PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Internacional

Iates de Abramovich estão no mar em meio a sanções britânicas

Se o Eclipse cruzar o estreito de Gibraltar, seria forçado a passar pelas águas do Reino Unido; não está claro se as autoridades parariam o barco

O eclipse vale US$ 570 milhões, de acordo com o Índice de Bilionários Bloomberg
Por Tom Maloney
10 de Março, 2022 | 06:45 pm
Tempo de leitura: 2 minutos

Bloomberg — Os dois superiates de Roman Abramovich deixaram o porto na semana passada, quando o bilionário proprietário do Chelsea Football Club ainda não havia sido atingido por sanções de nenhum governo ocidental.

Isso mudou na quinta-feira, quando o Reino Unido impôs um congelamento total de ativos e proibição de viagens a Abramovich e outros seis indivíduos. O governo do primeiro-ministro Boris Johnson intensificou dramaticamente suas sanções contra russos em resposta à invasão da Ucrânia.

PUBLICIDADE

Os dois barcos que, juntos, tem cerca de 305 metros de extensão e custam mais de US$ 1 bilhão, estão no mar após o recente bloqueio de navios pertencentes a magnatas russos como Alisher Usmanov, Igor Sechin, Alexey Mordashov e Gennady Timchenko. Todos eles foram sancionados pela União Europeia e tinham navios atracados no bloco.

Veja mais: Bilionário russo confirma que está vendendo o Chelsea

O iate Eclipse de Abramovichde deixou St. Martin, no Caribe, há uma semana, em uma viagem transatlântica, e estava ao norte das Ilhas Canárias às 11h23 de Nova York, 13h23 do horário de Brasília, segundo dados coletados pela Bloomberg. A mais nova embarcação, o Solaris, partiu de Barcelona na terça-feira depois de passar a maior parte do inverno no porto espanhol e está na costa sul da Sicília, em direção ao leste.

PUBLICIDADE

Nem o Solaris nem o Eclipse listaram destinos em seus dados. Se o Eclipse cruzar o estreito de Gibraltar no Mediterrâneo, seria forçado a passar, brevemente, pelas águas do Reino Unido. Não está claro se as autoridades parariam o barco se isso ocorrer.

O Eclipse possui dois heliportos, duas piscinas, um submarino e um sistema de defesa antimísseis a bordo. Concluído em 2010, era o maior superiate do mundo na época. Vale US$ 570 milhões, de acordo com o Índice de Bilionários Bloomberg.

Veja mais: Alemanha apreende superiate de US$ 600 milhões do bilionário russo Usmanov

O Solaris tem oito andares e 48 cabines, e acomoda 36 convidados e uma tripulação de 60 pessoas. Também possui um sistema de detecção de mísseis e janelas à prova de balas. Foi concluído no ano passado a um custo estimado de US$ 600 milhões, de acordo com o site superyatch fan.

Abramovich, 55 anos, é a oitava pessoa mais rica da Rússia, com um patrimônio líquido de US$ 13,7 bilhões, segundo o índice da Bloomberg.

Veja mais em bloomberg.com

PUBLICIDADE

Leia também

Guerra põe em xeque o status de Londres como playground dos bilionários

PUBLICIDADE