Internacional

Evergrande paga juros atrasados em pelo menos dois títulos

Títulos em dólares permanecem em níveis problemáticos, à medida que os credores se preparam para uma eventual reestruturação da dívida

A gigante imobiliária saiu da beira da inadimplência em outubro, pagando outros cupons antes do final do período de carência
Por Bloomberg News
10 de Novembro, 2021 | 05:46 pm
Tempo de leitura: 2 minutos

Bloomberg — O China Evergrande Group fez pelo menos dois pagamentos de juros atrasados de títulos, respondendo a um dos maiores testes desde o início da crise da dívida.

A empresa fez pelo menos dois dos três pagamentos de juros vencidos sobre seus títulos denominados em dólar, de acordo com pessoas com conhecimento do assunto. Seus títulos em dólares permanecem em níveis problemáticos, à medida que os credores se preparam para uma eventual reestruturação da dívida que pode figurar entre as maiores já feitas na China.

Os investidores estavam esperando para ver se a companhia faria pagamentos de títulos que totalizavam US$ 148,1 milhões antes do final do período de carência de 30 dias nesta quarta-feira (10). A Evergrande perdeu os prazos iniciais de juros no mês passado, mostram dados compilados pela Bloomberg.

Os títulos incluem uma nota de 9,5% com vencimento em 2022, títulos de 10% com vencimento em 2023 e sua nota de 10,5% com vencimento em 2024.

PUBLICIDADE

A gigante imobiliária saiu da beira da inadimplência em outubro, pagando outros cupons antes do final do período de carência. Mas a crise do maior emissor de junk bonds da Ásia mal acabou, pois ele enfrenta mais de US$ 300 bilhões em passivos. Uma série de outros incorporadores também caiu em perigo em meio a uma repressão à especulação e à alavancagem após anos de expansão alimentada por dívidas. O contágio se espalhou até mesmo para outras áreas do mercado de crédito.

Na segunda-feira (8), dois detentores de outras notas em dólar vendidas por uma unidade da China Evergrande disseram não ter recebido o pagamento por cupons que venciam oficialmente no sábado. Ambos os cupons também têm um período de carência de 30 dias antes que qualquer pagamento perdido seja considerado inadimplência.

Um representante da Evergrande não respondeu imediatamente a uma solicitação de comentário da Bloomberg News.

As autoridades têm procurado limitar as consequências da crise mais ampla do mercado imobiliário, com o banco central injetando liquidez no sistema financeiro. Os títulos e ações das incorporadoras chinesas se recuperaram nesta quarta-feira (10), depois que o Securities Times disse que as autoridades provavelmente afrouxarão os controles para que as empresas imobiliárias do país emitam notas em moeda local, como parte dos esforços para evitar uma maior deterioração em seus financiamentos.

PUBLICIDADE

Mas as preocupações persistem. Uma série de inadimplências e rebaixamentos no setor imobiliário nas últimas semanas empurrou os rendimentos dos junk bonds em dólar de emissores chineses para os mais altos em pelo menos uma década acima de 24%.

-- Com assistência de Allison McNeely

Veja mais em Bloomberg.com