Brasil na mira em projetos sociais

Também no Breakfast: A saída de Sylvia Coutinho do comando do UBS na América Latina | CEO da Azul defende consolidação do mercado | Enchentes no RS expõem vulnerabilidade climática da região

Tempo de leitura: 2 minutos

Bloomberg Línea — Este é o Breakfast - o seu primeiro gole de notícias. Uma seleção da Bloomberg Línea com os temas de destaque no mundo dos negócios e das finanças. Bom dia!

O Citi decidiu reestruturar a sua área de social finance e pretende elevar os financiamentos de projetos em áreas que vão de saneamento a saúde em mercados emergentes.

Em 2023, o banco americano mobilizou US$ 3 bilhões globalmente em recursos para 75 transações, sendo metade do montante destinado à América Latina. Para este ano, a meta é elevar a cem o número de acordos, com a região responsável por aproximadamente 45% a 50% dos desembolsos.

“O Brasil deve liderar as atividades porque o país oferece possibilidades em todos os setores devido ao seu tamanho e também pelos clientes do banco. Outros alvos são México, Peru e Colômbia, embora a atuação seja em toda a região”, disse o head para América Latina do Citi Social Finance, Borja García Fernandez, em entrevista à Bloomberg Línea.

PUBLICIDADE

Leia mais: De saneamento a saúde, Citi mira financiar mais projetos sociais no país e em LatAm

Citi Brasildfd

No radar dos mercados

As ações europeias e os futuros de ações dos Estados Unidos operam sem força pelo segundo dia consecutivo nesta terça-feira (14), com os traders aguardando dados de inflação nos EUA.

📉 Petrobras. A Petrobras reportou uma queda de 37,9% do lucro líquido no primeiro trimestre em relação a igual período do ano passado, para R$ 23,7 bilhões. O resultado se deve principalmente aos menores volumes de vendas e à redução do preço do petróleo e da margem de diesel.

🚀 “Meme Stocks” de volta? Os traders estão impulsionando novamente a GameStop, um dia depois que as ações dispararam mais de 70% em Nova York. As ações da varejista de videogames subiam quase 50% antes da abertura dos mercados nesta terça-feira.

🇺🇸 Risco para as ações. As apostas em cortes de juros nos EUA elevaram o otimismo dos investidores para o nível mais alto em dois anos e meio, mas as ações sofrerão se sinais de estagflação se materializarem, de acordo com o estrategista do Bank of America Michael Hartnett.

Leia a matéria completa sobre o que está guiando os mercados hoje

Breakfast 14-5-24dfd
🔘 As bolsas ontem (13/05): Dow Jones Industrials (-0,21%), S&P 500 (-0,02%), Nasdaq (+0,29%), Stoxx 600 (+0,02%), Ibovespa (+0,44%)

LEIA + Siga a trilha dos mercados para conhecer as variáveis que orientaram os investidores →

🗓️ Agenda: Os eventos e indicadores em destaque hoje e na semana →

Destaques da Bloomberg Línea:

Mineradora dos Moreira Salles mira o uso de nióbio em baterias de veículos elétricos

Sylvia Coutinho deixará UBS no fim do ano; Daniel Bassan, do UBS BB, assumirá

BTG Pactual: impacto do cenário macro será marginal para os negócios, diz CFO

E mais na versão e-mail do Breakfast:

• Também é importante: CEO da Azul diz que consolidação do setor aéreo seria positiva para o mercado | Verde corta posição na bolsa para 10% e zera juros após ‘piora do cenário no Brasil’

• Opinião Bloomberg: Enchentes no Rio Grande do Sul expõem vulnerabilidade climática em LatAm

• Para não ficar de fora: Melinda French Gates deixa fundação filantrópica criada por ela e Bill Gates

Essa foi uma amostra de Breakfast, a newsletter matinal da Bloomberg Línea com as notícias de destaque no Brasil e no mundo.

Para receber a íntegra da newsletter na sua caixa de email, registre-se gratuitamente no nosso site.

Por hoje é só. Bom dia!

Obrigado por ler nossa newsletter matinal.

Equipe Breakfast: Marcelo Sakate (Editor-chefe, Brasil), Filipe Serrano (Editor, Brasil) e Mariana d’Ávila (Editora Assistente, Brasil)
anterior
siguiente