Mercados

Ibovespa recua com investidor de olho no Fed e na agenda econômica em Brasília

Principal índice de ações da bolsa brasileira operava em queda nesta terça-feira, após fechar no azul no pregão anterior

Índice começou dia em queda
21 de Novembro, 2023 | 11:02 AM

Bloomberg Línea — O Ibovespa (IBOV) opera em queda no começo da tarde nesta terça-feira (21). O principal índice da bolsa de valores brasileira caía perto de 0,50%, aos 125.300 pontos, por volta das 12h37, no horário de Brasília, à espera da ata do Federal Reserve (Fed) e de olho na votação do projeto de lei que prevê a taxação de fundos exclusivos e offshore na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado.

O dólar (USDBRL), por sua vez, era negociado a R$ 4,89, com alta de 0,72% no mesmo horário.

Os mercados estão precificando aproximadamente 30% de chance de um corte na taxa de juros pelo Fed em março. As atas da última reunião de definição da taxa, programadas para serem publicadas ainda hoje, podem fornecer mais insights sobre o pensamento dos formuladores de políticas.

LEIA +
Incerteza fiscal inibe entrada de capital externo, diz estrategista do Deutsche

Os mercados também seguem repercutindo nesta terça-feira (21) a eleição de Javier Milei na Argentina. Na segunda-feira (20), em Wall Street, as ações de empresas argentinas registraram a maior alta em pelo menos uma década, e os títulos subiram com otimismo de que ele poderia ser capaz de resolver a problemática economia e controlar a inflação.

PUBLICIDADE

No cenário corporativo, a Petrobras (PETR3; PETR4) está enfrentando uma pressão crescente para mudar sua estratégia de precificação e investimento, à medida que a insatisfação com o CEO da empresa cresce dentro do governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, de acordo com pessoas familiarizadas com a situação que disseram à Bloomberg News.

Os papéis de maior valorização eram:

  • Gerdau (GGBR4), com 1,96%
  • Bradespar (BRAP4), com 1,94%
  • Vale SA (VALE3), com 1,42%

Já os de pior desempenho eram:

PUBLICIDADE
  • Magazine Luiza (MGLU3), com -8,33%
  • MRV (MRVE3), com -4,52%
  • Petz (PETZ3), com -4,37%

As ações mais negociadas nesta manhã eram:

  • Magazine Luiza SA (MGLU3)
  • Petroleo Brasileiro SA (PETR4)
  • Grupo Casas Bahia SA (BHIA3)
  • Hapvida Participacoes e Investimentos S/A (HAPV3)
  • Metalurgica Gerdau SA (GOAU4)

No pregão ontem, 20 de novembro, o Ibovespa fechou no azul, com alta de 0,95%, aos 125.957 pontos. O volume das negociações ficou em R$ 1.110.852.600.

As ações com as maiores altas foram: Cia Siderurgica Nacional SA (CSNA3), com +9,49%; Raizen SA (RAIZ4), com +5,60%; Raia Drogasil SA (RADL3), com +4,57%.

As de maior queda foram: CVC Brasil Operadora e Agencia de Viagens SA (CVCB3), com -1,93%; Cia Energetica de Minas Gerais (CMIG4), com -2,84%; Gerdau SA (GGBR4), com -6,16%.

No ano, o Ibovespa acumulava alta de 14,22% até o pregão anterior.

Os mercados nesta manhã (10h40, horário de Brasília):

  • Ibovespa -0,22%
  • Dólar 0,41%
  • Euro 0,47%
  • Bitcoin -0,85%

- Conteúdo elaborado com auxílio de dados automatizados da Bloomberg

PUBLICIDADE

- Com informações de Bloomberg News

Leia também:

Incerteza fiscal inibe entrada de capital externo, diz estrategista do Deutsche

CEO da Petrobras é pressionado a reduzir preços e investir mais, dizem fontes

O que esperar para a economia da Argentina com Milei, segundo 9 bancos e corretoras