PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Mercados

Minério reduz avanço na semana com restrições a usinas na China

Algumas siderúrgicas em Tangshan começaram a controlar a produção em altos-fornos e unidades de sinterização, segundo a consultoria Mysteel

Contratos futuros do minério de ferro subiam 0,6%, para US$ 101,65 a tonelada às 15h21 de Singapura
Por Annie Lee
03 de Dezembro, 2021 | 08:18 am
Tempo de leitura: 1 minuto

Bloomberg — O minério de ferro diminuiu a valorização semanal sob o peso de restrições à produção em um importante polo siderúrgico da China, o que voltou a lançar dúvidas sobre a demanda das usinas.

Algumas siderúrgicas em Tangshan começaram a controlar a produção em altos-fornos e unidades de sinterização na tarde de quinta-feira, segundo a consultoria Mysteel, que citou pessoas não identificadas. Essas restrições devem terminar em 11 de dezembro. O governo de Tangshan não retornou pedidos de comentário.

PUBLICIDADE

“As siderúrgicas tiveram lucros maiores, mas, embora queiram produzir, estão sujeitas a fatores políticos, e isso teria assustado o mercado”, escreveu a Huatai Futures em nota.

Com o aumento das margens das usinas, o minério de ferro se estabilizou em torno de US$ 100 a tonelada esta semana, após ter sido negociado abaixo desse nível na maior parte do último mês. Os estoques do vergalhão de aço já encolheram, segundo dados do site Steelhome. E investidores se preparam para mais volatilidade à medida que os riscos se aproximam.

Veja mais: OPEP+ vai seguir com aumento da produção de petróleo em janeiro

PUBLICIDADE

A indústria do aço - uma grande fonte de poluição do ar - pode ser um potencial alvo enquanto o governo de Pequim tenta garantir céu azul para a Olimpíada de Inverno. A queda das vendas de imóveis na China, onde o setor imobiliário está em crise, também afeta as perspectivas para o consumo de aço. Duas grandes cidades chinesas registram vendas fracas na última rodada de leilões de terrenos, sinalizando que incorporadoras com pouco caixa continuam relutantes em dar lances, mesmo depois do relaxamento das regras por governos locais.

Os contratos futuros do minério de ferro subiam 0,6%, para US$ 101,65 a tonelada às 15h21 de Singapura, perto de um avanço de cerca de 6% esta semana. Os preços em Dalian fecharam em alta de 0,6%, enquanto os futuros do vergalhão de aço e bobina laminada a quente em Xangai subiram mais de 2%.

Veja mais em bloomberg.com

Leia também

PUBLICIDADE

Por que a Taesa vai usar influencers para se aproximar das pessoas físicas da bolsa

Futuros de NY recuam e petróleo sobe no início dos negócios na Ásia