Mercados

Papéis brasileiros recuam nos EUA apesar de recorde em Wall Street

Principal fundo de índice brasileiro, o EWZ caiu 1,85%, puxado pela baixa de 4,5% da Vale; ações da XP recuaram 3,8% e as da Stone, 5,4%

Papéis da mineradora derretem com baixa do minério de ferro
02 de Novembro, 2021 | 05:20 pm
Tempo de leitura: 2 minutos

Bloomberg Línea — Papéis de empresas brasileiras tiveram forte baixa nesta terça, feriado de finados no Brasil, nos EUA, sinalizando pessimismo na abertura de negócios desta quarta-feira no Brasil. O movimento, puxado pela forte baixa dos papéis da Vale e pelo pessimismo com a área fiscal, contrasta com o novo recorde das bolsas americanas, que mantiveram o ritmo de valorização mesmo com a cautela associada à véspera de decisão de política monetária pelo Federal Reserve.

Principal fundo de índice de ações brasileiras negociado no exterior, o EWZ recuou 1,85% durante o pregão regular. O fundo segue o índice MSCI Brazil e representa o Ibovespa em dólar.

No noticiário local, o jornal Estado de S.Paulo relata, sem atribuir como obteve a informação, que o presidente Jair Bolsonaro teria pedido ao Ministério da Economia para fazer uma consulta ao Tribunal de Contas da União (TCU) sobre a possibilidade de prorrogar o auxílio emergencial por meio de medida provisória. Interlocutores do presidente ouvidos pela publicação disseram que a tendência da corte seria dar sinal verde à extensão do benefício sem a necessidade de aprovar novo decreto de calamidade pública.

Entre os papéis brasileiros a maior baixa foi dos ADRs (recebidos americano de ações brasileiras) da Vale, que derreteram 4,46% para US$ 12,29 cada, seguindo a forte baixa do minério de ferro, que perdeu o patamar de US$ 100 a tonelada nesta terça.

PUBLICIDADE

Os ADRs da Petrobras tiveram baixa de 1,32% para US$ 10,07 cada. O movimento também foi visto nos ADRs de bancos brasileiros, com destaque para Itaú e Bradesco, com perdas de 1,3% e 1,8%. O Itaú divulga seus resultados nesta quarta.

No setor de tecnologia financeira e investimentos, o destaque fica com as ações da XP Inc., com perdas de 3,8% para US$ 32,84 cada na Nasdaq; nos últimos 30 dias, as ações da maior plataforma de investimentos brasileira recuam 19,3%. A XP também divulga seu resultado nesta quarta.

As ações da Stone tiveram baixa de 5,4% e as da PagSeguro, de 3,8%. Na Nasdaq, o principal índice teve alta de 0,34%, encerrando aos 15.649,60 pontos.

A bolsa de Nova York encerrou os negócios desta terça em novo patamar recorde, com alta de 0,39% no índice Dow Jones e de 0,37% no S&P 500.

PUBLICIDADE

Leia também

Bolsa de Paris sobe com luxo e tem 1º recorde desde a bolha da internet

Preços de lajes comerciais no coração financeiro da Faria Lima explodem

Toni Sciarretta

Toni Sciarretta

News director da Bloomberg Línea no Brasil. Jornalista com mais de 20 anos de experiência na cobertura diária de finanças, mercados e empresas abertas. Trabalhou no Valor Econômico e na Folha de S.Paulo. Foi bolsista do programa de jornalismo da Universidade de Michigan.

PUBLICIDADE