PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Mercados

Mesmo com impulso da Vale, Ibovespa oscila com exterior negativo

Bolsas globais têm dia difícil, com a alta dos rendimentos dos Treasuries dos EUA pesando; por aqui, dólar sobe

Ibovespa se divide entre pressões externas e de ações
18 de Janeiro, 2022 | 02:56 pm
Tempo de leitura: 1 minuto

Bloomberg Línea — O Ibovespa (IBOV) oscila na tarde desta terça-feira (18), com o índice alternando entre a pressão do exterior negativo e os ganhos nas ações da Vale (VALE3) e outros papéis relacionados a commodities. O dólar avança, assim como as taxas dos DIs.

PUBLICIDADE
  • A bolsa é negociada acima dos 106 mil pontos, enquanto o dólar passa dos R$ 5,55.

Hoje, as ações da Vale (VALE3) cravaram uma nova cotação máxima em 30 dias, atingindo R$ 86,88, ainda distante da máxima de 12 meses (R$ 120,45). Em Singapura, o preço do minério de ferro chegou a subir 2,87%, cotado a US$ 127,05. Em janeiro, VALE3 se aproxima de acumular ganhos de 10%.

“A Vale tem se beneficiado fortemente do bom momento de mercado para as commodities em geral, o que deverá impactar suas receitas no período, contribuindo para resultados operacionais robustos”, diz relatório do Inter (BIDI4), que manteve o papel da mineradora em sua carteira de ações recomendadas para janeiro, com preço-alvo de R$ 109 para dezembro de 2022.

PUBLICIDADE

Em Nova York, os mercados de ações ampliaram perdas com a escalada nos rendimentos dos títulos do Tesouro dos EUA em meio à preocupação de que os bancos centrais terão que aumentar as taxas de juros mais cedo do que o esperado. Todos, exceto um dos 11 grupos de ações no S&P 500 (SPX) caem, enquanto o Dow Jones Industrial Average (INDU) caiu para o nível mais baixo este ano. O recuo no Nasdaq 100 (NDX), referência no setor de tecnologia, ultrapassou os demais benchmarks. Os preços mais altos do petróleo ajudaram a sustentar as ações do segmento de energia.

Mercado agora

  • Câmbio: Por volta das 14h45, o dólar subia 1,00%, a R$ 5,57;
  • Bolsa: O Ibovespa caía 0,18%, a 106.180 pontos;
    • Entre as maiores altas percentuais estavam PetroRio (PRIO3), Cogna (COGN3) e Yduqs (YDUQ3). Nas maiores perdas: Locaweb (LWSA3), Banco Inter (BIDI11) e BRF (BRFS3);
  • Juros: O DI com vencimento para janeiro de 2025 subia de 11,345% para 11,43% enquanto o de 2027 ia de 11,305% para 11,39%;
  • Exterior: Em Nova York, o Dow Jones caía 1,58%, o S&P 500 1,72% e o Nasdaq 2,07%;

-- Com informações de Bloomberg News

Leia também

Igor Sodré

Igor Sodré

Jornalista com formação pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo, com experiência na cobertura de cultura e economia, tendo como foco mercado financeiro e companhias. Passou pela Bloomberg News e TradersClub.