promo
Saúde

Bill Gates diz que países precisam aumentar capacidade de produção de vacinas

Em seu blog, o empresário fez apelo aos líderes de governo e a indústria para priorizarem questão

Tempo de leitura: 1 minuto

Bloomberg — Bill Gates, cuja fundação concentrou esforços para combater a pandemia do coronavírus, disse na quarta-feira (13), que os líderes de governo e da indústria em todo o mundo precisam “levar a sério” o aumento da capacidade de fabricação de vacinas para que possam responder mais rapidamente no futuro.

“O mundo deve ter a meta de ser capaz de produzir e entregar vacinas suficientes para todos no planeta dentro de seis meses da detecção de uma potencial pandemia”, disse Gates. “Se pudéssemos fazer isso, o fornecimento de doses não seria um fator limitante, e a forma como foram alocadas não seria mais uma questão de vida ou morte.”

As agências regionais, enquanto isso, podem ajudar trabalhando para criar mais reguladores “padrão-ouro” que podem aprovar vacinas, disse Gates, observando que ele não acha que o fornecimento foi limitado por regras de proteção intelectual.

Outros pontos do texto de Gates:

  • “Quando há escassez de suprimentos, devemos priorizar a vacinação de pessoas que apresentam alto risco de morte e vivem em locais onde o vírus se espalha mais rapidamente”.
  • “A desigualdade mais grave, ainda mais do que vacinar os ricos antes dos pobres, é vacinar os jovens nos países ricos antes dos idosos nos países de renda média com epidemias graves, como a África do Sul e a maior parte da América do Sul.”
  • “Os futuros políticos sempre estarão dispostos a dizer aos eleitores jovens que não podem ser vacinados porque as doses estão indo para outro país, em um momento em que as escolas ainda estão fechadas e as pessoas - incluindo alguns jovens - ainda estão morrendo?”
  • “A ampla renúncia aos equipamentos de proteção não aumentaria significativamente o fornecimento de vacinas.”
  • “Se houvesse mais fabricantes de vacinas em alta escala cujo objetivo principal fosse produzir vacinas de baixo custo, as doses acessíveis estariam disponíveis muito mais rapidamente. Os países de renda média são um lar natural para essas empresas. "

Veja mais em bloomberg.com

Leia também

Brasil ultrapassa os 100 milhões de pessoas com vacinação completa

Vacina usada não explica diferença em total de mortes por Covid

CureVac abandona vacina contra Covid após resultados decepcionantes