PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Mercados

Após semana volátil, Ibovespa fecha em alta, seguindo otimismo externo

Destaques positivos na Bolsa ficaram com blue chips como Vale e Petrobras, além de Locaweb, que subiu mais de 11%

Bolsa brasileira segue otimismo em Wall Street e fecha pregão em leve alta
04 de Fevereiro, 2022 | 06:22 pm
Tempo de leitura: 2 minutos

Bloomberg Línea — Após passar a maior parte do dia no terreno negativo, o Ibovespa (IBOV) encerrou o pregão desta sexta-feira (4) em alta de 0,5%, aos 112.244 pontos, após uma semana de alta volatilidade.

A Bolsa brasileira seguiu o otimismo em Wall Street, com desempenho positivo por parte de blue chips como Vale (VALE3) e Petrobras (PETR3, PETR4) na B3, que fecharam a sessão com altas de 2,6% e 1,8%, respectivamente.

PUBLICIDADE

Petrolíferas se beneficiam de uma arrancada no preço internacional do petróleo, que é negociado próximo dos US$ 92 o barril.

Destaque ainda para os papéis da empresa de hospedagem de sites Locaweb (LWSA3), com ganhos de 11,33%, aos R$ 9,73.

Entre as perdas, a gigante de alimentos BRF (BRFS3) teve queda de 5,5% na Bolsa, aos R$ 18,75, em meio à notícia de que a gestora BlackRock reduziu sua participação na companhia em 25%. A fatia da gestora na empresa, que era de 5,27%, encontra-se agora em 3,95%.

PUBLICIDADE

Já Ecorodovias (ECOR3) ampliou as perdas, recuando 6,4%, aos R$ 7,19, após a saída inesperada do seu CEO, Gianfranco Catrini, que ocupava o cargo desde dezembro de 2021.

Veja mais: Apostas em emergentes dependem de achatamento de curva nos EUA

Nos Estados Unidos, os índices de ações americanos viraram para alta ao longo do dia, com ganhos de até 1,6% na Nasdaq, em meio a resultados positivos da Amazon na véspera (AMZN). A gigante varejista divulgou lucro acima do esperado no quarto trimestre e aumentou a taxa anual de seu serviço de assinatura Prime nos EUA em US$ 20, para US$ 139 -- o que agradou os acionistas.

As ações da companhia encerraram o pregão desta sexta em alta de 11,5% em Nova York, negociadas a US$ 3.103,66.

PUBLICIDADE

No radar do dia, os investidores monitoraram também os dados de emprego americano medidos pelo Payroll nos EUA, que vieram acima do esperado, levando o mercado a apostar mais fortemente em uma alta mais agressiva dos juros por parte do Federal Reserve, o banco central americano.

Confira o fechamento dos principais indicadores nesta sexta-feira (4):

  • O Ibovespa encerrou o pregão com alta de 0,49%, aos 112.244 pontos. Na semana, o índice de renda variável acumulou ganhos de 0,3%
  • O dólar (USDBRL) teve alta de 0,96% nesta sexta, negociado a R$ 5,34
  • No mercado de juros futuros, o DI com vencimento em 2023 fechou estável, a 11,985%, enquanto o DI 2025 subiu de 10,86% a 11,085
  • Nos EUA, o índice Dow Jones fechou estável, o S&P teve alta de 0,52%, enquanto o índice da Nasdaq teve valorização de 1,58%
  • Na Europa, os mercados fecharam no vermelho. O índice Dax, da Alemanha, teve queda de 1,75%, o FTSE, de Londres, caiu 0,17% e o CAC-40, da França, recuou 0,77%.

Tem sido uma semana volátil nos mercados, com os investidores sacudidos por números fracos de gigantes de tecnologia dos EUA, incluindo a proprietária do Facebook, Meta Platforms (FB), que eliminou mais de US$ 250 bilhões de seu valor de mercado na quinta-feira (3).

Mariana d'Ávila

Mariana d'Ávila

Redatora na Bloomberg Línea. Jornalista brasileira formada pela Faculdade Cásper Líbero, especializada em investimentos e finanças pessoais e com passagem pela redação do InfoMoney.