PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Green

Dinamarca quer descartar combustíveis fósseis em voos domésticos em 2030

Medida é a mais recente de uma série de políticas definidas para ajudar o governo a cumprir uma das metas climáticas mais ambiciosas do mundo

Até 2030, a Dinamarca planeja reduzir as emissões de carbono em 70% em comparação com os níveis de 1990
Por Morten Buttler
01 de Janeiro, 2022 | 05:08 pm
Tempo de leitura: 1 minuto

Bloomberg — O governo de Dinamarca quer descartar os combustíveis fósseis nas viagens aéreas domésticas até 2030 em seu esforço mais recente para cumprir suas metas climáticas.

O país nórdico, que recentemente propôs aumentar os investimentos na indústria de hidrogênio verde, quer que os primeiros voos domésticos usem combustível verde o mais tardar em 2025, disse a primeira-ministra Mette Frederiksen em seu discurso anual no primeiro dia do ano novo.

PUBLICIDADE

“Viajar é viver e, portanto, voaremos”, disse Frederiksen em um discurso transmitido pela televisão. “Mas, ao mesmo tempo, prejudica nosso clima. Queremos tornar os voos verdes.”

Frederiksen reconheceu que as soluções científicas ainda não estavam disponíveis e que atingir a meta seria “difícil”.

É a mais recente medida de uma série de políticas definidas para ajudar o governo a cumprir uma das metas climáticas mais ambiciosas do mundo. Até 2030, a Dinamarca planeja reduzir as emissões de carbono em 70% em comparação com os níveis de 1990. Em seu discurso, Frederiksen também prometeu um imposto mais simplificado sobre as emissões para as empresas, a fim de garantir que os maiores emissores paguem os maiores impostos.

PUBLICIDADE

Leia também

Airbus ou Boing, quem vendeu mais em 2021?

Quais foram os melhores vinhos de 2021?

PUBLICIDADE