PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Brasil

Como anda a procura por testes de covid no país? Pardini responde

Grupo de medicina diagnóstica vê aumento de 73% no número de testes na última semana em comparação com quatro semanas anteriores

Com o avanço da variante ômicron nos últimos meses de 2021, os casos de covid dispararam em várias regiões do mundo, provocando uma maior demanda por exames de diagnóstico
12 de Janeiro, 2022 | 08:03 am
Tempo de leitura: 2 minutos

São Paulo — O grupo Pardini reportou, na terça-feira (11), um aumento de 54% no número de exames RT-PCR no Brasil, com positividade de 36,1%, na última semana. Na comparação com as quatro semanas anteriores, houve um aumento de 73% no número de testes, segundo a companhia de medicina diagnóstica.

PUBLICIDADE

“Com o crescimento do número de exames das últimas quatro semanas, prevemos um crescimento acentuado no volume de testes para a próxima semana. Já ao analisar a taxa de positividade da última semana, identificamos um crescimento de 11,2 pontos percentuais em relação à média das últimas quatro semanas anteriores”, diz o grupo, em comunicado enviado hoje à CVM (Comissão de Valores Mobiliários).

Veja mais: Teste de farmácia para covid custa quase R$ 500 no aeroporto de Miami

PUBLICIDADE

A companhia também divulgou um resumo das análises da evolução do volume de testes RT-PCR realizados pelo grupo em cada região do país.

Sudeste

Nas últimas quatro semanas, a região Sudeste apresentou um crescimento de 75,2% no número de testes. Em relação à última semana, quando comparado com a semana anterior, houve um crescimento de 62,4% no volume de testes. A positividade na última semana foi de 38,1%,um crescimento de 12,2 pontos percentuais em relação à média das quatro semanas anteriores

Sul

A região Sul apresentou taxa de positividade de 30,4%, uma redução de 7,9 ponto percentual em relação às últimas quatro semanas. Quando analisado o volume de testes, a região Sul apresentou um crescimento de 59,1% em relação à última semana. E em relação à média das quatro semanas anteriores, identificou-se uma redução de 17,7% no volume de testes

Nordeste

A região Nordeste apresentou um crescimento de 32,9% no volume de testes, quando comparado com a última semana. Quando comparado com as últimas quatro semanas, houve um crescimento de 99,1%. A região Nordeste apresentou taxa de positividade de 29,9% na última semana, um crescimento de 7,8 pontos percentuais em relação à taxa de positividade média das últimas quatro semanas anteriores

Centro-Oeste

A região Centro-Oeste apresentou taxa de positividade de 29,1%, um crescimento de 9,8 ponto percentual em relação à média das últimas quatro semanas. Em relação ao volume de testes, houve um crescimento de 27,5% no volume da última semana, quando comparado com a semana anterior. Quando comparado com as quatro semanas anteriores, identificou-se um crescimento de 55,8%

PUBLICIDADE

Norte

A região apresentou uma redução de 1,8% no volume de testes em relação a semana anterior. Quando analisadas as últimas quatro semanas, houve um crescimento de 96,1% no volume de testes. Ao olhar a taxa de positividade, identifica-se uma redução de 3,4 pontos percentuais em relação à média nacional das quatro semanas anteriores. A taxa de positividade da última semana foi de 13,5%

Leia também: Testes de covid-19: Filas e falta de planejamento dominam na AL

Sérgio Ripardo

Sérgio Ripardo

Jornalista brasileiro com mais de 25 anos de experiência, com passagem por sites de alcance nacional como Folha e R7, cobrindo indicadores econômicos, mercado financeiro e companhias abertas.