Mercados

Incorporadora paulista de galpões Fulwood contrata BTG para coordenar IPO

Empresa foi a última a solicitar registro em agosto, que registrou o maior número mensal do ano com 18 solicitações

Fullwood atua como incorporadora de galpões e condomínios industriais em Osasco, Jundiaí, São Roque, Atibaia, Sorocaba e Extrema (MG)
01 de Setembro, 2021 | 04:57 pm
Tempo de leitura: 1 minuto

São Paulo — A Fulwood, incorporadora paulista de galpões e condomínios logístico-industriais, pediu registro de companhia aberta na categoria A, que permite emitir e lançar ações na B3 A empresa também requisitou um registro de oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês), com o BTG Pactual como coordenador líder, além de Bradesco BBI e Itaú BBA. O processo foi aberto, ontem (31) na CVM (Comissão de Valores Mobiliários).

A companhia diz, no prospecto preliminar, que pretende utilizar os recursos líquidos que estima receber com a oferta primária para aquisição de participação societária de outros sócios/acionistas em projetos de seu portfólio e para compra de terremos, de acordo com seu plano de investimentos, além da construção e desenvolvimento do pipeline de projetos, além de usar como capital de giro para fortalecimento da estrutura de capital. Haverá ainda a venda de ações por sócios em distribuição secundária.

Veja mais: Confira quem fechou capital em 2021

Foi a última empresa a solicitar registro à autarquia federal em agosto, que registrou 18 pedidos, o maior número mensal do ano, acima de julho (9) e julho (9), maio (3), abril (1) e fevereiro (3), totalizando 43 requisições de registros em análise. Em agosto, foram concedidos sete registros de companhia aberta, abaixo do total de julho (16), que foi o segundo mês com mais concessões, perdendo só para fevereiro (17).

PUBLICIDADE

Fundada em 1995 pelo administrador de empresas Gilson Schillis, a Fulwood atua desde a identificação de áreas com potencial até administração do empreendimento pronto (property management), passando pela aprovação e desenvolvimento dos projetos, administração da obra e entrega das chaves.

A empresa tem empreendimentos nas cidades paulistas de Osasco, Jundiaí, São Roque, Atibaia, Sorocaba e Extrema (MG).

Confira quem pediu registro de companhia aberta em agosto

Leia também

Ibovespa reverte perdas e passa a subir com expectativa sobre reformas e exterior

PUBLICIDADE

Com inflação e crise hídrica, investimento em energia solar se paga entre 3 e 6 anos

PIB decepciona e economistas revisam estimativas para baixo

Sérgio Ripardo

Sérgio Ripardo

Jornalista brasileiro com mais de 25 anos de experiência, com passagem por sites de alcance nacional como Folha e R7, cobrindo indicadores econômicos, mercado financeiro e companhias abertas.

PUBLICIDADE