Brasil

INPC sobe mais de 10% e salário mínimo pode ficar em R$ 1.210 em 2022

Projeção para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor foi de 8,4% para 10,04%.

INPC serve como base para a correção anual do salário mínimo
17 de Novembro, 2021 | 02:41 pm
Tempo de leitura: 1 minuto

Bloomberg Línea — O governo federal elevou a projeção para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) de 8,4% para 10,04%. Os dados constam no Boletim Macrofiscal do Ministério da Economia, divulgado na manhã desta quarta-feira (17).

O indicador serve como base para a correção anual do salário mínimo, medindo a inflação para famílias com rendimento de um a cinco salários mínimos. Caso o aumento do INPC se confirme, o salário mínimo de 2022 terá que sofrer um reajuste maior que o estimado.

Diante da nova projeção do INPC acumulado em 2021, o salário mínimo subiria de R$ 1.100 para aproximadamente R$ 1.210 em 2022. A quantia é superior a proposta anterior do governo, de R$ 1.169, que foi divulgada no mês de agosto.

Segundo a equipe econômica, cada R$ 1 a mais no salário mínimo consome cerca de R$ 355 milhões dos cofres públicos. Com isso, a diferença causada pela nova projeção comeria cerca de R$ 14 bilhões do orçamento.

PUBLICIDADE

De acordo com a Constituição brasileira, o salário mínimo deve ser corrigido pelo menos levando em conta a variação do INPC do ano anterior. Entretanto, em 2021 isso não aconteceu pois, a correção aplicada pelo governo foi de 5,26%, ao passo que a inflação INPC somou 5,45%.

Leia também

Governo poderia leiloar Ferrogrão em 2022, diz ministro

Governo admite possibilidade de prorrogar auxílio emergencial

Igor Sodré

Igor Sodré

Jornalista com formação pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo, com experiência na cobertura de cultura e economia, tendo como foco mercado financeiro e companhias. Passou pela Bloomberg News e TradersClub.