Ibovespa recua antes de falas de Powell, com exterior no radar; Vale sobe na bolsa

Principal índice de ações da bolsa brasileira tinha perdas nesta sexta (1º); falas de Jerome Powell e Roberto Campos Neto serão acompanhadas de perto

Ibovespa recua antes de falas de Powell, com exterior no radar; Vale sobe na bolsa
01 de Dezembro, 2023 | 11:03 AM

Bloomberg Línea — O Ibovespa (IBOV) inicia o mês de dezembro em queda nesta sexta-feira (1º), com os investidores à espera de falas dos presidentes do Banco Central no Brasil e nos Estados Unidos.

Por aqui, Roberto Campos Neto deve falar às 11h30 (horário de Brasília). Ele será observado em busca de qualquer indício que corrobore a recente oscilação na curva de juros.

Já nos EUA, discursos do presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, são acompanhados de perto, com investidores tentando decifrar a trajetória dos juros e se a autoridade monetária tem como certo o fim do ciclo de aperto monetário.

LEIA +
Brasil vai aderir à carta de cooperação da Opep+ em 2024, diz ministro

Na quinta-feira (30), dados de inflação dos EUA apoiaram a defesa do fim do aperto do Fed, impulsionando ainda mais os mercados. O índice de gastos do consumidor (PCE) ficou estável em outubro, contra uma expectativa de leve alta.

PUBLICIDADE

Por volta das 11h (horário de Brasília), o Ibovespa recuava 0,26%, negociado aos 126.996 pontos. As ações da Vale (VALE3) subiam cerca de 1%, apesar de uma queda semanal nos preços do minério de ferro devido à desaceleração sazonal na China. O dólar, por sua vez, era negociado a R$ 4,93, com alta de 0,28% no mesmo horário.

Na agenda do dia, a produção industrial no Brasil cresceu 0,1% na base mensal em outubro, abaixo dos 0,4% esperados em pesquisa da Bloomberg com economistas. O crescimento mais lento está contribuindo para um aumento de apostas de que as taxas continuarão em queda.

Os contratos de DI com vencimento em janeiro de 2025, que representam toda a extensão do ciclo atual de flexibilização, precificam agora probabilidade de uma taxa Selic terminal em 9,5%, contra 10,75% observados no final de outubro.

PUBLICIDADE

As ações mais negociadas nesta manhã eram:

Desempenho

No pregão de ontem (30), o Ibovespa fechou no azul, com alta de 0,92%, aos 127.331 pontos. O volume das negociações ficou em R$ 1.923.993.600.

As ações com as maiores altas foram: Cielo (CIEL3), com +7,77%; Magazine Luiza (MGLU3), com +7,45%; Embraer (EMBR3), com +5,44%.

As de maior queda foram: Azul (AZUL4), com -3,15%; Klabin (KLBN11), com -3,67%; Braskem (BRKM5), com -6,45%.

No ano, o Ibovespa acumulava alta de 16,04% até o pregão anterior.

-- Com informações da Bloomberg News

-- Conteúdo elaborado com auxílio de dados automatizados da Bloomberg.

PUBLICIDADE

Leia também:

Setor de óleo e gás ganha fôlego em LatAm, com investimentos previstos de US$ 500 bi

Novos bilionários herdaram mais riqueza do que criaram, diz UBS

Mariana d'Ávila

Editora assistente na Bloomberg Línea. Jornalista brasileira formada pela Faculdade Cásper Líbero, especializada em investimentos e finanças pessoais e com passagem pela redação do InfoMoney.