De atriz a empreendedora: uma reviravolta em tempos de pandemia

Também no Breakfast: Mercados avançam ante expectativa de que economia vencerá efeitos da ômicron; Evergrande retoma obras na China de olho em pagamentos de dívida e Seguros de viagem disparam em 2021 com retomada de voos internacionais

Tempo de leitura: 3 minutos

Bom dia! Hoje é 28 de dezembro de 2021 e este é o Breakfast - o seu primeiro gole de notícias do dia

“Montar uma marca autoral que ressignificasse a forma que enxergamos e usamos a moda”: foi este o desafio que Marina Ruy Barbosa se propôs ao criar sua empresa, a Shop Ginger.

Em julho de 2020, a atriz resolveu se aventurar na experiência empreendedora e criou sua marca de roupa, que, segundo ela, foi impulsionada pela redução do ritmo de gravações durante a pandemia.

  • “A Ginger é um sonho antigo, mas não sabia como e quando seria possível realizá-lo. Hoje, ela trouxe à tona uma parte de mim que se tornou fundamental para o meu desenvolvimento pessoal e profissional – a jornada empreendedora é desafiadora, mas também é motivante e enriquecedora”, disse em entrevista exclusiva à Bloomberg Línea.
  • A proposta de Marina tem rendido frutos: em seis meses, o faturamento cresceu nove vezes em comparação com o primeiro mês. A empresária foi uma dos 100 Empreendedores de 2021 da Bloomberg Línea. Para completar sua entrada em novas frentes além da atuação, em novembro de 2020, Marina também passou a ser diretora de moda da ZZ MALL, marketplace da Arezzo&Co.
Marina Ruy Barbosa esteve entre os 100 Empreendedores de 2021 pela Bloomberg Línea (Foto: Fernando Tomaz)dfd

Na trilha dos Mercados

As bolsas internacionais enunciam nos primeiros negócios da manhã que podem seguir testando novos máximos históricos. Em Wall Street, os negócios com futuros de índices sinalizavam altas, movimento que também orientava as bolsas europeias.

Na última semana do ano, o escasso volume financeiro é marca expressa. Há poucas referências macroeconômicas ou notícias de impacto para mudar o curso dos negócios.

PUBLICIDADE

🟢 Ontem, nos Estados Unidos, o S&P 500 superou novo recorde e fechou com 1,38% de alta – o 69º recorde de fechamento neste ano. O Nasdaq esteve a ponto de realizar a mesma façanha, terminando com 1,39% de valorização. O Dow subiu 0,98%.

Semana de poucos negócios, mas de compras no mercado de açõesdfd

🦠 O que mais se sustenta no ar é o noticiário sobre a variante ômicron. Ainda que seja mais contagiosa e que as infecções estejam subindo, os indícios de que seus efeitos são menos graves e que a curva de contágio em alguns países começa a recuar alentam os investidores. Confirmada esta tendência, o mercado estará mais confiante de que a recuperação econômica global pode superar os riscos do coronavírus e de um aperto da política monetária.

🛍️ Os sinais de que o consumo continua forte também animam os investidores. Ontem, a MasterCard divulgou informe segundo o qual houve um crescimento anual de 8,5% na campanha de Natal nos Estados Unidos, acima dos 7,4% projetados pela companhia para o período (1 de novembro a 24 de dezembro). O dato representa a cifra mais alta em 17 anos, mostrando que o motor da recuperação econômica continua forte.

👩🏻‍🏭Notícias da Ásia também evidenciam que a economia insiste em avançar: a produção industrial do Japão superou as estimativas. Alcançou 5,4% em novembro, frente a estimativas de 2,9%.

Saiba mais sobre o vaivém dos Mercados

No radar

  • Feriado no Reino Unido (Boxing Day), onde a bolsa continua fechada.
  • Taxa de Desemprego e Empréstimos Bancários no Brasil
  • Índice de Preços de Imóveis nos EUA
  • Núcleo do IPC do Banco do Japão

Destaques da Bloomberg Línea

Também é importante

  • O seguro viagem está em alta no Brasil desde a reabertura das fronteiras neste ano, segundo dados de empresas e entidades do setor. A tendência é fechar 2021 com expressivo crescimento nas vendas na retomada das viagens internacionais, no momento em que as corretoras testam a receptividade dos consumidores a novos produtos.
  • Atrasos relacionados à ômicron atrapalham os planos de viagens para as festas de fim de ano e ampliam o período de perdas para ações de companhias aéreas, que começou em março de 2021.
  • Museus, concertos e teatros da Broadway de Nova York tentam manter as portas abertas em meio à onda de casos de Covid-19, mas o surto atinge o setor de turismo, que apenas começava a se recuperar. Na semana passada, a cidade decidiu limitar o número de participantes na virada do Ano Novo na Times Square para 15 mil.

Opinião Bloomberg

Quer ostentar? Rolex e Patek Philippe ficam ainda mais raros

Não são apenas brinquedos e chips que estão em falta neste Natal. Relógios Rolex também estão escassos. Felizmente para os que procuram o acessório, existem outras maneiras de entrar no boom de relógios de luxo. A combinação de economia durante o lockdown, mercados em alta (pelo menos até o momento), as compras por vingança (por ter ficado em casa tanto tempo) e um interesse mais amplo em ativos alternativos fez com que a demanda pelos relógios superasse em muito a oferta. As listas de espera ficaram mais longas e os preços no mercado de segunda mão dispararam.

Pra não ficar de fora

Confira a lista de melhores pratos de 2021 segundo a autoradfd

Segundo o Google, a comida do ano foi uma massa que viralizou no TikTok. Para mim, foi a pizza. Quando penso nos pratos mais memoráveis que comi ao longo deste ano doido, lembro-me de muitas fatias de pizza (e olha que eu nem fui para Portland, no Oregon, considerada a cidade com a melhor pizza dos Estados Unidos).

Passei boa parte do ano comendo em Manhattan, assim como em 2020. Eu subi ao topo de um arranha-céu para um menu de degustação atraente e desci em um porão para uma deliciosa comida coreana. Algumas viagens me levaram para outras cidades – como Miami, a metrópole gastronômica mais movimentada do país, e Copenhague, onde você poderia fazer a refeição da sua vida no restaurante eleito o nº 1 no mundo mais uma vez.

Mas foi a pizza que ilustrou as tendências múltiplas – e muitas vezes contraditórias – que ajudaram a definir o mundo alimentar de 2021: pode ser barata e acessível, ou servida em um restaurante ambicioso com uma massa integral cheia de grãos elaborados. Com ou sem carne, para comer no restaurante ou em casa.

Estes são os 19 pratos escolhidos pela autora dentre os inúmeros restaurantes que ela visitou em 2021.

Quer receber o Breakfast por e-mail? Registre-se gratuitamente no nosso site. E aqui você encontra as edições anteriores de nossa newsletter.
Por hoje é só. Bom dia!