PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Mercados

Ibovespa amplia ganhos com impulso de bancos

Já entre as maiores quedas, estavam os papéis de Vale e siderúrgicas, em um dia de queda para o minério de ferro

Em Nova York, bolsas operavam em queda nesta tarde
11 de Fevereiro, 2022 | 02:09 pm
Tempo de leitura: 3 minutos

Bloomberg Línea — O Ibovespa (IBOV) ampliou os ganhos na tarde desta sexta-feira (11) em meio ao forte desempenho das ações de bancos, que têm forte representação no índice.

A sessão é marcada pela forte valorização das ações do Itaú Unibanco (ITUB4), com alta das ordem de 7%, após o banco reportar resultados acima do consenso de mercado.

O Itaú reportou lucro líquido recorrente de R$ 7,159 bilhões no quarto trimestre do ano passado, resultado 32,9% superior ao obtido no mesmo período do ano anterior e também acima das estimativas dos analistas do consenso Bloomberg, de R$ 6,77 bilhões.

Segundo o banco, o desempenho reflete um volume maior de crédito aos clientes no último trimestre do ano, aliado a um mix de produtos com margens maiores.

PUBLICIDADE

O bom desempenho dos papéis ITUB4 puxa as ações dos outros bancos, caso de como Bradesco (BBDC4) e Santander (SANB11), que divulgaram nos últimos dias números que decepcionaram o mercado. Por volta das 13h30, os papéis apresentavam alta de 1% e 2,9%, respectivamente,

Já entre as maiores quedas, estavam os papéis de Vale (VALE3), com baixa de 1,5%, e siderúrgicas, como Usiminas (USIM5), que caía 5,4% em um dia de queda para o minério de ferro.

Ontem (10), a mineradora decepcionou o mercado em seu relatório de produção referente ao último trimestre de 2021.

A Vale registrou a produção de 82,47 milhões de toneladas de minério de ferro no quarto trimestre de 2021, um recuo de 7,8% em relação ao trimestre anterior e de 2,4% em relação ao mesmo período de 2020. O dado também ficou abaixo da estimativa Bloomberg, que esperava resultado de 85,6 milhões de toneladas.

PUBLICIDADE

Veja mais: TCU discute Eletrobras; Balanços BB, Carrefour, BTG: Radar SA

No acumulado de 2021, a companhia produziu 315,61 milhões de toneladas de minério de ferro, um aumento de 5,1% em relação ao ano de 2020.

Na agenda do dia, as atenções recaem hoje sobre o Índice de Atividade Econômica (IBC-Br), considerado uma prévia do PIB do Banco Central, que subiu 0,33% em dezembro na comparação mensal, fechando o ano de 2021 com avanço de 4,5% em relação ao ano anterior.

Confira o desempenho dos principais indicadores por volta das 13h40(horário de Brasília):

  • O Ibovespa (IBOV) operava em alta de 1,22%, aos 114.749 pontos;
  • O Ifix (índice que acompanha o desempenho de fundos imobiliários listados na B3) operava próximo da estabilidade, aos 2764 pontos;
  • O dólar comercial tinha queda de 1,3%, negociado aos R$ 5,187 na compra;
  • No mercado de juros futuros, o DI com vencimento em 2023 subia dois pontos-base, a 12,36%, enquanto o contrato com vencimento em 2027 se mantinha estável, a 11,28%;
  • O Bitcoin (BTC) recuava 0,34%, a US$ 43,626;
  • Já entre as commodities, o barril do petróleo tipo Brent tinha alta, negociado aos US$ 92;

Quadro externo

Após apresentarem queda de até 2% no último pregão, as bolsas americanas operam em queda nesta sexta, com os investidores ainda digerindo os dados de inflação nos Estados Unidos acima do esperado, com alta de 7,5% em janeiro, no maior patamar desde 1982.

  • Nos EUA, o Dow Jones recuava 0,10%, o S&P tinha queda de 0,40%, enquanto o índice da Nasdaq recuava 0,79%;
  • Na Europa, o sentimento é negativo. O índice FTSE 100, do Reino Unido, recuava 0,11%, enquanto o CAC-40, da França, cedia 1,27%

Contribuiu para azedar os mercados ainda as falas do dirigente do Fed de St. Louis, James Bullard, que disse apoiar o aumento das taxas em um ponto percentual completo até o início de julho, incluindo o primeiro aumento de meio ponto desde 2000.

PUBLICIDADE

Ele levantou a possibilidade de uma mudança entre as revisões de políticas programadas.

Agora, economistas do mercado financeiro já projetam altas constantes dos juros nos próximos meses. O Goldman Sachs, por exemplo, estima sete altas de juros no ano, levando a taxa, que está próxima de zero, para 1,85%.

Outras autoridades do Fed, no entanto, não estão com pressa para aumentar as taxas antes de sua reunião no próximo mês, nem um movimento de 50 pontos-base em março parece provável ainda.

Os mercados estão lutando para se ajustar à retirada do estímulo da era da pandemia, enquanto as autoridades combatem a inflação.

PUBLICIDADE

O achatamento da curva de rendimento do Tesouro sugere que os investidores esperam uma desaceleração do crescimento econômico à medida que o Fed aumenta as taxas e reduz seu balanço patrimonial para conter as pressões sobre os preços.

Enquanto isso, a presidente do Banco Central Europeu, Christine Lagarde, alertou que uma corrida para apertar a política monetária pode prejudicar a recuperação econômica da região, e o economista-chefe do BCE, Philip Lane, defendeu sua opinião de que a inflação recorde na zona do euro deve diminuir sem medidas mais duras.

(Com informações de Bloomberg News)

Leia também:

TCU discute Eletrobras; Balanços BB, Carrefour, BTG: Radar SA

Mariana d'Ávila

Mariana d'Ávila

Redatora na Bloomberg Línea. Jornalista brasileira formada pela Faculdade Cásper Líbero, especializada em investimentos e finanças pessoais e com passagem pela redação do InfoMoney.