PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Mercados

Ásia aponta para abertura neutra e futuros americanos caem com Netflix

Os futuros subiam no Japão e Austrália, enquanto os de Hong Kong ficaram estáveis

Contratos nos EUA caíram com o recuo da Netflix no pós-mercado após a divulgação de números decepcionantes de assinantes
Por Andreea Papuc
19 de Abril, 2022 | 08:07 pm
Tempo de leitura: 2 minutos

Bloomberg — As ações asiáticas parecem preparadas para uma abertura estável na quarta-feira, com os investidores avaliando as correntes cruzadas, incluindo um rali nas ações dos EUA, um aumento nos rendimentos do Tesouro e preços mais baixos do petróleo.

Os futuros subiram no Japão e Austrália, enquanto os de Hong Kong ficaram estáveis. Os contratos nos EUA caíram com o recuo da Netflix (NFLX) no pós-mercado após a divulgação de números decepcionantes de assinantes, o que atenuou o otimismo do rali do S&P 500.

PUBLICIDADE

Os rendimentos do Tesouro saltaram ao longo da curva na terça-feira. As taxas de curto prazo lideraram o movimento, enquanto o rendimento de 30 anos subiu acima de 3% pela primeira vez em três anos. As expectativas de um aperto acentuado da política do Federal Reserve para combater a alta inflação continuam a crescer. O presidente do Fed de Chicago, Charles Evans, disse que as taxas de juros provavelmente subirão acima do nível neutro.

O petróleo teve perdas depois que o Fundo Monetário Internacional cortou sua previsão de crescimento global em meio à guerra da Rússia na Ucrânia e aos bloqueios de covid na China.

Investidores estão esperando para ver se as taxas primárias de empréstimos caem na China. As medidas para apoiar a economia atingida pelo covid até agora não conseguiram impressionar os investidores. O yuan offshore estava em seu nível mais fraco em seis meses.

PUBLICIDADE

O aperto do Fed, a guerra e as perspectivas econômicas desfavoráveis da China continuam a moldar o sentimento do mercado. Um alto funcionário do FMI alertou que os mercados de ações e títulos são vulneráveis porque o Fed e outros bancos centrais podem ser forçados a apertar a política monetária mais do que o previsto para conter a inflação.

“Mesmo que você esteja vendo valuations um pouco mais atraentes, talvez substancialmente mais atraentes, ao longo da curva em um dia como hoje, você ainda não está vendo uma grande inundação em direção à duração por causa dessa incerteza em torno do programa de aperto quantitativo do Fed”, Lauren Goodwin , economista e estrategista de portfólio da New York Life Investments, disse à Bloomberg Television.

Enquanto isso, o iene ampliou sua queda em relação ao dólar para o 14º dia, com os traders se concentrando no aumento da diferença entre as taxas de juros japonesas e norte-americanas.

Veja mais em Bloomberg.com

Leia também

Netflix: Preços e crise econômica impactaram assinantes na América Latina

Ano de Copa: CBF espera faturar mais R$ 1 bilhão em 2022

Últimas BrasilNetflix
PUBLICIDADE