Vale: aumento de provisão por Samarco em US$ 1,2 bi ajuda a derrubar lucro em 35%

Mineradora obteve lucro de US$ 2,4 bilhões no quarto trimestre, versus US$ 3,7 bilhões no mesmo período um ano antes; Ebitda cresce 37% na base anual, para US$ 6,3 bilhões

Minería
22 de Fevereiro, 2024 | 09:17 PM

Bloomberg Línea — A Vale (VALE3) reportou lucro líquido de US$ 2,4 bilhões no quarto trimestre de 2023, queda de 35% na comparação anual, informou a companhia em balanço divulgado na noite desta quinta-feira (22) na Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

O resultado foi impactado, em parte, por provisão referente à Samarco, destacou a mineradora. No ano, o lucro líquido da Vale foi de US$ 8 bilhões, queda de 58% sobre 2022.

Já a geração de caixa medida pelo lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) ajustado no quarto trimestre foi de US$ 6,3 bilhões, alta de 37% na comparação anual. De acordo com a empresa, o resultado se deve ao melhor desempenho operacional e aos maiores preços de minério de ferro praticados.

Em 2023, o indicador marcou US$ 19 bilhões, queda de 9% ano contra ano devido aos menores preços de referência médios de minério de ferro, cobre e níquel ao longo do ano, informou a companhia no documento.

PUBLICIDADE

De outubro a dezembro, a receita operacional líquida da mineradora atingiu US$ 13 bilhões, aumento de 9,3% na comparação anual. No consolidado de 2023, o indicador foi de US$ 41,7 bilhões, queda de 4,7% sobre o ano anterior.

No quarto trimestre, a Vale reconheceu um incremento na provisão de US$ 1,2 bilhão relacionada ao rompimento da barragem da Samarco e a um potencial acordo global com as autoridades brasileiras.

No intervalo, a companhia registrou ainda um preço médio de venda do minério de ferro por tonelada de US$ 128,30, um avanço de 30% na comparação anual.

PUBLICIDADE

A Vale reportou capex de US$1,64 bilhão de outubro a dezembro e uma dívida líquida de US$ 9,56 bilhões, alta de 21% ano contra ano. Com isso, a alavancagem medida pela dívida líquida sobre o Ebitda ajustado ficou em 0,5 vez no quarto trimestre, um avanço de 25% sobre igual intervalo de 2022.

O CEO da Vale, Eduardo Bartolomeo, comentou os resultados. “Nossa produção de minério de ferro de 321 milhões de toneladas em 2023 superou nosso guidance e forneceu evidências de uma maior confiabilidade de ativos e processos”, disse em documento.

A Vale anunciou ainda o pagamento, em março de 2024, de dividendos no valor de US$ 2,4 bilhões, sendo R$ 2,73 por ação.

Parceria com a Anglo American

O executivo destacou no documento a parceria com a Anglo American, anunciada na manhã desta quinta-feira. A Vale assinou a aquisição de 15% de participação no complexo de minério de ferro Minas-Rio, controlado pela mineradora britânica, com desembolso de caixa de US$ 157,5 milhões, valor sujeito a ajustes da dívida líquida e à variação do capital de giro na data de fechamento do negócio.

A Vale também receberá recursos de uma mina de sua propriedade, chamada Serpentina, pelo acordo assinado com a Anglo American.

Leia também

Lavoro, do Pátria, estuda mais de 70 aquisições e alvos vão além do Brasil

PUBLICIDADE

Indústria de máquinas de construção aposta no agronegócio para impulsionar demanda

Localiza: os riscos aos negócios que entraram no radar de bancos de Wall Street

Juliana Estigarríbia

Jornalista brasileira, cobre negócios há mais de 12 anos, com experiência em tempo real, site, revista e jornal impresso. Tem passagens pelo Broadcast, da Agência Estado/Estadão, revista Exame e jornal DCI. Anteriormente, atuou em produção e reportagem de política por 7 anos para veículos de rádio e TV.