A alquimia de Lemann: transformar a crise em oportunidade

Também no Breakfast: Caçadores de barganhas levantam os mercados; Dólar americano impera em mercado tomado por medo de estagflação e Por que a Venezuela pode crescer mais que outros países da América do Sul em 2022?

Tempo de leitura: 7 minutos

Bom dia! Este é o Breakfast - o seu primeiro gole de notícias. Uma seleção da Bloomberg Línea com os temas de destaque no mundo dos negócios e das finanças.

Em mais uma semana que se iniciou com forte volatilidade e uma onda de aversão ao risco puxando as bolsas para baixo e elevando o dólar em relação às moedas da América Latina, o bilionário e empresário Jorge Paulo Lemann disse que passou por muitas crises, mas que sempre há oportunidades, mesmo em cenários de recessão.

PUBLICIDADE

“Passei por muitas crises. Fali quando tinha 26 anos em uma empresa financeira. Compramos a Anheuser-Busch e a crise veio, ninguém sabia que o sistema financeiro sobreviveria. Parecia muito ruim, mas virou a empresa mais lucrativa que temos no momento. Sempre tem uma oportunidade na crise, é um momento incrível em que os preços baixam, os empreendedores aceitam seu investimento a preços menores. Invista neles nesse momento”, disse Lemann durante o evento Volpe Day.

Homem mais rico do Brasil, o empresário divide o controle da Anheuser-Busch InBev, a maior empresa de cerveja do mundo, com seus sócios bilionários brasileiros Marcel Telles e Carlos Sicupira. O trio, parceiros há quase 50 anos, também têm participações na Kraft Heinz e na Restaurant Brands International, a empresa por trás do Burger King, além de controlarem as Lojas Americanas (AMER3).

Em um momento difícil para a economia global, as pessoas estão perdendo dinheiro: de traders amadores, a investidores de tecnologia e varejo, até mesmo o CEO do Nubank, David Vélez, viu sua fortuna pessoal cair US$ 4 bilhões. O próprio Lemann perdeu US$ 1 bilhão no último ano até hoje, segundo dados do índice de bilionários da Bloomberg.

A matéria completa você lê aqui: ‘Na crise, empreendedores aceitam seus investimentos a um preço menor’

Jorge Paulo Lemann, cofundador da 3G Capital, fala durante a Conferência Global do Milken Institute em Beverly Hills, Califórnia, EUA, em abril de 2018 (Foto: Bloomberg/Dania Maxwell)dfd

Na trilha dos Mercados

A derrocada dos mercados nas últimas sessões abre caminho aos caçadores de barganhas. Depois de sucessivas quedas, sobem as bolsas europeias e os futuros de índices nos Estados Unidos. A duração deste movimento vai depender da disposição dos investidores a assumir riscos, pois o pano de fundo permanece o mesmo.

🗣️ Com a palavra, os bancos centrais. Os investidores têm acompanhado com atenção os pronunciamentos de membros dos bancos centrais, a fim de coletar pistas sobre os próximos passos em matéria de política monetária. Entre hoje e amanhã, o prato está cheio: há discursos de líderes europeus e de membros do Federal Reserve (Fed). O mercado busca respostas para um grande dilema: qual o ponto ótimo do aperto monetário, de modo que detenha a escalada inflacionária sem prejudicar a economia?

🐹 Na roda do hamster. Os operadores estão presos entre uma inflação persistentemente alta, que corrói o valor dos ativos, e um aperto monetário (com juros mais altos e menos provisão de liquidez pelos bancos centrais) que ameaça o crescimento econômico. Fala-se, inclusive, da possibilidade de recessão. Para turbinar a aversão ao risco, está a política de Covid zero da China, cujas rigorosas medidas desferirão um duro golpe às cadeias de abastecimento.

👀 O rumo da inflação: ver para crer. A expectativa de que a inflação esteja perto de seu pico é razoável? Diante da dúvida, muitos preferem esperar para ver. Amanhã sai o Índice de Preços ao Consumidor (IPC) dos EUA e alguns economistas calculam que os preços apontem para uma alta de 8% em abril, na base anual, taxa que seria inferior à de 8,5% em março. Também está programado para amanhã o IPC da maior economia da Europa, a Alemanha.

🟢 Diante de tantas frentes em aberto, mesmo que os investidores aproveitem a ocasião para as compras de oportunidade, deve prevalecer a cautela.

Leia também: Dólar americano impera em mercado tomado por medo de estagflação

Mercados voltam a subir depois de sucessivas perdasdfd

🟢 As bolsas ontem: Dow Jones (-1,99%), S&P 500 (-3,20%), Nasdaq Composite (-4,29%), Stoxx 600 (-2,90%), Ibovespa (-1,79%)

A venda massiva de ações que começou na semana passada, após a reunião do Fed, continuou na sessão de ontem. Permanecem as dúvidas se o banco central será capaz de controlar a inflação mais alta em décadas sem gerar uma recessão nos EUA. O S&P 500 perdeu o nível de 4.000 pontos e caiu para o ponto mais baixo em mais de um ano. O mercado de criptomoedas também sofreu com o mergulho e o bitcoin caiu abaixo de US$ 31.000 pela primeira vez desde julho de 2021. Com a tendência, perdeu mais de 50% em relação ao recorde alcançado em novembro passado.

Saiba mais sobre o vaivém dos Mercados

No radar

Esta é a agenda prevista para hoje:

• EUA: Otimismo entre Pequenas Empresas NFIB/Abr; Índice Redbook; Índice IBD/TIPP de Otimismo Econômico; Perspectiva Energética de Curto Prazo - EIA

• Europa: Zona do Euro (Expectativas Econômicas ZEW/Mai); Alemanha (Expectativas Econômicas ZEW/Mai); Itália (Produção Industrial/Mar); Portugal (Balança Comercial/Mar)

• Ásia: Japão (Reservas Internacionais/Abr); China (IPC e IPP/Abr)

• América Latina: Brasil (Ata do Copom/BC; Vendas no Varejo/Mar); Empréstimos Bancários

• Bancos centrais: Discursos de John Williams, Raphael Bostic, Loretta Mester e Thomas Barkin (FOMC/Fed); Joachim Nagel (presidente do Bundesbank); Luis de Guindos (BCE)

• Balanços: Sony, Nintendo, Suncor, Bayer, Occidental Petroleum, Roblox, Peloton, Warner, Telefônica Brasil

📌 E para amanhã:

• EUA: IPC/Abr; Juros e Pedidos de Hipotecas de 30 anos - MBA; Índice de Compras MBA; Rendimento Real/Abr; Estoques de Petróleo Bruto; Atividade das refinarias de Petróleo - EIA; Estoques de Petróleo Bruto Semanal API; Balanço Orçamentário Federal/Abr

• Europa: Alemanha (IPC/Abr); Portugal (IPC/Abr; Taxa de Desemprego/1T22)

• Ásia: Japão (Índice de Indicadores Antecedentes/Mar)

• América Latina: Brasil (IPCA/Abr; Fluxo Cambial Estrangeiro)

• Bancos centrais: Discursos de Christine Lagarde (presidente do BCE); Frank Elderson (BCE); Joachim Nagel (presidente do Bundesbank); Claudia Buch (vice-presidente do Bundesbank)

• Balanços: Toyota, Disney, Rivian, BancColombia, Ypf sociedad, Toyota Motor, Banco do Brasil, JBS, Braskem

Destaques da Bloomberg Línea

• Para Viveo, sequência de aquisições depende de nova captação

• Alice anuncia parceria com Rede Americas e passa a oferecer Hospital Samaritano

• Galvani dobra produção na Bahia em meio à crise de fertilizantes

• Traders amadores perdem tudo que ganharam durante a pandemia

Também é importante

Venezuela pode crescer até 5% segundo a Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (Cepal)No entanto, o PIB do país ainda representa apenas 26% do valor registrado em 2013dfd

• Venezuela pode crescer mais que outros países da América do Sul em 2022, diz Cepal. Durante décadas, a economia venezuelana esteve atolada em um cenário turbulento. Seu Produto Interno Bruto (PIB) perdeu cerca de 83% entre 2013 e 2021; a hiperinflação chegou a 130.060% há três anos e o bolívar se desvalorizou a tal ponto que as notas foram usadas para artesanato (conhecido como money art) dentro da Venezuela e até no exterior. A previsão foi desanimadora, mas há alguns meses diferentes organizações internacionais, empresas e economistas vêm fazendo projeções que apontam para uma melhora no país.

• Petrobras aumenta diesel apesar de reclamações de Bolsonaro. A Petrobras elevou o preço do diesel apenas alguns dias após o presidente Jair Bolsonaro criticar a estatal por lucros muito altos e apelar para que não reajustasse o combustível. Depois de manter os preços estáveis desde março, a Petrobras anunciou um aumento de 8,9% no litro do diesel que vende às distribuidoras, para R$ 4,91.

• ASA Investimentos, de Alberto Safra, compra gestora de fundos imobiliários. A empresa comprou a CORE Real Estate Gestão de Investimentos, especializada em ativos imobiliários. A ASA, que não divulgou o valor da transação, informou em comunicado que a aquisição “reforça nosso objetivo de ser uma gestora multiestratégia”.

• El Salvador aproveita queda do bitcoin para ir às compras. O governo de El Salvador comprou 500 bitcoins, em sua maior compra até hoje da criptomoeda. Isso porque uma derrota mais ampla dos mercados levou o preço do Bitcoin abaixo de US$ 31.000 pela primeira vez desde julho de 2021.

Opinião Bloomberg

O metano é um problema climático que o Bitcoin pode ajudar a resolver

“A ExxonMobil está minerando Bitcoin.”Essa manchete improvável foi recentemente divulgada nas principais publicações de negócios. Em um projeto que começou em janeiro de 2021, a Exxon se uniu à startup Crusoe Energy Systems para usar o excesso de gás de seus campos de petróleo de Dakota do Norte para minerar Bitcoin. Por Trung Phan.

Pra não ficar de fora

Esta é apenas a terceira vez que a monarca perde evento – sua ausência nas duas vezes anteriores foi causada pela gravidezdfd

A rainha Elizabeth II perderá a abertura estadual do Parlamento do Reino Unido na terça-feira (10) devido a “problemas de mobilidade episódicos”, segundo seu gabinete.

👑 O Discurso da Rainha, que estabelece a agenda do governo para a próxima sessão parlamentar, agora será proferido pela primeira vez pelo filho e herdeiro de Elizabeth, o príncipe Charles, disse o Palácio de Buckingham na segunda-feira (9). A decisão foi tomada após consulta com os médicos.

✳️ É apenas a terceira vez que a rainha, de 96 anos, perderá a ocasião em seu reinado de 70 anos – as outras duas vezes foi devido à gravidez. É também o caso mais recente de desistência de um compromisso por parte da monarca idosa em meio a sinais de crescente fragilidade.

Quer receber o Breakfast por e-mail? Registre-se gratuitamente no nosso site e confira as edições anteriores da nossa newsletter.

Edição: Michelly Teixeira | News Editor, Europe

Por hoje é só. Bom dia!

Obrigado por ler nossa newsletter matinal.