PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
ESG

Reino Unido testa ‘semana de trabalho de 4 dias’ sem reduzir salário

Um teste britânico de uma semana de trabalho de quatro dias começará em junho com cerca de 30 empresas

País testa semana de trabalho reduzida sem diminuir salário
Por Peter Flanagan
18 de Janeiro, 2022 | 07:29 pm
Tempo de leitura: 1 minuto

Bloomberg — O sonho de passar menos tempo no trabalho sem redução salarial está prestes a se tornar realidade para mais funcionários.

Um teste britânico de uma semana de trabalho de quatro dias começará em junho com cerca de 30 empresas que se inscreveram até agora. O programa de seis meses de duração fará com que as empresas permitam que os funcionários trabalhem 32 horas por semana, deixando sua remuneração e benefícios inalterados.

PUBLICIDADE

As empresas podem pedir aos funcionários que espalhem as 32 horas em cinco dias.

“Mudar para uma semana de quatro dias seria uma vitória para as empresas”, disse Joe Ryle, diretor da campanha 4 Day Week no Reino Unido, na terça-feira, em entrevista por telefone. “Estudos mostraram que a produtividade melhora com ganhos no bem-estar dos trabalhadores.”

O teste no Reino Unido é um dos vários em todo o mundo executados pela 4 Day Week Global, que defende a semana mais curta. Programas semelhantes devem começar nos EUA e na Irlanda, com mais planejados para o Canadá, Austrália e Nova Zelândia, disse Ryle.

PUBLICIDADE

Além do foco na produtividade, os pesquisadores medirão o impacto no bem-estar dos trabalhadores e avaliarão o efeito do programa no meio ambiente e na igualdade de gênero, disse a 4 Day Week Global em comunicado.

O programa ajudará “as empresas a deixarem de simplesmente medir quanto tempo as pessoas estão ‘trabalhando’, para um foco mais nítido no que está sendo produzido”, disse Joe O’Connor, gerente do programa da campanha.

Veja mais em bloomberg.com

Leia também

PUBLICIDADE