Se você está comprando o ETF VanEck Russia, você está apostando e não investindo
Tempo de leitura: 4 minutos

Bloomberg Opinion — Depois que a Rússia invadiu a Ucrânia e o mercado de ações russo fechou, os investidores dos Estados Unidos entraram no ETF VanEck Russia para “comprar na baixa”. Isso acabou sendo imprudente, já que as sanções de empresas ocidentais efetivamente isolaram a Rússia dos mercados de capitais globais, tornando as ações locais praticamente inúteis. Foi uma das coisas mais idiotas que eu vi acontecer há um bom tempo, mas não totalmente irracional.

Quando um instrumento financeiro fica muito estressado, a volatilidade aumenta. Por exemplo, se a Rússia interrompesse repentinamente a invasão e fizesse as pazes com a Ucrânia, aqueles que compraram ações do ETF VanEck Russia teriam obtido grandes ganhos. Em vez disso, as ações caíram, recuando de cerca de US$ 25 por ação para cerca de US$ 5,50 por ação. Este é o raciocínio dos investidores profissionais: em tempos de estresse, a distribuição subjacente se torna muito plana, o que significa que resultados muito bons ou muito ruins são igualmente prováveis. Em outras palavras, a opcionalidade aumenta.

PUBLICIDADE

Mas já vimos situações como essa no passado recente, com ações de memes como a GameStop e a AMC Entertainment. Ambas foram situações em que o negócio subjacente estava sob grande pressão. Mas se os problemas fossem corrigidos, haveria uma vantagem significativa. Nesse sentido, a situação da Rússia continua um padrão que vem se desenvolvendo há algum tempo.

Em vez de fazer uma análise fundamentalista para encontrar as melhores oportunidades de investimento, as pessoas estão apenas investindo nas piores empresas com a pequena chance de que algo aconteça para desencadear uma reviravolta e fazer com que suas participações subam de valor. Os investidores podem ter opiniões diferentes sobre as ações, mas havia pouca dúvida de que o modelo de negócios da GameStop estava quebrado, assim como o da AMC, e não há possibilidade realista da Rússia se recuperar rapidamente das sanções econômicas. Se você está comprando o ETF VanEck Russia, você está apostando e não investindo.

PUBLICIDADE

Mas há problemas maiores com a compra do ETF VanEck Russia ou qualquer ativo financeiro vinculado à Rússia. O mundo inteiro está se desfazendo desses ativos, e indo além disso, despejando vodka russa nas ruas. Com certeza, privar a Rússia de capital trará efeitos de segunda e terceira ordem – simplesmente não sabemos ainda quais serão. Considere que as pessoas há anos decidiram que uma maneira de se posicionar contra as mudanças climáticas era não fazer nenhum investimento vinculado a combustíveis fósseis, privando o setor de energia de capital. A falta de capital, porém, contribuiu para os altos preços do petróleo que temos hoje.

Há muitos investidores que não pensam muito profundamente sobre essas questões éticas; eles estão apenas tentando fazer um dinheirinho rápido. Mas se você comprar ativos vinculados à Rússia, estará de certa forma apoiando a Rússia. É impossível não ver o simbolismo nisso. Sem dúvida, haverá investidores prontos para recolher os ativos financeiros russos a preços de liquidação, pois não estão tão preocupados com a moralidade.

PUBLICIDADE

A Bloomberg News relatou que nos últimos dias o Goldman Sachs (GS) e o JPMorgan (JPM) estão comprando títulos de empresas vinculados à Rússia com preços baixíssimos, observando que os bancos costumam recolher dívidas por pedido dos clientes ou porque esperam encontrar compradores.

A Bloomberg News também informou que a H2O Asset Management disse que está mantendo sua exposição ao rublo russo em parte porque sair de suas posições seria um presente para Vladimir Putin. “Consideramos que a venda de ativos russos, entre os quais moedas, com essas taxas de desconto, é um ‘presente’ contraproducente para compradores, entre eles o governo russo”, disse a H2O, com sede em Londres, em carta a investidores vista pela Bloomberg News.

PUBLICIDADE

Não há razão para duvidar dessas explicações, mas, como dito anteriormente, os investidores “imorais” estão potencialmente expostos a um retorno maior em tais situações. É claro que isso não combina com a ideia de carma de mercado.

Normalmente, pensaríamos que os investidores virtuosos são os que obtêm os maiores retornos, mas isso nem sempre é verdade. Quando você investe com sua consciência, você está tomando decisões com base em outros fatores além de risco e recompensa.

O ETF VanEck Russia pode ser um negócio muito bom um dia, e os investidores que o boicotam agora podem perder grandes ganhos no futuro. Claro, os riscos são enormes, mas os retornos potenciais também são. Investidores virtuosos, no entanto, podem decidir que vale a pena renunciar a esses retornos para poder desfrutar do sono dos justos.

Jared Dillian é editor do The Daily Dirtnap, estrategista de investimentos na Mauldin Economics, e autor de “Street Freak” e “All the Evil of This World.” Ele pode ter conflito de interesses nas áreas em que faz cobertura.

Esta coluna não reflete necessariamente a opinião do conselho editorial ou da Bloomberg LP e de seus proprietários.

– Esta coluna foi traduzida por Marcelle Castro, Localization Specialist da Bloomberg Línea.

Veja mais em bloomberg.com

Leia também

Putin libera pagamento de dívida externa em rublo e alivia exigências de bancos

Estas são as empresas que cortaram os laços com a Rússia