A disputa pela herança do fundador da Casas Bahia

Também no Breakfast: O risco da inadimplência no agronegócio, segundo o BB | A empresa de crédito de carbono que atraiu da Gávea à Microsoft | A reação ao uso de IA pela Apple no anúncio do novo iPad

Tempo de leitura: 2 minutos

Bloomberg Línea — Este é o Breakfast - o seu primeiro gole de notícias. Uma seleção da Bloomberg Línea com os temas de destaque no mundo dos negócios e das finanças. Bom dia!

Quase uma década após a morte do fundador da Casas Bahia, os três filhos do empresário Samuel Klein ainda travam uma guerra judicial sobre a partilha da fortuna do “rei do varejo”, como ficou conhecido o imigrante polonês que morreu aos 91 anos em São Paulo em 2014.

O processo de discussão do inventário está travado no STJ (Superior Tribunal de Justiça), sem prazo para retomada, em razão de um pedido de investigação de paternidade. Os herdeiros e filhos do fundador, Michael, Saul, Eva, protagonizam desentendimentos também em outras frentes.

O caso corria sob segredo de Justiça, mas o sigilo foi derrubado por ordem judicial.

PUBLICIDADE

Saul questiona a conduta de Michael enquanto este era braço direito do pai na gestão da Casas Bahia e suspeita da real dimensão do patrimônio da partilha, que seria bem maior do que os R$ 500 milhões declarados, segundo documentos judiciais vistos pela Bloomberg Línea. Um inquérito policial também apura suposta falsificação de assinaturas do patriarca em atos societários.

Leia mais: Herdeiros de fundador da Casas Bahia travam disputa na Justiça sobre fortuna

Casas Bahia, no Shopping Norte Shopping, zona norte do Rio de Janeirodfd

No radar dos mercados

As ações avançam nesta sexta-feira (10) em meio ao otimismo com os balanços corporativos e dados dos Estados Unidos que apoiaram apostas em cortes nas taxas de juros.

🇧🇷 IPCA. Após o Copom reduzir o ritmo de corte de juros, os investidores monitoram nesta sexta a divulgação da inflação medida pelo IPCA de abril, que testará o humor dos investidores depois do resultado benigno do IPCA-15 do mesmo mês.

📱 Concorrência. A Microsoft lançará sua própria loja de jogos móveis na internet em julho, criando uma alternativa às lojas de apps da Apple e do Google. A loja será lançada com os próprios jogos da companhia, incluindo Candy Crush, disse a presidente do Xbox, Sarah Bond.

💰 Novo bônus. O UBS está considerando introduzir um sistema de recompensa para investment bankers que levarem clientes para o wealth management da empresa, segundo pessoas com conhecimento do assunto. As taxas de indicação seriam uma novidade para o banco sediado em Zurique.

Leia a matéria completa sobre o que está guiando os mercados hoje

Breakfast_oficial 10/5/24dfd
🔘 As bolsas ontem (09/05): Dow Jones Industrials (+0,85%), S&P 500 (+0,51%), Nasdaq (+0,27%), Stoxx 600 (+0,19%), Ibovespa (-1,00%)

LEIA + Siga a trilha dos mercados para conhecer as variáveis que orientaram os investidores →

🗓️ Agenda: Os eventos e indicadores em destaque hoje e na semana →

Destaques da Bloomberg Línea:

Empresa de crédito de carbono com Moreira Salles e Gávea como sócios atrai Microsoft

Resposta de Lula à tragédia no Rio Grande do Sul pode ser o seu ‘momento Katrina’

BB: provisões podem atingir o topo da projeção com alta da inadimplência no agro

E mais na versão e-mail do Breakfast:

• Também é importante: Clima adverso e guerra pressionam oferta de trigo, que pode pesar sobre inflação | Indústria dos EUA acusa China de fraude em insumo para biocombustíveis

• Opinião Bloomberg: Apple mira em revolução e praticidade do iPad, mas acerta em desconfiança na IA

• Para não ficar de fora: BP mira ativos de carregamento ‘supercharger’ da Tesla após recuo de Musk

Essa foi uma amostra de Breakfast, a newsletter matinal da Bloomberg Línea com as notícias de destaque no Brasil e no mundo.

Para receber a íntegra da newsletter na sua caixa de email, registre-se gratuitamente no nosso site.

Por hoje é só. Bom dia!

Obrigado por ler nossa newsletter matinal.

Equipe Breakfast: Marcelo Sakate (Editor-chefe, Brasil), Filipe Serrano (Editor, Brasil) e Mariana d’Ávila (Editora Assistente, Brasil)