promo
Negócios

Petz compra Zee Dog, marca de produtos para cachorro

Negócio vai movimentar R$ 715 milhões, incluindo pagamento em dinheiro e incorporação de ações

Tempo de leitura: 1 minuto

São Paulo — A Pet Center, dona da rede de produtos para animais de estimação Petz, anunciou, nesta terça, a aquisição da Zee Dog, marca de produtos para cachorros e gatos, por R$ 715 milhões. É mais uma tacada da companhia para se consolidar como uma referência nacional nesse segmento, que apresentou forte expansão durante a pandemia da Covid-19.

Em comunicado, a companhia informou que vai pagar R$ 80 milhões em dinheiro por 25,17% das ações da Zee Dog. Além disso, haverá R$ 100 milhões, valor contingente a ser pago após a data de efetivação do negócio, corrigido por CDI e sujeito a determinadas condições que promovem o alinhamento de longo prazo entre as partes.

A transação prevê ainda a incorporação pela Petz das demais ações da Zee Dog, que corresponderá ao valor remanescente de R$ 535 milhões.

A aquisição faz parte da estratégia da Petz de se tornar o “melhor ecossistema do segmento pet” até 2025. No fim de julho, a empresa concluiu, por exemplo, a compra da Cansei de Ser Gato Serviços de Produção de Conteúdo (CDSG), uma plataforma digital de conteúdo e produtos exclusivos para gatos no país, um negócio anunciado em junho por valor não revelado e que foi a primeira compra da Petz desde a realização do seu IPO, em setembro do ano passado.

A Petz marcou a divulgação de seu resultado financeiro do segundo trimestre para o próximo dia 9 de agosto, após o fechamento do mercado. Negociada sob o ticker PETZ3, a ação da empresa fechou, ontem, com alta de 2,14%, cotada a R$ 23,61, acumulando valorização de 37,18% desde sua abertura de capital. Na série histórica, a máxima de PETZ3 é R$ 25,93, enquanto a mínima é de R$ 14,09. O papel foi precificado a R$ 13,75 no IPO.

Sérgio Ripardo

Sérgio Ripardo

Jornalista brasileiro com mais de 25 anos de experiência, com passagem por sites de alcance nacional como Folha e R7, cobrindo indicadores econômicos, mercado financeiro e companhias abertas.