Estilo de vida

‘Quintal do banco’: BTG aposta em quadras de beach tennis no coração da Faria Lima

Banco de investimento aposta em espaço no Itaim Bibi para oferecer “experiências que o dinheiro não compra” para o público A e A+

Quadras de Beach Tennis da nova Arena BTG no coração do centro financeiro do país, a região da Faria Lima
08 de Junho, 2022 | 10:23 am
Tempo de leitura: 3 minutos

Bloomberg Línea — Se o beach tennis é uma moda passageira, só o tempo vai dizer. Mas o fato é que ele continua ganhando novos adeptos, quadras e investimento, com destaque dentro de grandes empresas e instituições financeiras.

É o caso do BTG Pactual (BPAC11), que inaugurou nesta semana um complexo com cinco quadras do esporte de areia no Itaim Bibi, na zona oeste da capital paulista e no coração da Faria Lima, centro financeiro do Brasil (região mais abrangente que a avenida que empresta o nome).

O espaço com 2.500 metros quadrados fica localizado a 10 minutos de caminhada da sede do banco, na Avenida Brigadeiro Faria Lima, e, além das quadras – com uma delas de rede ajustável para a prática de vôlei e futevôlei –, possui uma lanchonete e espaço gourmet para eventos.

O banco não é o dono das quadras, que foi montada pela Sollis Smart Beach, franqueadora de academias de beach tennis: possui os “naming rights”, que garante o direito de batismo ao patrocinador.

PUBLICIDADE

Esta é a segunda unidade da “Arena BTG”. A primeira delas está localizada na Marginal Pinheiros, também na zona sul da capital paulista, e, além do beach tennis, conta com quadras “rápidas” de tênis.

Além de ser um espaço para a prática do esporte para colaboradores e para quem tem conta no BTG Pactual, a arena tem o objetivo de funcionar como uma ferramenta de prospecção e ativação de novos clientes, conta André Alves, head de marketing institucional do BTG Pactual.

Isso não significa, no entanto, que praticantes do esporte que não sejam clientes do banco não poderão entrar ou alugar uma quadra com amigos. Mas terão que desembolsar o valor cheio da locação da quadra por uma hora, que é de R$ 230 (preço promocional até agosto), sem o desconto de 10%.

Novo “quintal”

A ideia da parceria surgiu durante a pandemia e também pretende reforçar o posicionamento da marca, por meio de diferentes tipos de ativação, destaca Alves.

PUBLICIDADE

Juntou-se o tênis, que é tradicionalmente um esporte com maior penetração no público de alta renda, com o beach tennis, que tem ganhado cada vez mais espaço na capital paulista.

Uma matéria recente da Bloomberg Línea mostrou o forte crescimento em número de praticantes e espaços para essa modalidade do esporte em São Paulo, levando novas empresas a apostarem no negócio, que chega a representar metade da receita de academias de esporte de praia na cidade.

Por causa da proximidade da Arena com a sede do BTG Pactual, Alves conta que o local já ficou conhecido entre os colaboradores como o “quintal” do banco. A expectativa é que funcionários pratiquem o esporte no horário do almoço ou pós-expediente, aproveitando a localização. Mais que isso, que o local seja explorado para encontro entre as áreas do banco e, também, para suas famílias.

“O beach tennis hoje é o vôlei de praia da década de 80 e 90. É um esporte que permite que a família jogue junto, porque é fácil e não precisa de grande habilidade para ficar divertido”, afirma.

Quadras de beach tennis e área "gourmet" na Arena BTG, no Itaim Bibi, em São Paulodfd

“O que o dinheiro não paga”

A aposta do banco de investimento liderado por André Esteves e Roberto Sallouti é fornecer um espaço descontraído para o ambiente de negócios, o novo “campo de golfe” dos dias atuais. Para isso, o banco tem investido em experiências. “Nossos clientes e áreas do banco começaram a usar o espaço para eventos próprios, fazendo até torneio entre as áreas de Wealth Management, Research e Asset”, conta Alves.

Ricardo Camargo, diretor geral da Arena BTG, avalia que hoje o grande diferencial quando se fala em público “A” e “A+” é patrocinar experiências “que o dinheiro não compra”. Ele cita como exemplo as clínicas de tênis promovidas no ano passado com Patrick Mouratoglou, um dos mais renomados treinadores de tênis do mundo e ex-técnico de Serena Williams, e com o tenista argentino Juan Martín del Potro.

PUBLICIDADE

“É uma ferramenta de negócios e de encontro de relacionamento, em um ambiente mais descontraído”, afirma Camargo, que cita ainda eventos gastronômicos com o chef Alex Atala, do DOM, na primeira unidade na Marginal Pinheiros. “Recebemos os amigos e os clientes de uma maneira estratégica e divertida. Com certeza [a nova unidade] trará bons negócios.”

Hoje, os espaços contam com o investimento de empresas como Mastercard, Artefacto, Estrella Galicia, Starbucks, Lacoste e Fiat, que, em troca de uma taxa anual, recebem exposição de marca e pacotes de benefícios, em especial para eventos corporativos.

Leia também:

Queridinho da Faria Lima, grupo do Nino terá 17 novas casas após aporte da XP

Rali de ações no Brasil e em outros emergentes enfrenta novos obstáculos

Mariana d'Ávila

Mariana d'Ávila

Redatora na Bloomberg Línea. Jornalista brasileira formada pela Faculdade Cásper Líbero, especializada em investimentos e finanças pessoais e com passagem pela redação do InfoMoney.

PUBLICIDADE