Ibovespa fecha perto da estabilidade em dia de ata do Fed; Itaú cai e Vale sobe

Divulgação do documento da reunião de política monetária do Federal Reserve limitou os ganhos das ações nos mercados internacionais, o que afetou os resultados no Brasil

After Hours
21 de Fevereiro, 2024 | 06:35 PM

Bloomberg Línea — O Ibovespa (IBOV) fechou perto da estabilidade nesta quarta-feira (21), influenciado pela divulgação da ata do Federal Reserve (Fed), que limitou os ganhos das ações nos mercados internacionais. O índice brasileiro encerrou o dia com alta de 0,09%, aos 130.032 pontos. Já o dólar (USDBRL) subia 0,19%, a R$ 4,94, no final do pregão.

A maioria dos diretores do banco central americano expressou preocupações na última reunião de política monetária, em janeiro, sobre um possível corte de juros antes da hora correta, indicando que os riscos exigem manter as taxas elevadas por mais tempo.

A ata da reunião do Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc), realizada nos dias 30 e 31 de janeiro, mostrou que as autoridades do Fed permanecem atentas à trajetória da inflação. Alguns diretores se mostraram preocupados que o progresso em direção à meta de 2% do banco central americano possa estagnar.

O documento também reforçou a preferência do Fed por aguardar mais evidências de que a inflação está em um caminho descendente e firme antes de cortar os juros.

PUBLICIDADE

Com a divulgação dos documentos, os índices S&P 500 e Dow Jones tiveram ganhos limitados e o Nasdaq fechou em baixa, enquanto os investidores aguardavam a divulgação do balanço da Nvidia (NVDA) após o fechamento.

A empresa fabricante de processadores é vista como um termômetro do setor de tecnologia e do crescimento da demanda por sistemas e infraestrutura de inteligência artificial, que tem apoiado os ganhos de outras big techs.

No Brasil, as ações do Itaú Unibanco (ITUB4) caíram, limitando os ganhos do Ibovespa. Já os papéis da Vale (VALE3) subiram com a recuperação da cotação do minério de ferro no mercado internacional. As ações da Petrobras (PETR3, PETR4) tiveram leve alta.

PUBLICIDADE

Um dos destaques do dia foi a Weg (WEGE3), que teve forte alta depois de a companhia de motores elétricos e componentes eletroeletrônicos divulgar o seu balanço trimestral. A empresa também aprovou a distribuição de dividendos complementares no valor de R$ 1,25 bilhão.

Enquanto isso, os papéis da Eletrobras (ELET6) caíram depois que o ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira, afirmar a jornalistas que o governo avalia antecipar recursos da privatização da empresa para reduzir a conta de luz.

Os papéis de maior do Ibovespa valorização foram:

  • Weg (WEGE3) com 6,89%
  • Cia Brasileira de Distribuicao (PCAR3) com 6,22%
  • Atacadao SA (CRFB3) com 4,07%

Já os de pior desempenho foram:

  • Magazine Luiza (MGLU3) com -2,97%
  • CTEEP-Cia de Transmissao de Energia Eletrica Paulista (TRPL4) com -3,73%
  • Azul (AZUL4) com -4,37%

As ações mais negociadas foram:

  • Magazine Luiza (MGLU3) com R$ 305.065.600.
  • Hapvida (HAPV3) com R$ 136.309.300.
  • Bradesco (BBDC4) com R$ 43.236.100.

No ano, o Ibovespa acumula queda de 3,10% até o pregão de hoje.

--- Conteúdo elaborado com auxílio de dados automatizados da Bloomberg.

PUBLICIDADE

Leia também

Gestores que apostaram em impacto negativo de Lula no BB perderam rali de 76%

Intel terá nova divisão para produzir chips sob encomenda voltados à IA

Unigel faz acordo com credores liderados pela Pimco para reestruturação