Mercados

Economistas preveem juros de 5% nos EUA em 2023 e recessão global

Para economistas, risco de que o Fed aumente demais os juros e cause danos desnecessário à economia é maior do que o de apertar de menos

Jerome Powell
Por Steve Matthews e Sarina Yoo
28 de Outubro, 2022 | 12:06 PM

Bloomberg — O Federal Reserve provavelmente manterá sua postura agressiva e fará com que os juros cheguem a 5% em março de 2023, o que deve levar os Estados Unidos e o mundo a uma recessão, segundo economistas consultados pela Bloomberg News.

De acordo com a pesquisa, o Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc) aumentará a taxa básica dos EUA em 0,75 ponto percentual (p.p.) pela quarta reunião consecutiva na próxima quarta-feira (2). Isso levará a taxa ao intervalo entre 3,75% e 4,00%.

Os economistas projetam mais meio ponto em dezembro e altas de um 0,25 p.p. nas duas reuniões seguintes. As projeções do Fed divulgadas na reunião de setembro mostravam os juros chegando a 4,4% este ano e 4,6% no próximo, com cortes apenas em 2024.

Economistas veem aumento de 0,75 ponto percentual na próxima reunião, antes de uma desaceleração nas altasdfd

Os economistas consultados pela Bloomberg News veem um Fed determinado a não mudar a direção da política monetária cedo demais diante da inflação mais alta em 40 anos.

PUBLICIDADE

A projeção de uma taxa de juros máxima mais alta do que a prevista anteriormente reflete números mais elevados do que o esperado para o núcleo do índice de preços ao consumidor nos últimos dois meses. A pesquisa com 40 economistas foi realizada entre os dias 21 e 26 de outubro.

LEIA +
A visão dos estrangeiros para a bolsa às vésperas da eleição. É hora de voltar?

“As pressões inflacionárias permanecem intensas e o Fed deve subir 75 pontos base em novembro”, disse James Knightley, economista-chefe internacional do ING, em uma resposta à pesquisa. “Atualmente, estamos prevendo um aumento mais suave de 50 pontos base em dezembro, devido a um cenário econômico e de mercado enfraquecidos”, mas os riscos pendem para uma quinta alta de 75 pontos base, disse.

O presidente do Fed, Jerome Powell, disse que o banco central está fortemente comprometido em restaurar a estabilidade de preços. Ele alertou, contudo, que o processo será doloroso.

PUBLICIDADE
75% dos economistas esperam uma recessão nos EUAdfd

Powell e seus colegas não perderam a esperança de conseguir um pouso suave para a economia. Mas, pela primeira vez nas pesquisas antes da reunião do Fomc, a maioria dos economistas (75%) vê uma recessão como provável nos próximos dois anos, e a maioria dos restantes vê um pouso forçado com um período de crescimento zero ou negativo à frente.

O risco de que o banco central americano aumente juros demais e cause danos desnecessário à economia é maior do que o de apertar de menos, segundo 75% dos economistas.

Veja mais em bloomberg.com

Leia também

Musk demite diretoria do Twitter e assumirá como CEO, diz fonte

Minério de ferro afunda em mais longa série de perdas semanais desde 2014