Cripto

Última queda do bitcoin traz à tona algumas análises

Se o criptoativo não ultrapassar a linha de tendência de análises técnicas, deve passar a recuar

Criptomoeda chegou a cair 17% após ser lançada como moeda oficial em El Salvador
Por Akshay Chinchalkar
08 de Setembro, 2021 | 03:05 pm
Tempo de leitura: 2 minutos

Bloomberg — A queda do bitcoin após o lançamento problemático da maior criptomoeda como moeda oficial em El Salvador colocou em foco indicadores que podem apontar perdas maiores no futuro.

A moeda virtual estava sendo negociada a cerca de US$ 44,9 mil às 9h15 em Londres, com uma queda de 17% no dia anterior antes de reduzir algumas das perdas enquanto El Salvador resolvia alguns problemas técnicos.

Mesmo com a recuperação de hoje, o bitcoin parece mais vulnerável a outras quedas.

Segundo a chamada análise de ponto e figura – que destaca a direção dos preços sem uma dimensão de tempo – o bitcoin conseguiu um fechamento diário acima do indicador de US$ 50.940 na semana passada, antes de uma nova resistência de outra linha de tendência de 45 graus logo acima da primeira. Se a moeda não ultrapassar essa linha, o cenário bearish pode se fortalecer novamente.

PUBLICIDADE
Criptomoeda passa por período de resistênciadfd

A liquidação de ontem também testa o suporte da chamada tendência diária. O indicador ficou bullish em julho. Qualquer fechamento diário que fique abaixo do valor da linha de tendência bullish mais recente – que atualmente está em US$ 46.650 – levará este indicador de volta à baixa.

Veja mais: Bitcoin despenca 10% em dia de lançamento em El Salvador

As recentes oscilações de preço do bitcoin reforçam a importância da zona de US$ 41 mil a US$ 43 mil. Essa zona atuou como resistência várias vezes desde o início do ano, e até atuou como suporte em fevereiro, antes que o bitcoin atingisse o recorde de quase US$ 65 mil.

As últimas oscilações de preço do bitcoin ressaltam a dificuldade dos investidores em obter uma leitura do verdadeiro valor da criptomoeda em meio ao ruído e à volatilidade.

PUBLICIDADE

Os analistas do Standard Chartered tentaram determinar essa faixa de preço fundamental para o bitcoin, com base em métricas, incluindo como meio de troca, reserva de valor e posicionamento de carteira otimizada. O grupo encontrou uma ampla faixa de valores para o bitcoin, de U$ 50 mil a US$ 175 mil.

“Acreditamos que o bitcoin compartilha características com moedas, commodities e ações”, disseram analistas, incluindo Geoff Kendrick, em relatório.

Veja mais em bloomberg.com

Leia também:

Hotel de luxo de bilionário suíço aceita pagamentos em criptomoedas

Family office do bilionário Simon Nixon deve aumentar apostas em cripto

Investidor em criptomoedas que apostou no Ether visa novo fundo de blockchain

PUBLICIDADE