Votorantim: holding da família Ermírio de Moraes quer investir em imóveis nos EUA

Mercado imobiliário dos EUA seria nova fronteira para o grupo, que já atua em cimento, infraestrutura, suco de laranja, bancos, alumínio e energia

Votorantim está interessada em imóveis residenciais (multifamily) e prédios comerciais nos EUA
Por Mariana Durão - Daniel Cancel
05 de Abril, 2023 | 11:08 AM

Bloomberg — A Votorantim, o conglomerado de uma das famílias mais ricas do Brasil, está em busca de oportunidades para entrar em 2023 no mercado imobiliário dos Estados Unidos.

A holding está interessada em imóveis residenciais chamados multifamily – com apartamentos destinados a aluguel e um único proprietário – e prédios comerciais em meio a um “deslocamento” de preços decorrente da pandemia em diferentes mercados, incluindo Nova York e Costa Oeste, disseram o CEO João Schmidt e o diretor financeiro Sergio Malacrida em entrevista à Bloomberg News.

“Essas oportunidades estão se materializando na nossa frente neste momento”, disse Schmidt, acrescentando que o grupo suspendeu no ano passado o plano para aguardar o melhor momento. A Votorantim abriu um escritório em Nova York no final de 2021 para buscar investimentos.

O mercado imobiliário americano seria uma nova fronteira para o grupo controlado pela família Ermírio de Moraes, que tem negócios em cimento, infraestrutura, suco de laranja, bancos, alumínio e energia, atuando em 19 países.

PUBLICIDADE

A Votorantim, que não tem capital aberto, teve lucro de R$ 5,5 bilhões (US$ 1,1 bilhão) em 2022, abaixo do recorde do ano anterior. A receita foi de R$ 53 bilhões.

Em 2022, a holding concluiu a aquisição de ativos de cimento na Espanha e formou uma joint venture com o fundo soberano de investimentos Temasek, com sede em Singapura, para aplicar cerca de R$ 3,6 bilhões em empresas em estágio de crescimento sob a bandeira 23S.

Este ano deve ser de consolidação de alguns desses projetos em meio a um ambiente de menor crescimento global e altas taxas de juros. A expectativa é investir cerca de R$ 5,5 bilhões, ante cerca de R$ 5,8 bilhões em 2022.

PUBLICIDADE

Os custos mais altos de empréstimos estão pressionando o mercado imobiliário comercial dos EUA, contribuindo para uma queda de 51% nos negócios em fevereiro em relação ao ano anterior, de acordo com a MSCI Real Assets.

Muitos imóveis, comerciais em particular, estão enfrentando dificuldades à medida que mais pessoas trabalham em casa e os inquilinos, incluindo empresas de tecnologia, reduzem preços. A taxa de vacância de escritórios em Manhattan atingiu um recorde no primeiro trimestre, de acordo com a Jones Lang LaSalle.

“Em um mercado como Nova York, você tem alguns ativos com ocupação máxima, sem queda de valor e, a apenas três quadras de distância, outro quarteirão completamente vazio”, disse Schmidt.

Sexta geração

Batizada com o nome de uma cidade do estado de São Paulo, a Votorantim foi fundada em 1918 pelo imigrante português Antonio Pereira Ignacio, e seu genro José Ermírio de Moraes acabou assumindo o comando do grupo.

Há membros da família no conselho de administração e eles controlam um conselho acima da Votorantim chamado Hejoassu. Em sua sexta geração, a família é formada por 169 pessoas, sendo 53 acionistas, segundo relatório anual de 2021.

A Votorantim se autodenomina uma “holding de investimentos permanentemente capitalizada, com abordagem de investimentos de longo prazo, que busca retornos financeiros superiores com impactos socioambientais positivos”.

O grupo tem R$ 6 bilhões em caixa e seus níveis de endividamento são de apenas uma vez o lucro antes de juro, impostos, depreciação e amortizações (Ebitda, na sigla em inglês). Quaisquer planos para uma oferta pública inicial de sua unidade bancária ou outros negócios, no entanto, provavelmente estão fora de questão em 2023, disse ele, em meio às condições voláteis do mercado.

PUBLICIDADE

A unidade de alumínio da Votorantim, Cia Brasileira de Alumínio, ou CBA (CBAV3), abriu seu capital em 2021 e atualmente tem um valor de mercado de cerca de R$ 4 bilhões.

O banco da holding, o BV, que é uma joint venture com o Banco do Brasil (BBAS3), tem títulos em dólar com classificação de alto risco que rendem cerca de 6,25%, segundo dados da Trace Trading.

A holding possui grau de investimento, segundo as três maiores agências de rating.

“Este é um ano para nossas empresas focarem muito na execução de suas estratégias, apesar de termos planos de acessar o mercado em outros momentos. Hoje não vejo essa janela a curto prazo”, disse Schmidt. “É um ano de baixo crescimento globalmente e o Brasil está na mesma tendência.”

PUBLICIDADE

Veja mais em bloomberg.com

Leia também

Méliuz acerta caminho para venda de controle ao BV após queda de 90% da ação

O que quer a Kaszek após levantar quase US$ 1 bilhão para investir em startups

Fusão de Messem e Faros cria maior escritório de agentes autônomos; XP terá 42%