PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Mercados

Snap causa preocupação com alerta sobre redução de publicidade em rede social

Gargalos da cadeia de insumos estão levando as empresas a conter os gastos com publicidade online para as festas de fim de ano

Tempo de leitura: 2 minutos

Bloomberg — Um aviso da Snap Inc. está causando preocupação nos investidores do setor de tecnologia que se acostumaram com o crescimento acelerado dos gastos com publicidade nas redes sociais.

Executivos do Snapchat disseram na quinta-feira que os gargalos da cadeia de suprimentos estão levando as empresas a conter os gastos com publicidade online para as próximas festas de fim de ano, o que significa que as vendas aumentarão apenas cerca de 30% no quarto trimestre, em comparação com as estimativas dos analistas de quase 50% .

PUBLICIDADE

Os comentários pegaram o mercado de surpresa e colocaram as ações da empresa no curso de sua maior queda de todos os tempos. As ações do Snap recuam até 22% na manhã desta sexta.

O anúncio aumenta as preocupações sobre se os recursos que foram transferidos do marketing tradicional para a mídia social nos últimos anos estão sendo bem empregados.

As redes sociais serão responsáveis por 39% dos orçamentos de publicidade no próximo ano, embora representem apenas 21% do consumo diário de mídia, de acordo com um estudo do pesquisador da indústria WARC na quinta-feira. A discrepância resulta em uma lacuna de US$ 94 bilhões.

PUBLICIDADE

Está ficando mais difícil julgar se os gastos com anúncios em mídias sociais estão realmente funcionando porque a Apple Inc. e o Google da Alphabet Inc. estão tornando mais difícil para os anunciantes rastrearem os consumidores online.

Isso também representa um risco para as receitas do Facebook Inc. e do Twitter Inc. As ações de ambas as empresas caíram após o anúncio do Snap, refletindo as preocupações de que alguns orçamentos de marketing serão simplesmente redirecionados da mídia social.

As maiores redes de agências de publicidade da Europa, WPP Plc e Publicis Groupe SA, negociaram suas ações de forma estável, ligeiramente mais alta na sexta-feira.

PUBLICIDADE

Há poucos sinais de que a transferência mais ampla de dólares de publicidade para plataformas como Instagram e TikTok terminará em breve, ou que a crise global nas cadeias de suprimentos esteja levando as marcas a repensarem suas estratégias de publicidade.

Os consumidores de bens de consumo, varejo, automotivo e eletrônicos “continuam a gastar, continuam a mudar as compras para o digital e não houve nenhum caso de retrocesso”, disse Martin Sorrell, presidente da S4 Capital Plc. “Os comentários sobre as questões da cadeia de abastecimento simplesmente não refletem o que estamos vendo. Na verdade, estamos experimentando o oposto.”

(Atualizado com cotações do Snap)

PUBLICIDADE

Veja mais em Bloomberg.com

Leia também: Dólar vai a R$ 5,71 com crise fiscal e debandada na equipe econômica


PUBLICIDADE