Mercados

Ibovespa descola de Wall Street e fecha em alta, puxado por commodities

After Hours: Investidores repercutiram dados de inflação acima do esperado nos EUA em abril, bem como IPCA referente ao mês passado no Brasil

After hours
11 de Maio, 2022 | 05:29 pm
Tempo de leitura: 2 minutos

Bloomberg Línea — O Ibovespa (IBOV) encerrou o pregão desta quarta-feira (11),em alta, retomando os 104 mil pontos, puxado por empresas ligadas a commodities e com grande peso no índice, como Vale (VALE3) e Petrobras (PETR3; PETR4), que lideraram os ganhos do dia com altas de até 5%.

Isso porque o minério de ferro fechou em alta de 4,92% em Qingdao, enquanto o petróleo tipo Brent para julho subiu 4,93%, a US$ 107,51 o barril, e o tipo WTI para junho avançou 5,96%, a US$ 105,71.

O movimento da Bolsa brasileira destoou do sentimento negativo em Wall Street, que fechou em queda de até 3,2% na Nasdaq, pesada em tecnologia, após dados de inflação acima do esperado no país em abril.

Nos Estados Unidos, o índice de preços ao consumidor americano teve alta de 8,3% em abril na base anual, acima dos 8,1% esperados e próximo do maior patamar para o indicador em mais de 40 anos. Os números indicam uma inflação persistente, que pode levar a apertos monetários mais agressivos por parte do Federal Reserve, o banco central dos EUA.

PUBLICIDADE

Já no Brasil, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) teve alta de 1,06% em abril, no maior resultado para o mês desde 1996. O resultado foi puxado principalmente pela alta dos alimentos e bebidas, bem como por transportes, com destaque para a gasolina. Nos últimos 12 meses, o indicador acumula alta de 12,13%, acima dos 11,3% registrados no mês passado.

Por aqui, outras empresas de commodities, como Petrorio (PRIO3) e Braskem (BRKM5) também se destacaram entre os ganhos, com altas de 5,03% e 4,11%. Já do lado das perdas, as maiores quedas foram lideradas pelas ações de Qualicorp (QUAL3), que caiu 12,8% pressionada pelos resultados do primeiro trimestre, além de Hapvida (HAPV3), com baixa de 5,97%.

Confira como fecharam os mercados nesta quarta-feira (11):

Cena externa

Nos EUA, as ações caíram em meio à intensa volatilidade depois que os dados mostraram que a inflação nos EUA permanecerá alta por algum tempo – um desafio para a tarefa do Federal Reserve de controlar as pressões de preços sem causar uma recessão.

PUBLICIDADE

As observações do presidente do Fed Bank de Atlanta, Raphael Bostic, também não ajudaram no sentimento, já que o funcionário disse que está aberto a “mover mais” as taxas se a inflação persistir em níveis elevados.

-- Com informações da Bloomberg News

Leia também:

Sachsida, agora ministro, foi um dos primeiros a embarcar na campanha de Bolsonaro

Como entender a queda das stablecoins que estão assombrando o setor de cripto

Mariana d'Ávila

Mariana d'Ávila

Redatora na Bloomberg Línea. Jornalista brasileira formada pela Faculdade Cásper Líbero, especializada em investimentos e finanças pessoais e com passagem pela redação do InfoMoney.

PUBLICIDADE