PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Mercados

Ação da Vale voltará à casa dos R$ 100? Banco Inter vê preço-alvo de R$ 109

Analista Gabriela Joubert destaca custo de produção baixo e espera manutenção de margem de lucro e de ganhos

Vale divulga resultado financeiro do quarto trimestre no próximo dia 24 de fevereiro após o fechamento do mercado
18 de Janeiro, 2022 | 01:58 pm
Tempo de leitura: 2 minutos

São Paulo — A ação da Vale (VALE3) voltará à casa dos R$ 100, repetindo seu melhor patamar do ano passado? Hoje, o papel cravou uma nova cotação máxima em 30 dias, atingindo R$ 86,88, ainda distante da máxima de 12 meses (R$ 120,45). Em Singapura, o preço do minério de ferro chegou a subir 2,87%, cotado a US$ 127,05. Em janeiro, VALE 3 se aproxima de acumular ganhos de 10%.

PUBLICIDADE

A Vale tem se beneficiado fortemente do bom momento de mercado para as commodities em geral, o que deverá impactar suas receitas no período, contribuindo para resultados operacionais robustos”, diz relatório do Inter (BIDI4), que manteve o papel da mineradora em sua carteira de ações recomendadas para janeiro, com preço-alvo de R$ 109 (dezembro de 2022).

Veja mais: Chuvas em Minas Gerais podem aumentar preço do minério de ferro no mundo

PUBLICIDADE

Segundo a analista Gabriela Joubert, a estrutura operacional da companhia tem evoluído, e seu cash cost C1 (custo de produção) é um dos menores da indústria mundial. “Assim, as projeções para ganhos e manutenção de margens em níveis elevados são reforçadas”, destaca Joubert em relatório sobre a carteira recomendada de ações pagadoras de dividendos para janeiro.

Ela lembra o Ebitda trimestral de US$ 11 bilhões no segundo trimestre do ano passado, diante da média de Ebitda anual dos últimos três anos de US$ 14,6 bilhões. “Depois disso, a Vale se depara com o desafio de saciar o apetite dos investidores em um momento de cenário desfavorável com preços em queda e demanda futura de seu principal mercado consumidor, a China, ainda incerta. No 3T21, a companhia reportou um Ebitda de US$ 7 bilhões, com avanço anual de 17% e ainda muito forte para um trimestre, mas 23% abaixo do 2T21 e 17% menor que nossas expectativas”, comparou.

Veja mais: Itaú monta ‘carteira de crise’ com 5 ações para enfrentar turbulência

Ao definir um preço-alvo esperado para 2022 de R$ 109/ação, a analista diz esperar, além do retorno implícito, a manutenção de boas expectativas de dividendos da companhia, com dividend yield estimado em 7,6% neste ano e em 2023, acima dos 11,7% para 2021 e de 4% de 2020.

O resultado financeiro do quarto trimestre da Vale tem divulgação marcada para o próximo dia 24 de fevereiro, depois do fechamento da B3, com teleconferência para comentar os dados no dia seguinte (25).

PUBLICIDADE

Além da Vale, a carteira do Inter com 10 ações com histórico de boas pagadoras de dividendo inclui papéis do Banco do Brasil (BBAS3, preço-alvo de R$ 38), BB Seguridade (BBSE3, R$ 36), Bradesco (BBDC4, R$ 28), Copasa (CSMG3, R$ 17), Energias do Brasil (ENBR3, R$ 24), Gerdau (GGBR4,R$ 38), Odontoprev (ODPV3, R$ 18), Taesa (TAEE11, R$ 39) e Transmissão Paulista (TRPL4, R$ 27).

Leia também

PIB fraco e Selic de dois dígitos devem impactar BTG, dizem analistas

Sérgio Ripardo

Sérgio Ripardo

Jornalista brasileiro com mais de 25 anos de experiência, com passagem por sites de alcance nacional como Folha e R7, cobrindo indicadores econômicos, mercado financeiro e companhias abertas.