PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Negócios

Preço em follow-on de BRF; Balanços Santander, Cielo: Radar SA

Santander e Cielo dão pontapé inicial na temporada de balanços do 4º trimestre no dia 2 de fevereiro

Superintendência Geral do Cade remeteu para análise do tribunal do órgão a compra do Grupo Big Brasil pelo Atacadão, do Carrefour
Por Taís Fuoco e Vinícius Andrade
28 de Janeiro, 2022 | 08:39 am
Tempo de leitura: 1 minuto

Bloomberg — A BRF vai oferecer 270 milhões de ações ordinárias na oferta, que poderá ser acrescida em até 20%. Citigroup coordena a transação, que pode levantar cerca de R$ 8 bilhões, e terá o preço por ação definido no dia 1 de fevereiro. Santander Brasil e Cielo abrem a temporada de balanços do 4º trimestre de 2021 no dia 2.

A semana

  • 31/janeiro: Fixação do preço por ação em oferta da 3Tentos
  • 01/fevereiro: Definição de preço por ação em oferta da BRF
  • 02/fevereiro: Santander Brasil e Cielo divulgam balanço do 4T21; Santander comenta o balanço no mesmo dia em teleconferência
  • 03/fevereiro: Definição de preço por ação em oferta da Arezzo
  • 03/fevereiro: Cielo comenta o desempenho do balanço em teleconferência
  • 04/fevereiro: Eneva reúne os acionistas em AGE para discutir a incorporação da Focus Energia

Nova rodada, IPO no futuro

A fintech brasileira Creditas levantou US$ 260 milhões em nova rodada de investimentos liderada pela Fidelity Investments. A captação avaliou a Creditas em US$ 4,8 bilhões, valor que era de US$ 1,75 bilhão na rodada de dezembro de 2020. A empresa tem planos de dobrar a receita em 2022 com os recursos e mira um IPO no futuro, provavelmente em uma bolsa americana, segundo seu fundador e CEO Sergio Furio.

PUBLICIDADE

Veja mais: Creditas atrai Fidelity e vale US$ 4,8 bi em nova captação

Com remédios

A Superintendência Geral do Cade remeteu para análise do tribunal do órgão a compra do Grupo Big Brasil pelo Atacadão, do Carrefour. A superintendência recomenda a adoção de remédios como condição para aprovar o negócio. Um acordo já está sendo discutido com as empresas e envolve o desinvestimento em algumas unidades de varejo de autosserviço, segundo o comunicado do Cade.

Por mais diamantes

A Lipari Mineração, maior produtora de diamantes do Brasil, tem planos de abrir o capital na TSX Ventures, bolsa de venture capital de Toronto, no Canadá, como forma de levantar recursos para investir em um novo depósito no Pará, em uma aquisição em Angola e na própria operação de diamantes que já controla na Bahia, disse o Valor citando o presidente da Lipari, o canadense Kenneth Wesley Johnson.

PUBLICIDADE

Veja mais em bloomberg.com

Leia também: Softbank anuncia saída de Marcelo Claure; Michel Combes assumirá o posto

PUBLICIDADE