Breakfast

Os limites da Nvidia na bolsa

Também no Breakfast: Ray Dalio alerta para o risco de uma guerra comercial | Zara se descola de rivais e tem salto nas vendas | McDonald’s perde direitos de marca das versões de frango do Big Mac na UE

06 de Junho, 2024 | 06:23 AM
Tempo de leitura: 2 minutos

Bloomberg Línea — Este é o Breakfast - o seu primeiro gole de notícias. Uma seleção da Bloomberg Línea com os temas de destaque no mundo dos negócios e das finanças. Bom dia!

Seus negócios são enormes, seus lucros estão em crescimento e todos já sabem que a Nvidia é a ação do momento em Wall Street. E, mesmo assim, em uma alta recorde, muitos investidores apostam que a ascensão da fabricante de chips mais valiosa do mundo ainda tem espaço para acontecer.

Há mais de um ano, a Nvidia tem superado as expectativas de lucros e de preço das ações. Na segunda-feira (3), analistas do Bank of America elevaram seu preço-alvo para a ação, mais uma vez, para uma alta de US$ 1.500, dizendo que o prêmio da Nvidia é justificado pela perspectiva de crescimento.

Na quarta-feira (5), suas ações entraram em território recorde, fecharam com ganho de 5,16%, para US$ 1.224,40, nas negociações da Nasdaq, em Nova York. E encerraram acima da marca de US$ 3 trilhões em market cap de forma inédita, à frente da Apple e atrás apenas da Microsoft.

PUBLICIDADE

Leia mais: Por que a Nvidia, após subir US$ 2 tri em 1 ano, ainda é a ‘ação da vez’ no mundo

Jensen Huang Nvidia CEO GTC 2024dfd

No radar dos mercados

Horas antes de um corte amplamente esperado na taxa de juros pelo Banco Central Europeu (BCE), as ações europeias operavam com ganhos na manhã desta quinta-feira (6). As ações de tecnologia lideraram os ganhos no índice europeu Stoxx 600 após o setor impulsionar novos recordes em Wall Street na quarta (5).

- IA na mira do DOJ. O Departamento de Justiça dos EUA e a Federal Trade Commission vão iniciar investigações sobre o domínio de Nvidia, Microsoft e OpenAI no mercado de IA, segundo o New York Times.

- Opep+ reafirma decisão. O ministro de Energia da Arábia Saudita, príncipe Abdulaziz bin Salman, disse em evento na Rússia nesta quinta esperar a volta a níveis anteriores dos preços do petróleo depois da queda com a decisão do grupo de sinalizar a redução dos cortes na produção a partir de outubro.

- Ozempic na China. A Novo Nordisk pode enfrentar a concorrência de até 15 genéricos do Ozempic e do Wegovy no país asiático se o fim da proteção à patente da semaglutida for antecipado, segundo a Reuters.

Leia a matéria completa sobre o que guia os mercados hoje

Veja os indicadores dos mercados globais nesta manhã de quinta-feira, 6 de junho de 2024dfd
🔘 As bolsas ontem (05/06): Dow Jones Industrials (+0,14%), S&P 500 (+1,18%), Nasdaq (+1,71%), Stoxx 600 (+0,81%), Ibovespa (-0,32%)

LEIA + Siga a trilha dos mercados para conhecer as variáveis que orientaram os investidores →

🗓️ Agenda: Os eventos e indicadores em destaque hoje e na semana →

Destaques da Bloomberg Línea:

Como a Apple chegou a um acordo antes improvável com a OpenAI para abraçar a IA

BlackRock e Citadel apoiam Bolsa de Valores do Texas em desafio a NYSE e Nasdaq

Da dívida de um Safra à era da IA: os planos da Enciclopédia Britânica

E mais na versão e-mail do Breakfast:

• Também é importante: Zara investe em lojas e logística, descola de rivais e tem salto nas vendas | Ray Dalio diz que guerra econômica entre EUA e China é risco global ‘terrível’

• Opinião Bloomberg: Como a paralisia nas reformas de Basileia III ameaça fragilizar o sistema bancário

• Para não ficar de fora: Big Mac de frango? Na Europa, nome não pertence ao McDonald’s, decide tribunal

Essa foi uma amostra de Breakfast, a newsletter matinal da Bloomberg Línea com as notícias de destaque no Brasil e no mundo.

Para receber a íntegra da newsletter na sua caixa de email, registre-se gratuitamente no nosso site.

Por hoje é só. Bom dia!

Obrigado por ler nossa newsletter matinal.

Equipe Breakfast: Marcelo Sakate (Editor-chefe, Brasil), Filipe Serrano (Editor, Brasil) e Mariana d’Ávila (Editora Assistente, Brasil)