Mercados

Nasdaq recua com avanço do rendimento dos títulos do Tesouro

Custos de empréstimos mais altos levaram os investidores a vender papéis de tecnologia sensíveis às taxas

O S&P 500 caía 0,6% às 13h, horário de Brasília
Por Rita Nazareth
14 de Abril, 2022 | 02:26 pm
Tempo de leitura: 3 minutos
Últimascotações

Bloomberg — As ações listadas na Nasdaq caíam à medida que os rendimentos do Tesouro saltavam com a especulação de que o Federal Reserve aumentará as taxas de forma agressiva para enfrentar a inflação de décadas. Os traders de ações também enfrentaram o potencial de agitação do mercado de uma expiração de opções estimada em mais de US$ 2 trilhões.

Os custos de empréstimos mais altos levaram os investidores a vender papéis de tecnologia sensíveis às taxas, com o Nasdaq 100 apresentando desempenho inferior ao de outros índices nesta quinta-feira (14). Acelerar o ritmo de aperto para incluir aumentos em incrementos de meio ponto percentual é uma “opção razoável”, disse o presidente do Fed de Nova York, John Williams. Os rendimentos do Tesouro de 10 anos saltaram para 2,8%, enquanto a taxa de 30 anos atingiu seu maior nível desde 2019 e o dólar subia.

Williams foi a mais recente autoridade a sublinhar os planos do Fed de elevar as taxas de volta aos níveis que prevaleciam antes da pandemia – ou até mais. Os banqueiros centrais dos EUA, por própria admissão, demoraram a reagir e agora são vistos como se movendo com determinação para alcançá-los. Essa é uma tarefa complicada para os formuladores de políticas, que enfrentam um delicado equilíbrio no aperto para conter a inflação sem matar a recuperação econômica.

“É um ambiente difícil”, disse David Donabedian, diretor de investimentos da CIBC Private Wealth Management. “Os números da inflação continuarão muito altos e ainda não atingiram o pico, e também começaremos a ver uma perspectiva de deterioração para o crescimento econômico – não uma recessão, mas um crescimento econômico significativamente mais lento do que certamente prevíamos quando o ano começou”.

PUBLICIDADE

O sentimento do consumidor dos EUA subiu inesperadamente para uma alta de três meses no início de abril, em meio ao otimismo sobre o crescimento do emprego e as expectativas salariais. Dados separados mostraram que as vendas no varejo aumentaram em março, ajudadas por um aumento nas receitas dos postos de gasolina que mascarou resultados mistos em outras grandes categorias de gastos. Os pedidos iniciais de seguro-desemprego aumentaram ligeiramente na semana passada, mas permaneceram em um nível historicamente baixo.

Os formuladores de políticas do Banco Central Europeu estão formando um consenso em torno do aumento das taxas de juros no terceiro trimestre de 2022 para combater a inflação recorde, segundo pessoas familiarizadas com o assunto. Espera-se que o primeiro aumento nos custos de empréstimos em mais de uma década seja de 25 pontos base, disseram as pessoas, pedindo para não serem identificadas porque as deliberações são privadas. Um porta-voz do BCE se recusou a comentar.

Destaques corporativos:

➡ Elon Musk fez uma oferta controversa para comprar o Twitter (TWTR), dizendo que a empresa tem um potencial extraordinário e que ele é a pessoa certa para desbloqueá-lo.

➡ A Peloton Interactive está reduzindo os preços de seus três principais produtos de hardware enquanto aumenta o custo da assinatura.

PUBLICIDADE

➡ Os resultados do Goldman Sachs (GS) superaram as estimativas dos analistas, já que a volatilidade induzida pela guerra também ajudou a empresa a obter uma queda nos lucros.

➡ O Citigroup (C) apresentou resultados comerciais melhores do que o esperado em meio à volatilidade provocada pela invasão da Ucrânia pela Rússia.

➡ Os resultados do Morgan Stanley (MS) superaram as estimativas dos analistas, com a guerra na Ucrânia aumentando a volatilidade do mercado nos primeiros três meses do ano.

➡ O Wells Fargo (WFC) decepcionou as expectativas dos analistas sobre receitas e despesas do primeiro trimestre.

Alguns dos principais movimentos nos mercados:

Ações

  • O S&P 500 caía 0,6% às 13h, horário de Brasília
  • O Nasdaq 100 recuava 1,4%
  • O Dow Jones Industrial Average subia 0,1%
  • O Stoxx Europe 600 avançava 0,7%
  • O índice MSCI World caía 0,4%

Moedas

  • O Bloomberg Dollar Spot Index subia 0,6%
  • O euro caía 0,8%, para US$ 1,0797
  • A libra britânica recuava 0,5%, para US$ 1,3052
  • O iene japonês caía 0,2% para 125,93 por dólar

Renda fixa

  • O rendimento dos títulos do Tesouro de 10 anos avançava 10 pontos base para 2,80%
  • O rendimento de 10 anos da Alemanha subia oito pontos base para 0,84%
  • O rendimento de 10 anos do Reino Unido avançava nove pontos base para 1,89%

Commodities

  • O petróleo bruto West Texas Intermediate caía 0,6%, para US$ 103,58 o barril
  • Futuros de ouro recuavam 0,7%, para US$ 1.970,10 a onça

Veja mais em Bloomberg.com

Leia também

PUBLICIDADE