Mercado Livre volta a acelerar

Também no Breakfast: Aumento de provisões por Mariana derruba lucro da Vale | JBS deve levar mais tempo para concluir listagem também em NY | Nova vítima do gargalo na oferta global de aviões

Tempo de leitura: 3 minutos

Este é o Breakfast - o seu primeiro gole de notícias. Uma seleção da Bloomberg Línea com os temas de destaque no mundo dos negócios e das finanças. Bom dia!

O Mercado Livre, a segunda empresa com maior valor de mercado na América Latina, entrou neste ano em ritmo acelerado, segundo contou à Bloomberg Línea o diretor de Relações com Investidores, o inglês Richard Cathcart: “estamos começando 2024 com um impulso muito forte”.

O executivo disse que a empresa co-fundada e liderada por Marcos Galperin está acelerando novamente os negócios do Mercado Crédito, enquanto prevê que um ambiente de taxas mais baixas no Brasil impulsionará a receita da plataforma de e-commerce.

“O crescimento da receita no quarto trimestre foi de 42% ano a ano. Estamos crescendo, o que está gerando mais escala. Também estamos sendo eficientes com nossos custos operacionais [...] Quando você junta tudo isso, crescimento, escala e eficiência, isso gera alavancagem operacional.”

PUBLICIDADE

Leia mais: Mercado Livre volta a acelerar o crédito e vê início de ano ‘muito forte’, diz RI

Black Friday no Mercado Livredfd

No radar dos mercados

As ações estão encerrando a semana de forma mais tranquila nesta sexta-feira (23), enquanto os investidores avaliam a perspectiva para os mercados acionários após os mercados dos Estados Unidos, Europa e Japão atingirem máximas históricas depois dos fortes resultados da fabricante de chips Nvidia.

🚀 Nvidia dispara. O aumento de US$ 277 bilhões no valor de mercado da Nvidia na quinta-feira foi o maior já registrado em uma única sessão — superando um recente ganho de US$ 197 bilhões pela Meta. A questão é se o rali de tecnologia pode ser sustentado e ampliado para outros setores, mesmo com as apostas em cortes nas taxas do Federal Reserve diminuindo, em meio a dados que mostram que a maior economia do mundo ainda está resiliente.

🇺🇸 ‘Paciência com juros’. Funcionários de alto escalão do Federal Reserve reforçaram a mensagem na quinta-feira de que o banco central dos EUA ainda está planejando reduzir os juros este ano — apenas não em breve. Philip Jefferson e Lisa Cook disseram que estão otimistas de que a inflação ainda está se acalmando, apesar de um soluço em janeiro, mas deixaram claro que desejam mais provas de que está voltando à meta de 2% antes de reduzir as taxas.

🛢️ Commodities em queda. Entre as commodities, o petróleo recua enquanto os investidores avaliam sinais de um mercado mais restrito em meio a preocupações persistentes em torno da demanda. Já o minério de ferro caminha para a maior queda semanal em quase um ano devido a preocupações de que a demanda chinesa por aço possa decepcionar.

💰 Dividendos da Vale. A Vale divulgou seu balanço do quarto trimestre na noite de quinta-feira, e anunciou o pagamento, em março de 2024, de dividendos no valor de US$ 2,4 bilhões, equivalente a R$ 2,73 por ação.

Leia a matéria completa sobre o que está guiando os mercados hoje

Breakfast 23/02/24dfd
🔘 As bolsas ontem (22/02): Dow Jones Industrials (+1,18%), S&P 500 (+2,11%), Nasdaq Composite (+2,96%), Stoxx 600 (+0,18%), Ibovespa (+0,16%)

LEIA + Siga a trilha dos mercados para conhecer as variáveis que orientaram os investidores →

🗓️ Agenda: Os eventos e indicadores em destaque hoje e na semana →

Destaques da Bloomberg Línea:

Vale: aumento de provisão por Samarco em US$ 1,2 bi ajuda a derrubar lucro em 35%

Nvidia: ação está barata ou cara? Analistas refazem contas após resultado surpresa

JBS diz que listagem nos EUA deve levar mais tempo com voto estrangeiro

E mais na versão e-mail do Breakfast:

• Também é importante: Esta executiva estava na linha de sucessão do C-level do Goldman. E agora vai sair | Intel faz acordo com a Microsoft para alavancar produção de chips sob encomenda

• Opinião Bloomberg: Detroit comete o mesmo erro com elétricos chineses como fez com o Japão

• Para não ficar de fora: Voo mais longo do mundo é nova vítima da crise na oferta de aeronaves

Essa foi uma amostra de Breakfast, a newsletter matinal da Bloomberg Línea com as notícias de destaque no Brasil e no mundo.

Para receber a íntegra da newsletter na sua caixa de email, registre-se gratuitamente no nosso site.

Por hoje é só. Bom dia!

Obrigado por ler nossa newsletter matinal.

Equipe Breakfast: Marcelo Sakate (Editor-chefe, Brasil), Filipe Serrano (Editor, Brasil) e Mariana d’Ávila (Editora Assistente, Brasil)