 em Guadalajara e agora opera em todo o país. Levou cerca de dois anos e meio até que ela obtivesse a licença da CNSF. Para se sustentar até o momento, a empresa recebeu US$ 1,4 milhão de investidores-anjo e outros US$ 3 milhões do próprio Orozco.

Histórico

Orozco já lançou cinco empreendimentos e teve dois desinvestimentos de sucesso, proporcionando a experiência para que lançasse a Crabi.

“No estágio inicial da Crabi, eu precisava injetar meu próprio dinheiro primeiro, pois precisávamos provar nosso conceito e garantir que tudo funcionasse”, disse Orozco. Poucos investidores concordariam com um período de lançamento de dois anos e meio se tivessem investido na startup.

Antes de fundar a Crabi, Orozco fundou e vendeu uma empresa chamada Weisser Technologies, que fabricava peças de reposição para a indústria de televisão, e outra chamada International Gold Club, que fabricava software e hardware para caça-níqueis. Em seguida, ele passou um ano no Vale do Silício analisando diferentes modelos de negócios e setores.

Veja mais: Quem são os novos magnatas dos apartamentos de luxo de Miami?

PUBLICIDADE

“Os problemas estiveram na minha frente o tempo todo, mas eu nunca enxerguei”, disse ele sobre sua experiência reveladora.

Ele retornou ao México com uma “mentalidade de startup” – construir uma startup enxuta com potencial de crescimento rápido – e sabia que precisava encontrar um ponto problemático no mercado e uma equipe que se alinhasse com suas ambições e metodologia.

Embora ele considerasse os setores de seguro saúde e seguro de vida, ele optou pelo seguro automóvel devido a seu potencial.

“Gostamos de carros porque a frequência de acidentes é alta – 20% dos carros sofrem acidentes todos os anos”, disse Orozco.

PUBLICIDADE

Leia também

O que o Marco das Ferrovias ensina sobre a política em Brasília

Fusão DEM-PSL cria partido de direita fora do bolsonarismo


Marcella McCarthy

Marcella McCarthy (Brasil)

Jornalista americana/brasileira especializada em tech e startups com mestrado em jornalismo pela Medill School na Northwestern University. Cobriu America Latina, Healthtech e Miami para o TechCrunch e foi fundadora e CEO de um startup Americano na área de EdTech. Baseada em Miami.