Por que a Nvidia, após subir US$ 2 tri em 1 ano, ainda é a ‘ação da vez’ no mundo

Fabricante de chips para IA generativa chegou a US$ 3 trilhões em valor de mercado, atrás apenas da Microsoft, mas fatores como múltiplos mais baixos ajudam a explicar a atratividade contínua

Jensen Huang Nvidia CEO GTC 2024
Por Jeran Wittenstein
06 de Junho, 2024 | 05:34 AM

Bloomberg — Seus negócios são enormes, seus lucros estão em crescimento e todos já sabem que a Nvidia é a ação do momento em Wall Street.

E, mesmo assim, em momento de alta recorde, muitos investidores apostam que a ascensão da fabricante de chips mais valiosa do mundo ainda tem espaço para acontecer.

Há mais de um ano, a Nvidia tem superado as expectativas de lucros e de preço das ações. No último domingo (2), a empresa anunciou planos de novos chips para se manter à frente da concorrência.

Na segunda-feira (3), analistas do Bank of America elevaram seu preço-alvo para a ação, mais uma vez, para uma alta de US$ 1.500, dizendo que o prêmio da Nvidia é justificado pela perspectiva de crescimento.

PUBLICIDADE

Nesta quarta-feira (5), suas ações entraram em território recorde, fecharam com ganho de 5,16%, para US$ 1.224,40, nas negociações da Nasdaq, em Nova York. E encerraram acima da marca de US$ 3 trilhões em market cap de forma inédita, à frente da Apple e atrás apenas da Microsoft. Cerca de um ano atrás, a empresa atingiu a marca de US$ 1 trilhão pela primeira vez.

Leia mais: Como a Apple chegou a um acordo antes improvável com a OpenAI para abraçar a IA

“É como tentar pegar um corredor de maratona que está a toda velocidade”, disse Adam Gold, fundador e diretor de investimentos da Katam Hill LLC. “Eles já estão na corrida há muito tempo. No momento, eles têm uma grande vantagem e estão prontos para ampliá-la neste ano e no próximo.”

Gold possui ações da Nvidia (NVDA) desde 2016. Atualmente, essa é sua maior posição, e ele continua a aumentá-la.

Gold faz parte de um consenso de investidores de Wall Street de que a liderança da Nvidia é inatacável, pelo menos por enquanto. Os rivais não conseguiram alcançar a Nvidia com chips que alimentam cargas de trabalho de Inteligência Artificial, conhecidos como aceleradores.

Seu rápido crescimento nesse curto espaço de tempo - desde o início de 2023 - transformou a Nvidia de um fabricante de nicho de unidades de processamento gráfico usadas para games na segunda empresa mais valiosa do mundo.

Atualmente, ela vale US$ 3,01 trilhões, tendo somado mais de US$ 2 trilhões desde que um resultado trimestral com lucros histórico levou suas ações à estratosfera no ano passado.

PUBLICIDADE
Ascensão meteórica do valor de mercado da Nvidia versus Apple e Microsoft nos últimos 12 meses (em dólares)dfd

Um dia depois de a Nvidia ter revelado seus últimos planos de chips, a Advanced Micro Devices (AMD) disse que está acelerando seus próprios lançamentos.

Na terça-feira (4), o CEO da Intel (INTC), Pat Gelginser, também falou sobre novos produtos. Mas nenhum dos concorrentes da Nvidia está próximo de seu domínio em IA.

Seu recente resultado trimestral mostrou que os clientes ainda estão comprando seus atuais chips H100, apesar da previsão de que um chip mais avançado chamado Blackwell será lançado ainda neste ano. As previsões de gastos de capital das principais empresas de tecnologia revelaram que elas planejam gastar ainda mais do que o previsto anteriormente em infraestrutura de computação de IA.

Leia mais: ‘Próxima revolução industrial começou’, diz CEO da Nvidia sobre demanda por IA

“A única coisa que os impede de vender mais é a oferta”, disse Michael Kirkbride, sócio e gestor de portfólio da Evercore Wealth Management.

A visibilidade dos maiores clientes da Nvidia e a crescente demanda de outros setores tornam sua avaliação “realmente razoável”, disse ele. “Continuamos a ser compradores.”

Pessimistas (ou críticos)

A escala e o ritmo da ascensão da Nvidia geraram alguma cautela e até mesmo ceticismo. Mas até agora os pessimistas continuam se mostrando errados.

Veja o caso de Rob Arnott, que vem alertando sobre uma suposta bolha da Nvidia pelo menos desde setembro de 2023. Ele compara sua ascensão a outros “queridinhos” da tecnologia que alcançaram a glória apenas para ver a relevância de seus produtos evaporar: o PalmPilot ofuscado pelo BlackBerry, que, por sua vez, foi aniquilado pelo iPhone. Arnott considera que a Nvidia não é diferente.

dfd

“Quando as narrativas se antecipam, é quando extrapolam as tendências recentes para o futuro”, disse Arnott, fundador e presidente da Research Affiliates LLC, em uma entrevista à Bloomberg News. “As vendas da Nvidia dobraram em 12 meses. Fantástico. Por quanto tempo isso persistirá?”

Outros expressam uma mistura de preocupação e surpresa com o sucesso da Nvidia, mas dizem que não podem deixar de comprar as ações.

Por exemplo, JP Scandalios, vice-presidente sênior e gestor de portfólio do Franklin Equity Group, fica um pouco nervoso quando amigos, motoristas do Uber ou barbeiros querem falar com ele sobre a Nvidia - esse tipo de entusiasmo geralmente o coloca em guarda. No entanto ele continua otimista por causa dos números impressionantes que aparecem em suas telas.

“Esse tipo de entusiasmo sempre me deixa um pouco nervoso”, disse ele.

Leia mais: Nvidia vs AMD: na disputa do mercado de chips de IA, estes dois CEOs são as estrelas

“Mas eu volto ao meu modelo e olho para o fluxo de caixa descontado e daí pensamos: eles têm uma participação dominante e, se existe alguma coisa, na verdade, eles parecem estar acelerando o ritmo da inovação. Os números se tornaram surpreendentes muito rapidamente.”

Estimativas em alta, múltiplos mais atraentes

Analistas esperam que o lucro líquido da Nvidia salte para US$ 65 bilhões, em média, no ano fiscal atual, em comparação com os US$ 30 bilhões do ano anterior, de acordo com estimativas compiladas pela Bloomberg. Essas projeções aumentaram 10% apenas no último mês.

É importante ressaltar que a Nvidia não está apenas aumentando os lucros mas também as margens, o que mostra o seu poder de fixação de preços à medida que a receita aumenta.

Analistas esperam que a margem bruta da Nvidia - o percentual da receita que permanece após os custos de produção - aumente para 76% neste ano fiscal, acima dos 59% de dois anos atrás.

Embora as ações da Nvidia tenham um preço relativamente alto, equivalente a 39 vezes os lucros esperados para os próximos 12 meses, elas são muito mais baratas do que o múltiplo de 60 vezes com o qual estavam sendo negociadas antes do resultado trimestral apresentado em maio de 2023.

Evolução dos múltiplos de preço/lucro estimado futuro de Nvidia, Apple, Microsoft e Amazon: ação da fabricante de chip para IA está mais barata do que um ano atrásdfd

A mudança no índice aconteceu em razão das mudanças nas estimativas de lucro dos analistas, que aumentam ainda mais rápido do que os preços das ações. Isso torna a Nvidia atraente em comparação com outros grandes nomes da tecnologia, como a Microsoft (MSFT), cujo preço é de 31 vezes o lucro futuro, disse Michael O’Rourke, estrategista-chefe de mercado da Jonestrading.

“Por um valuation semelhante, o investidor obtém um crescimento muito maior com a Nvidia”, disse ele. “Não há concorrência para esse tipo de crescimento com fundamento em uma empresa megacap”.

Dos 72 analistas monitorados pela Bloomberg que cobrem as ações da Nvidia, 65 apresentam recomendação de compra e nenhum como venda.

Até mesmo Arnott, o investidor bearish da Nvidia, descreve-a como “uma empresa maravilhosa com produtos fenomenais”. Ele não consegue evitar a sensação de já ter visto esse filme antes.

“As bolhas continuam até que não continuem mais”, disse ele. “A melhor coisa a fazer em uma bolha é manter o curso e acompanhar o rebanho enquanto se souber quando o ‘touro’ vai dar sinal. Esse é o desafio: é quase impossível saber quando uma bolha terá terminado seu curso.”

Veja mais em bloomberg.com

Leia também

Como a inteligência artificial gerou uma demanda inesperada por gasodutos

Além de Nvidia e Microsoft: gestora aponta impacto amplo da revolução da IA

©2024 Bloomberg L.P.