‘Junior oils’ buscam novos caminhos

Também no Breakfast: BTG Pactual vê chance de melhorar rentabilidade em 2024 | Setor tech avança com onda de demissões em 2024 | Parisienses aprovam estacionamento mais caro para SUVs

Tempo de leitura: 2 minutos

Este é o Breakfast - o seu primeiro gole de notícias. Uma seleção da Bloomberg Línea com os temas de destaque no mundo dos negócios e das finanças. Bom dia!

Diante da decisão estratégica da Petrobras de cessar a venda de ativos em campos maduros, as operadoras independentes de petróleo – as chamadas junior oils – procuram alternativas para continuar a crescer. Além de movimentos incipientes de fusões e aquisições, essas empresas podem buscar a internacionalização para manter a perenidade dos negócios.

Embora as junior oils tenham muito trabalho pela frente, após concluir aquisições nos últimos dois anos, os investimentos na cadeia de óleo e gás são de longo prazo, o que exige das empresas um planejamento sobre os próximos passos, ressaltaram especialistas à Bloomberg Línea.

Na última quinta-feira (1), a operadora independente 3R Petroleum anunciou a contratação do Itaú BBA como assessor financeiro para avaliar uma potencial fusão de ativos com a PetroReconcavo.

PUBLICIDADE

Leia mais: Como ficam as ‘juniors oils’ com a suspensão de ativos vendidos pela Petrobras

Exploração de petróleo em campos onshore tem sido uma das principais atividades das 'junior oils' (Foto: Alejandro Cegarra/Bloomberg)dfd

No radar dos mercados

Enquanto os investidores examinam a enxurrada de balanços corporativos, os mercados de títulos globais se estabilizam após dois dias de venda massiva. Também pairam no ar as notícias sobre medidas governamentais mais enérgicas para estimular a economia da China.

🛢️ Reação positiva. A BP anunciou planos de recompra de US$3,5 bilhões em ações no primeiro semestre, enquanto o novo CEO procura atrair os investidores que estavam céticos quanto à sua estratégia de energia limpa. As ações subiram para o nível mais alto em dois meses, em torno de +6%.

🏦 Planos e prejuízo. O UBS anotou um prejuízo líquido de US$279 milhões no 4T23, resultado que frustrou os analistas. O banco suíço mostrou querer ir além da integração do Credit Suisse: quer retomar as recompras de ações, prometendo entregar até US$1 bilhão aos acionistas no segundo semestre. E indicou planos de emitir até US$2 bilhões em títulos de Nível 1 Adicional (AT1) nos próximos anos.

🤝🏼 Impulso via M&As. A Novartis selou um acordo para adquirir a MorphoSys por €2,7 bilhões, pagando €68 por ação, um prêmio de 61% sobre a cotação de 2 de fevereiro. Esta compra da empresa alemã de biotecnologia especializada em tratamentos de câncer marca um passo significativo para o CEO da Novartis, Vas Narasimhan, em revitalizar o crescimento da suíça após uma grande reestruturação e fortalecer o portfólio com mais aquisições.

🛑 Novos ataques. Rebeldes Houthi do Iêmen disseram ter atacado hoje dois navios no sul do Mar Vermelho. Ontem, os EUA atingiram dois drones marítimos Houthi no Iêmen.

Mais sobre os eventos que movem os mercados hoje

Os mercados esta manhãdfd
🔘 As bolsas ontem (05/02): Dow Jones Industrials (-0,71%), S&P 500 (-0,32%), Nasdaq Composite (-0,20%), Stoxx 600 (-0,05%), Ibovespa (+0,32%)

LEIA + Siga a trilha dos mercados para conhecer as variáveis que orientaram os investidores →

🗓️ Agenda: Os eventos e indicadores em destaque hoje e na semana →

Destaques da Bloomberg Línea:

Unigel prepara pedido de recuperação judicial após impasse com credores, dizem fontes

Amazon, Snap, Meta: setor tech já soma 32.000 demissões em 2024

BTG Pactual aponta que pode entregar rentabilidade superior à de 2023, diz CFO

E mais na versão e-mail do Breakfast:

• Também é importante: Fusão entre Arezzo e Soma vai gerar receita adicional a partir de 2025, diz Birman | Itaú Unibanco lucra R$ 9,4 bi no 4º tri e supera projeção; inadimplência recua

• Opinião Bloomberg: Como a contabilidade interfere cada vez mais nas decisões dos clubes de futebol

• Para não ficar de fora: Em Paris, eleitores aprovam cobrar estacionamento mais caro para SUVs

Essa foi uma amostra de Breakfast, a newsletter matinal da Bloomberg Línea com as notícias de destaque no Brasil e no mundo.

Para receber a íntegra da newsletter na sua caixa de email, registre-se gratuitamente no nosso site.

Por hoje é só. Bom dia!

Obrigado por ler nossa newsletter matinal.

Equipe Breakfast: Michelly Teixeira (Editor/Newsletter Coordinator), Filipe Serrano (Editor, Brazil), Mariana d’Ávila (Assistant Editor, Brazil)