Ibovespa recua com Vale e minério em dia de feriado nos EUA; dólar cai

Com mercados fechados em Wall Street, investidores monitoram dados do IBC-Br, no Brasil, bem como retomada das negociações na China

Ibovespa recua com Vale e minério em dia de feriado nos EUA; dólar cai
19 de Fevereiro, 2024 | 11:07 AM

Bloomberg Línea — O Ibovespa (IBOV) recua nesta segunda-feira (19), pressionado pela queda das ações da Vale (VALE3), em uma sessão de baixa para o minério de ferro.

Os futuros do minério caíram do maior patamar desde o fim de janeiro, despencando até 3,4% antes de reduzir as perdas. Apesar de o premiê Li Qiang ter pedido uma ação “pragmática e enérgica” para aumentar a confiança na economia, Pequim optou por manter a taxa de juros de seus empréstimos de um ano estável.

O minério de ferro recua este ano diante das preocupações com a longa crise imobiliária da China, um setor que representa cerca de 40% da demanda por aço.

Por volta das 11h (horário de Brasília), o principal índice da bolsa de valores brasileira caía 0,36% aos 128.267 pontos, Os papéis VALE3 cediam 1,15%, a R$ 66,90 no mesmo horário, enquanto os de outras empresas do setor, como Gerdau (GGBR4), caíam 0,80%.

PUBLICIDADE

O dólar, por sua vez, era negociado a R$ 4,95, com queda de 0,23% no mesmo horário.

Na agenda do dia, o IBC-Br, considerado uma prévia do Produto Interno Bruto (PIB), avançou 0,8% na comparação mensal em dezembro, em linha com as expectativas do mercado. Na comparação anual, o índice desacelerou (de 2,4% para 1,4%).

A sessão promete ser de menor liquidez por conta do feriado de Dia dos Presidentes nos Estados Unidos, em que as bolsas americanas estarão fechadas.

PUBLICIDADE

Ao longo da semana, destaque para as atas das últimas reuniões de política monetária do Federal Reserve (Fed) e do Banco Central Europeu (BCE), além do índice de preços ao consumidor (CPI) da zona do euro.

Na cena corporativa, a Vale divulga seu balanço trimestral na quinta-feira (22). A empresa ainda discute o processo sucessório, depois de uma reunião sem consenso.

Destaque ainda para os números trimestrais de 2023, de empresas como Americanas (AMER3), Nubank (NU) e B3 (B3SA3), além do pagamento da 1ª parcela de dividendos pela Petrobras (PETR3. PETR4) na terça-feira (20).

As ações mais negociadas nesta manhã eram:

Desempenho

No pregão da última sexta-feira (16), o Ibovespa fechou no azul, com alta de 0,72%, aos 128.726 pontos. O volume das negociações ficou em R$ 1.011.912.800.

As ações com as maiores altas foram: Braskem (BRKM5), com +10,32%; Grupo Casas Bahia (BHIA3), com +5,03%; SLC Agrícola (SLCE3), com +4,17%.

As de maior queda foram: Rumo (RAIL3), com -1,93%; CCR (CCRO3), com -2,35%; Vivo (VIVT3), com -2,54%.

PUBLICIDADE

No ano, o Ibovespa acumulava queda de 4,07% até o pregão anterior.

- Conteúdo elaborado com auxílio de dados automatizados da Bloomberg.

Leia também:

Mercado de escritórios entra em nova fase no país, aponta empresa global CBRE

Goldman eleva projeção para o S&P 500 e vê índice aos 5.200 pontos ao fim deste ano

Mariana d'Ávila

Editora assistente na Bloomberg Línea. Jornalista brasileira formada pela Faculdade Cásper Líbero, especializada em investimentos e finanças pessoais e com passagem pela redação do InfoMoney.