PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Mercados

Futuros de NY recuam e petróleo sobe no início dos negócios na Ásia

Investidores avaliam os riscos da variante ômicron, enquanto os rendimentos dos títulos do Tesouro dos EUA recuam

Futuros de Wall Street apontam baixa no mercado nesta sexta
Por Sunil Jagtiani
02 de Dezembro, 2021 | 10:19 pm
Tempo de leitura: 2 minutos

Bloomberg — Os mercados asiáticos iniciaram os negócios com ganhos nesta sexta, com os investidores avaliando os riscos da variante ômicron, enquanto os rendimentos dos títulos do Tesouro dos EUA tentam evitar uma nova alta estimulada pelos comentários do Federal Reserve sobre uma redução mais rápida nos estímulos monetários.

PUBLICIDADE

As ações são negociadas perto da estabilidade no Japão, mas caem na Coréia do Sul e sobem na Austrália. Já China e Hong Kong enfrentam ventos contrários: as ações chinesas negociadas nos EUA caíram devido ao risco de fechamento de capital por desrespeitar regras de divulgação de informações regulatórias, enquanto a incorporadora Kaisa Group Holdings Ltd. não conseguiu obter a aprovação para uma troca de dívida, destacando os problemas do setor imobiliário.

Os futuros de ações dos EUA recuavam nos negócios da manhã de sexta, dando seguimento a uma semana agitada para os investidores. Nesta quinta, investidores em busca de barganhas na bolsa alimentaram a maior alta do S&P 500 desde outubro.

PUBLICIDADE

Os rendimentos dos títulos do Tesouro dos EUA caíram, reduzindo parte de seu ganho na quinta-feira. As autoridades do Fed defenderam uma remoção mais rápida do apoio da política monetária em meio à alta inflação. O dólar estava estável. O petróleo bruto subiu depois que a OPEP+ prosseguiu com um aumento da produção, mas deixou espaço para ajustes rápidos.

A volatilidade nos mercados financeiros permanece elevada, refletindo a mudança de postura do Fed em direção a configurações monetárias menos generosas e à incerteza sobre como o surto de ômicron afetará a reabertura global. Algumas preocupações com a nova cepa diminuíram na esperança de que as vacinas continuem eficazes ou possam ser ajustadas.

“O ambiente nos mercados está mudando”, disse Steven Wieting, estrategista-chefe de investimentos do Citigroup Private Bank, na Bloomberg Television. “A política monetária, a política fiscal estão perdendo força. Isso não significa um mercado em baixa. Mas não será como a recuperação acentuada que tivemos para quase todos os ativos no ano passado.”

Política do Fed

O governador do Fed Randal Quarles, o presidente do Fed de Atlanta, Raphael Bostic, e sua contraparte de San Francisco, Mary Daly, explicaram as razões para reduzir as compras de títulos mais rapidamente. Isso reforçou uma mensagem semelhante do presidente Jerome Powell esta semana.

A secretária do Tesouro, Janet Yellen, disse que entende o “raciocínio” por trás dos planos do banco central para reduzir as compras de ativos.

PUBLICIDADE

Nos indicadores econômicos mais recentes dos EUA, os pedidos de auxílio-desemprego permaneceram baixos, sugerindo um progresso adicional no mercado de trabalho. Os investidores estão aguardando o relatório do “pay-roll” nesta sexta-feira, o que pode moldar as expectativas para o ritmo de aperto da política do Fed.

Risco de exclusão

Enquanto isso, a Comissão de Valores Mobiliários dos EUA anunciou nesta quinta-feira seu plano final para implementar uma nova regra que obriga as empresas estrangeiras a abrirem seus dados para análise dos reguladores dos EUA sob o risco de serem suspensas na Bolsa de Valores de Nova York e Nasdaq dentro de três anos.

China e Hong Kong são as duas únicas jurisdições que se recusam a permitir as inspeções, apesar de Washington as exigir desde 2002.

Em outro lugar, as ações da Grab Holdings Ltd., a maior empresa de entrega e recebimento de carona do Sudeste Asiático, afundaram em seu primeiro dia de negociações nos EUA após concluir sua fusão com a Altimeter Growth Corp., o maior negócio até então para uma empresa de aquisição de propósito específico (SPAC).

Principais eventos para acompanhar esta semana:

  • Relatório de empregos nos EUA, pedidos de fábrica, bens duráveis, na sexta-feira;

Alguns dos principais movimentos nos mercados:

PUBLICIDADE

Ações

  • Os futuros do S&P 500 caíam 0,3% pouco depois das 10h15 em Tóquio (22h15 de quinta em Brasília). O S&P 500 subiu 1,4% na quinta;
  • Os futuros do Nasdaq 100 recuavam 0,3%. O Nasdaq 100 subiu 0,7%;
  • O índice Topix do Japão subia 0,1%;
  • O índice S&P/ASX 200 da Austrália adicionava 0,2%;
  • Kospi da Coreia do Sul caia 0,5%;
  • Os futuros do Hang Seng caíam 0,7%;

Moedas

  • O Bloomberg Dollar Spot Index pouco mudou;
  • O euro estava em US$ 1,1305;
  • O iene japonês estava em 113,00 por dólar, alta de 0,1%;
  • O yuan offshore estava em 6,3740 por dólar;

Títulos

  • O rendimento dos títulos do Tesouro de 10 anos caia cerca de um ponto-base para 1,43%;
  • O rendimento de 10 anos da Austrália caia quatro pontos-base para 1,64%;

Commodities

  • O petróleo bruto West Texas Intermediate subia 0,8%, para US$ 67,02 o barril;
  • O ouro estava em US$ 1.770,14 a onça, alta de 0,1%;

Veja mais em bloomberg.com

Leia também