PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Mercados

O principal do dia: Explosão em Cabul e Jackson Hole marcam semana tensa para mercados

BREAKFAST: Mercados internacionais recuam antes de aguardado discurso do presidente do Federal Reserve, Jerome Powell; no Brasil, Bolsonaro e Guedes receiam alta da energia

Mercados no exterior em queda antes de discurso de Powell
26 de Agosto, 2021 | 08:47 am
Tempo de leitura: 1 minuto

O tão esperado simpósio de Jackson Hole, que manteve os mercados internacionais cautelosos ao longo de toda a semana, tem início nesta sexta-feira (27), com a expectativa pelo discurso do presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, marcando o sentimento do mercado agora pela manhã. Durante a fala, marcada para às 11h, horário de Brasília, os investidores devem ficar atentos a indicativos sobre uma possível redução dos estímulos à economia americana, que poderia impactar o apetite por ativos considerados de risco, como os de economias emergentes.

Também ajuda a manter os mercados no vermelho o atentado em Cabul assumido pelo braço do Estado Islâmico no Afeganistão, que matou ao menos 73 pessoas e colocou a decisão do presidente dos EUA, Joe Biden, de retirada das tropas americanas do país, sob escrutínio internacional mais uma vez.

PUBLICIDADE

Por aqui, o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu, por 8 votos a 2, pela constitucionalidade da lei que deu autonomia ao Banco Central brasileiro, o que pode ajudar a acalmar os mercados. No radar, ficam os comentários do ministro da Economia, Paulo Guedes, e do presidente Jair Bolsonaro, de receios com a pressão das tarifas de energia na inflação.

  • Futuros americanos em alta, com Dow Jones (+0,25%), S&P 500 (+0,3%) e Nasdaq (+0,35%).
  • Bolsas asiáticas fecharam em queda: Tóquio/Nikkei 225 (-0,36%), Hong Kong/Hang Seng (-0,03%) e Xangai (+0,59%)
  • Por aqui, Ibovespa fechou em queda 1,73%, a 118.723 pontos, enquanto o dólar fechou em alta de 0,97%, a R$ 5,26.
  • Bitcoin valendo US$ 47.697 (+1,73%) agora pela manhã

Direto de Brasília (e outros lugares)

O ministro da Economia, Paulo Guedes, sinalizou, nesta quinta-feira (26), que a conta de energia elétrica deve ficar mais cara devido à crise hídrica.

“Temos de enfrentar a crise. Vamos ter de subir a bandeira, a bandeira vai subir. Vou pedir aos governadores para não subir automaticamente [o ICMS], eles acabam faturando em cima da crise. Temos de enfrentar, não adianta ficar sentado chorando”.

Paulo Guedes, ministro da Economia
  • O presidente Jair Bolsonaro voltou a pedir que a população “ajude a economizar energia” nesta manhã, em conversa com apoiadores antes de embarcar para Goiás, e disse “não querer inflação alta” no país.
  • O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu, por 8 votos a 2, pela constitucionalidade da lei que deu autonomia ao Banco Central brasileiro. A maioria reconheceu que não houve vícios na tramitação do projeto no Congresso.
  • A ação foi apresentada pelo PT e pelo PSOL e questionava o procedimento sobre se o projeto de lei deveria ter sido apresentado pelo presidente da República, já que teve iniciativa parlamentar.
O STF suspendeu o julgamento do marco temporal de terras indígenas e deve retomá-lo na próxima quarta-feira (1)dfd


PUBLICIDADE

Manchetes dos jornais

  • Gestores elevam tom de críticas ao governo (Valor)
  • Bolsonaro diz que hidrelétricas podem parar de funcionar e pede para ‘apagar um ponto de luz em casa’ (Folha de S.Paulo)
  • Revisão do Código Eleitoral afrouxa Ficha Limpa e reduz causas que tornam político inelegível (O Globo)
  • Após pressão, PM instaura inquérito contra coronel; Doria quer usar caso como exemplo (O Estado de S.Paulo)
  • Afghanistan Live Updates: Flights Resume at Kabul Airport After Deadly Attacks (New York Times)
  • U.S. Forces Brace for More Attacks After Bloody Day in Kabul (Wall Street Journal)
  • Kabul airport blasts kill 13 U.S. troops, dozens of Afghans (Washington Post)

Na Bloomberg Línea

A Sinqia, fornecedora de softwares para o mercado financeiro, iniciou nesta quinta-feira (26) o roadshow de sua oferta restrita de ações no Brasil e no exterior. O bookbuilding está previsto para ser encerrado no próximo dia 2 de setembro, com início de negociação das ações na B3 no próximo dia 6.

Agenda do dia

  • Indicadores Brasil: PPI manufatura (9h); volume de crédito e taxa de inadimplência (9h30).
  • Indicadores EUA: Balança comercial (9h30); estoques no atacado e varejo (9h30); renda pessoal e gastos pessoais (9h30); sentimento Universidade de Michigan (11h); discurso do presidente do Fed, Jerome Powell (11h)
  • Bolsonaro: Solenidade de Passagem do Comando de Operações Especiais.
  • Paulo Guedes (Economia): Reunião com o chefe da Assessoria Especial de Relações Institucionais, Esteves Colnago; reunião com o secretário Especial da Receita Federal, José Tostes; reunião com o secretário Especial de Gestão e Governo Digital, Caio Paes de Andrade.
  • Roberto Campos Neto (BC): Participa do Seminário Esfera Brasil “O Futuro dos Bancos”, promovido pela Esfera Brasil.

Leia também



Ana Siedschlag

Ana Carolina Siedschlag

Editora na Bloomberg Línea. Jornalista brasileira formada pela Faculdade Cásper Líbero e especializada em finanças e investimentos. Passou pelas redações da Forbes Brasil, Bloomberg Brasil e Investing.com.

PUBLICIDADE