PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Mercados

Ibovespa abre no vermelho, com preocupação latente sobre inflação

Semana é marcada por eventos importantes para o posicionamento dos investidores, com a ata do Copom amanhã (8) e o IPCA cheio de janeiro na quarta

Agenda de balanços também está no radar
07 de Fevereiro, 2022 | 10:54 am
Tempo de leitura: 2 minutos
Últimascotações

Bloomberg Línea — O principal índice da Bolsa brasileira (IBOV) abriu a primeira sessão desta semana no vermelho, descolado da tendência dos mercados no exterior. Enquanto os índices acionários dos Estados Unidos apontam para abertura no azul, o Ibovespa recua, com as preocupações com a inflação doméstica levando investidores a optarem pela aversão ao risco.

Conforme o Relatório Focus divulgado hoje (7), os economistas consultados pelo Banco Central esperam que a inflação medida pelo IPCA chegue a 5,44% em 2022, contra a projeção de 5,38% na última semana. É a quarta alta consecutiva no boletim que reúne as projeções dos principais especialistas no país.

PUBLICIDADE

A semana é marcada por eventos importantes para o posicionamento dos investidores, com a ata da última reunião do Copom divulgada amanhã (8) e o IPCA cheio de janeiro na quarta-feira (9), além da agenda de balanços, que começa a acelerar.

Veja mais: Cinco assuntos quentes para o Brasil na próxima semana

  • Perto das 10h40, o Ibovespa caía 0,21%, a 112.003 pontos
  • Intermédica (GNDI3), Hapvida (HAPV3) e BRF (BRFS3) lideravam as maiores quedas percentuais do índice, enquanto Gol (GOLL4), Usiminas (USIM5) e JBS (JBSS3) estavam na ponta oposta
  • O dólar caía 0,39%, a R$ 5,31, seguido pelos vencimentos dos juros. O DI para janeiro de 2023 caía de 11,980% para 11,950%
  • Nos EUA, o futuro do Dow Jones subia 0,09%, o do S&P 500, 0,13%, e do Nasdaq, 0,22%

Contexto lá fora

Os futuros de índices dos EUA avançam nesta segunda (7), com os investidores avaliando as perspectivas para a política monetária antes dos principais dados de inflação no final desta semana.

PUBLICIDADE

Os investidores estão enfrentando a perspectiva do ciclo de aperto monetário mais acentuado desde a década de 1990, com os mercados precificando mais de cinco aumentos nas taxas de juros do Federal Reserve em 2022, após um forte relatório de empregos nos EUA. O relatório de inflação dos EUA desta semana pode levar a mais volatilidade do mercado. Espera-se uma leitura ao norte de 7%, a mais alta desde o início da década de 1980.

Enquanto isso, o Bitcoin subiu acima de US$ 42.000 para o maior nível em mais de duas semanas. O petróleo bruto caiu abaixo de US$ 92 o barril.

Veja mais: Petróleo cai para perto de US$ 92 com rali estelar tomando fôlego

Na mais recente atualização sobre a Ucrânia, o presidente Joe Biden e seu colega francês Emmanuel Macron falaram sobre responder ao aumento militar da Rússia na fronteira ucraniana. Moscou negou repetidamente que planeja um ataque.

Na frente do vírus, Hong Kong deve relatar outro número recorde de infecções. A Austrália permitirá que portadores de visto duplamente vacinados entrem no país a partir de 21 de fevereiro, encerrando cerca de dois anos de rígidos controles internacionais de fronteira. A China determinou lockdown de uma cidade de 3,6 milhões de pessoas.

(Com informações de Bloomberg News)

Kariny Leal

Kariny Leal

Jornalista carioca, formada pela UFRJ, especializada em cobertura econômica e em tempo real, com passagens pela Bloomberg News e Forbes Brasil. Kariny cobre o mercado financeiro e a economia brasileira para a Bloomberg Línea.

PUBLICIDADE