Quanto a safra já encolheu por causa da seca

Também no Breakfast: Mercados iniciam o dia com ligeiras perdas; Embraer vende subsidiárias para empresa espanhola e Como anda a procura por testes de covid no país?

Tempo de leitura: 2 minutos

Bom dia! Hoje é 13 de janeiro de 2022 e este é o Breakfast - o seu primeiro gole de notícias do dia

A estiagem que atinge a região Sul do Brasil vai reduzir a colheita de grãos neste ano. Em pleno desenvolvimento, as lavouras de soja e milho do Paraná e do Rio Grande do Sul são as mais prejudicadas até o momento pela falta de chuvas.

  • Já é dado como certo que o Brasil vai produzir 6,7 milhões de toneladas de grãos a menos do que o estimado em dezembro do ano passado. Desse total, 6,6 milhões são referentes às perdas registradas apenas nas culturas de soja e milho nos dois Estados do Sul do país.
  • No Paraná, a maior perda é registrada na primeira safra de milho. A produção de 4,2 milhões de toneladas estimada em dezembro acaba de ser revista para 2,7 milhões de toneladas, um corte de 35,5% em apenas um mês. Na prática, 1,5 milhão de toneladas deixarão de ser colhidas. Para a segunda safra, que ainda será plantada, a previsão da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) permanece exatamente a mesma desde quando os números da safra 2021/22 começaram a ser divulgados, em outubro do ano passado.
  • No caso da soja, que divide espaço com a primeira safra de milho no Paraná, as perdas são menores em termos percentuais, mas, maiores em termos absolutos. A Conab cortou em 10,9% sua previsão de colheita, reduzindo de 20,7 milhões de toneladas em dezembro para as atuais 18,4 milhões de toneladas.

Na trilha dos Mercados

Depois de um início de semana conturbado, com muitas conjecturas sobre a política monetária do Federal Reserve (Fed) e a inflação dos Estados Unidos mostrando seu maior avanço em quatro décadas, os mercados hoje devem andar de lado.Na agenda, o evento mais relevante é a audiência com a governadora do Fed Lael Brainard no Comitê Bancário do Senado. Os investidores estarão atentos ao que a indicada à vice-presidência da autoridade monetária tem a dizer sobre as táticas para controlar a inflação sem danificar a recuperação da economia. Contudo, é de se esperar que o discurso de Brainard esteja alinhado ao de Jerome Powell, que se prepara para seu segundo mandato à frente da instituição.

Além da audiência de Brainard, outros membros do Fed – e também do Banco Central Europeu (BCE) – discursam hoje em eventos. De resto, a agenda macroeconômica não reserva divulgações capazes de gerar grande impacto no mercado financeiro.

⬆️⬇️ Esta manhã, as bolsas europeias começaram o dia em queda. No mercado de futuros de índices dos EUA, os contratos oscilavam do positivo ao negativo, embora com variações discretas.

PUBLICIDADE
🟢 As bolsas ontem: Dow (+0,11%), S&P 500 (+0,28%), Nasdaq (+0,23%), Stoxx 600 (+0,65%), Ibovespa (+1,84%)
O foco esteve dirigido ao índice de preços ao consumidor dos EUA, que subiu 7% em dezembro, na base anual. Apesar de bastante alto - foi o maior aumento anual desde 1982 - o indicador ficou em linha com as previsões dos operadores, que já haviam ponderado esta informação em boa parte de suas decisões de compra e venda.

No radar

  • Audiência do Comitê Bancário do Senado dos EUA com Lael Brainard, indicada como vice-presidente do Fed
  • Discursam os presidentes regionais do Fed Thomas Barkin (Richmond); Patrick Harker (Filadélfia); Charles Evans (Chicago)
  • Pedidos iniciais de seguro-desemprego nos EUA
  • Relatório mensal do BCE
  • Discurso de Luis de Guindos, do BCE

Sexta-feira, 14

  • John Williams, presidente do Fed de Nova York, fala em evento
  • Decisão política do Banco da Coreia, briefing
  • Balanços 4º trimestre 2021: Wells Fargo, Citigroup, JPMorgan

Destaques da Bloomberg Línea

Também é importante

  • Roupas, bacon e carros foram principais impulsionadores da inflação dos EUA: A inflação nos EUA encerrou 2021 em níveis aquecidos. Os custos com alimentos saltaram 6% em dezembro em relação ao ano anterior. A escassez de componentes que atingiu as montadoras em todo o mundo afetou o preço dos automóveis.
  • Como anda a procura por testes de covid no país? O grupo Pardini reportou um aumento de 54% no número de exames RT-PCR no Brasil, com positividade de 36,1%, na última semana. Na comparação com as quatro semanas anteriores, houve um aumento de 73% no número de testes, segundo a companhia de medicina diagnóstica.
  • Nubank e Caixa registram instabilidade no uso do Pix por usuários: A Caixa Econômica Federal e o Nubank confirmaram, na tarde desta quarta-feira (12), instabilidade no uso do Pix por usuários durante o período da manhã, mas garantem que o problema já foi solucionado. Clientes das duas instituições publicaram, em suas redes sociais, relatos de problemas de acesso ao sistema de pagamentos instantâneos lançado pelo Banco Central em 2020.
  • Quebec: Busca por vacina dispara com restrições para álcool e cannabis: Depois de tentar muitas alternativas, desde fechamentos de restaurantes até toque de recolher, a cidade de Quebec, no Canadá, começou a ver um aumento expressivo nas buscas por vacina contra covid-19 depois que exigiu prova de vacinação para a entrada em lojas de álcool e cannabis.

Opinião Bloomberg

Não é tarde demais para evitar pegar covid

Janeiro de 2022 é um dos piores momentos possíveis para contrair a covid-19. Não só porque os hospitais estão perigosamente cheios, mas porque depois de quase dois anos aprendendo mais e mais sobre o SARS-CoV-2, a variante ômicron levou cientistas e médicos de volta a um estado de ignorância e adivinhação. Testes e tratamentos são escassos. Mas isso não é um déjà-vu de março de 2020; na verdade, é provável que a situação melhore significativamente em apenas alguns meses.

Pra não ficar de fora

O Grande Prêmio de Abu Dhabi atrai príncipes, estrelas de cinema e atletas mundialmente famosos todos os anos para a festa na Ilha Yas, o centro de entretenimento a cerca de 30 minutos do centro da cidade.

Entre eles no mês passado estava uma figura que traçava uma ascensão improvável: um ex-chapeiro e desenvolvedor de software do McDonald’s que, praticamente da noite para o dia, galgou a escadaria do sucesso, tornando-se uma das pessoas mais ricas do mundo - o pioneiro das criptomoedas, Changpeng Zhao, cujo patrimônio líquido está em torno de US$ 96 bilhões.

PUBLICIDADE

CZ, como é conhecido pelos criptófilos, está rapidamente se tornando uma presença constante nos Emirados Árabes Unidos, encontrando-se com a realeza em Abu Dhabi, que está ansiosa para trazer sua bolsa Binance para o país, segundo fontes a par da situação.

Ele adquiriu um apartamento em Dubai e ofereceu jantares perto do Burj Khalifa, o edifício mais alto do mundo, tornando-se a personalidade mais proeminente na crescente cena cripto do país.

Quer receber o Breakfast por e-mail? Registre-se gratuitamente no nosso site. E aqui você encontra as edições anteriores de nossa newsletter.

Por hoje é só. Bom dia!