Tem como investir no metaverso?

Também no Breakfast: Futuros de índices dos EUA vão de mais a menos com incertezas no front; Alta de juros e da inflação dificulta vida de fintechs no Brasil e Alemã Formel Skin mira o mercado de skincare do Brasil

Tempo de leitura: 6 minutos

Bom dia! Este é o Breakfast - o seu primeiro gole de notícias. Uma seleção da Bloomberg Línea com os temas de destaque no mundo dos negócios e das finanças.

Que o mercado de criptomoedas vem ganhando espaço nas carteiras de investimento não é novidade. Agora, estratégias específicas ligadas ao metaverso vêm sendo desenhadas por instituições financeiras de forma a aproveitar um mercado que tem conquistado investidores – e empresas – no mundo todo.

PUBLICIDADE

O metaverso é um universo digital 3D que oferece aos usuários e empresas oportunidades para mover ativos e serviços do mundo real para o virtual. E nesse ambiente, os NFTs (Non-Fungible Tokens), ativos virtuais colecionáveis, desempenham um papel crucial.Mais do que um universo digital, há um mercado de negociação de objetos, terrenos e até obras de arte sob a forma de NFTs.

No Brasil, algumas corretoras aproveitam para surfar nesta onda, com ativos voltados para o novo ambiente digital. Já existem fundos de índice dedicados a investir nos tokens do setor de mídia e entretenimento localizados nas principais plataformas do metaverso, onde as NFTs são criadas e negociadas. Outros produtos já disponíveis no mercado brasileiro para investir no metaverso incluem os fundos de investimento e até Certificados de Operações Estruturadas (COEs).

Fundos de investimento, ETFs e COEs exploram universo virtual que vêm conquistando investidores e gestoras de investimento no mundo tododfd

Na trilha dos Mercados

A guerra nubla o cenário, a disparada dos preços das matérias-primas deteriora indicadores econômicos e um aperto monetário está em curso ao redor do globo. Contudo, mesmo com estas incertezas, o mercado acionário tem conseguido encadear altas.Mas não sem alguma volatilidade. Esta manhã, os futuros norte-americanos já foram de mais a menos. Na Europa, as bolsas operavam em distintas direções, embora a alta prevalecesse.

📊 A macro do dia

O destaque são os Índices de Gerentes de Compras (PMI) consolidados de vários países. Ao compilar dados sobre a compra de materiais para a fabrição de produtos, o indicador dá um panorama sobre a situação e a direção da economia.

🏦 Informação que vale ouro

Amanhã o Federal Reserve (Fed) divulga as atas da reunião de 16 de março, quando deu sinais de que o aumento dos juros não termina aí. São informações valiosas para o mercado, que deverá operar em modo de espera.

🔴 Olhos na guerra

Nova rodada de sanções contra a Rússia. O país está sendo acusado de cometer atrocidades contra civis ucranianos. EUA e União Europeia preparam-se para endurecer as penalizações. O crescente isolamento da Rússia semeia preocupações sobre as interrupções no fornecimento de mercadorias, sobretudo matérias-primas energéticas.

✳ Em tempo: O Tesouro dos EUA suspendeu os pagamentos da dívida em dólares das contas do governo russo em bancos norte-americanos, aumentando a pressão sobre Moscou para encontrar fontes alternativas de financiamento para pagar os investidores em títulos.

↪️ Atenção à curva

Os holofotes permanecem na inversão das curvas de rendimento dos títulos do Tesouro dos EUA, que pode sinalizar uma retração econômica. Os prêmios subiam esta manhã, o que significa um menor valor nominal para o bônus. Na Europa, o títulos soberanos também embutiam prêmios mais elevados.

Um panorama na primeira hora do diadfd

🟢 As bolsas ontem: Dow (+0,30%), S&P 500 (+0,81%), Nasdaq (+1,90%), Stoxx 600 (+0,84%), Ibovespa (-0,24%)

Mesmo com as tensões sobre a guerra na Ucrânia e a possibilidade de novas sanções contra a Rússia, as bolsas internacionais iniciaram a semana com ganhos. As ações de tecnologia, impulsionadas pelo desempenho do Twitter, foram o destaque. Os papéis da rede social saltaram 27% com a notícia de que Elon Musk, CEO da Tesla e o homem mais rico do mundo, comprou uma participação de 9,2% na empresa. O valor de mercado desta fatia gira em torno dos US$ 2,89 bilhões. Os preços do petróleo subiram, apagando parte do declínio na semana passada, que constituiu a maior queda semanal em mais de 10 anos.

Saiba mais sobre o vaivém dos Mercados

No radar

Esta é a agenda prevista para hoje:

• Feriado na China e em Hong Kong (Festival Ching Ming)

• Indicadores PMI: Estados Unidos, Brasil, Zona do Euro, Alemanha, Reino Unido, França, Espanha, Itália, Hong Kong, China

• EUA: Balança Comercial/Fev; PMI Indicadores ISM do Setor Não-Manufatureiro/Mar; ISM Atividade Empresarial Não Manufatureira/Mar); Estoques de Petróleo Bruto Semanal API; Vendas de Veículos

• Europa: França (Produção Industrial/Fev); Itália (Déficit Público/4T21)

• Bancos centrais: Discursos de Neel Kashkari, Lael Brainard e Williams (Fed/FOMC). Decisão sobre taxas de juros na Austrália.

📌 E para amanhã:

• EUA: Pedidos de Hipotecas MBA; Índice de Compras MBA; Índice do Mercado Hipotecário; Atividade das refinarias de Petróleo pela EIA; Estoques de Petróleo Bruto; Relatório Semanal EIA de Estoques de Destilados; Produção e Estoques de Gasolina

• Europa: Zona do Euro (IPP/Fev); Alemanha (Encomendas à Indústria/Fev); Espanha (Confiança do Consumidor)

• Ásia: Japão (Reservas Internacionais/Mar)

• América Latina: Brasil (IGP-DI/Mar; Fluxo Cambial Estrangeiro); México (Investimento Fixo Bruto/Jan)

• Bancos centrais: Atas da Reunião do FOMC; Discurso de Luis de Guindos, Fabio Panetta, Philip Lane (BCE), Asahi Noguchi (BoJ)

Destaques da Bloomberg Línea

Petrobras: Governo trabalha para manter indicação de Adriano Pires como CEO

Alemanha vai nacionalizar unidade da Gazprom para garantir gás

Alta de juros e da inflação dificulta vida de fintechs no Brasil

Twitter tem maior alta intradiária desde IPO após aquisição de Musk

Também é importante

Sócios na Picus Capital.dfd

Fundo de VC alemão segue founder ‘repatriado’ e abre escritório em SP. A gestora alemã de capital de risco Picus Capital começou a investir na América Latina há 18 meses, quando abriu seu escritório para as Américas em Nova York. Em conversa com a Bloomberg Línea, Julien Roeoes, head de Americas da Picus Capital, disse que a empresa está ampliando sua presença na região, com nova sede e contratações em São Paulo. A ideia é se aproximar dos fundadores latinoamericanos que estão voltando para seus países de origem para montar startups.

Credit Suisse vê inflação persistente e alta de juro após maio no Brasil. A inflação de curto prazo deve surpreender o Banco Central e tornar difícil o fim do ciclo de aperto monetário na próxima reunião do Copom, diz Solange Srour, economista-chefe do Credit Suisse (CS) no Brasil.

Alemã Formel Skin chega ao Brasil para disputar mercado de skincare. A healthtech alemã Formel Skin anunciou sua expansão para o Brasil. A plataforma promove tratamento de acne, melasma, rosácea e manchas por meio da telemedicina. O Brasil é o primeiro passo da Formel Skin fora da Europa. A empresa já tinha operações na Suíça.

Valuation da Shein pode superar H&M e Zara juntas. A Shein, varejista online de roupas, produtos de beleza e estilo de vida acessíveis que lança mais de 6 mil novos itens diariamente, está conversando com possíveis investidores, incluindo a General Atlantic, para uma rodada de financiamento que pode avaliar a empresa em cerca de US$ 100 bilhões, segundo a Bloomberg News.

Opinião Bloomberg

Valuation de US$ 100 bilhões da Shein é uma vitória para o fast fashion

Qualquer pessoa mais velha que a Geração Z provavelmente teria a mesma resposta até recentemente. Mas não se engane. Como a Boohoo – cujas ações caíram mais de 60% desde aquela conferência, em face da concorrência de Shein – todos nós provavelmente sentiremos o impacto de seus vestidos de US$ 5 e jeans de US$ 10 muito em breve. A gigante do varejo avalia uma rodada de financiamento de US$ 100 bilhões e está conversando com investidores, incluindo a General Atlantic, sobre levantar cerca de US$ 1 bilhão.

Pra não ficar de fora

Cerca de 83% dos entrevistados afirmaram que é importante ter horário flexível, mas empregadores continuam controlando jornadasdfd

O Grand Resignation – movimento de pedidos de demissão em massa – não dá sinais de trégua, e talvez o encolhimento na oferta de mão de obra tenha vindo para ficar. A avaliação veio da provedora global de serviços de emprego Randstad.

A redução das pessoas presentes no mercado de trabalho — respaldada por uma tendência demográfica de longo prazo — aumenta o leque de opções dos profissionais talentosos, que se juntam a empresas nas quais suas necessidades são atendidas, avisou Sander van ‘t Noordende, que assumiu o cargo de CEO da empresa holandesa na terça-feira (29).

👋🏼 “É uma mudança atual: os funcionários estão mais dispostos a atribuir consequências à sua infelicidade ou a seu desapontamento”, disse o executivo, comentando o último relatório Workmonitor divulgado pela empresa. “Eles estão dispostos a deixar seus empregos se não estiverem felizes.”

Quer receber o Breakfast por e-mail? Registre-se gratuitamente no nosso site. E aqui você encontra as edições anteriores de nossa newsletter.

Edição: Michelly Teixeira | News Editor, Europe

Por hoje é só. Bom dia e obrigado por ler nossa newsletter!